Blog

Paris, je t’aime!
Comment est-que je peut dire "saudade" en français? Sabe, Paris, eu preciso voltar a te encontrar. Desde que te deixei, é nisso que penso dia e noite. Tenho arquivos prontos com planejamento para passar uma semana, um mês ou até para morar. Estudei francês por anos, me apaixonei pelo seu cinema, pela sua música... Lembro como se fosse hoje a primeira vez que te vi. Lá no longínguo ano de 2009, foi isso o que escrevi sobre você: Quando o...

Read More

Existe amor em SP
Criolo deve ter um siricutico cada vez que vê a frase acima usada como legenda ou hashtag (inclusive, se um dia eu for entrevistá-lo, tenho que lembrar de colocar uma pergunta sobre isso na pauta). Depois de cantar a falta do sentimento na capital paulistana, virou moda mostrar que, ao contrário do que diz a letra, existe sim amor em "essepê". E como negar? Cultura transbordando, parques, muito verde, muita história, muita comilança boa, um metrô que atende a praticamente...

Read More

Quando tudo começou
Belo Horizonte, setembro ou outubro de 2007... Era uma tarde de domingo, no meu antigo apartamento da Rua Sergipe, onde da janela lateral, do quarto de dormir, eu via a Igreja da Boa Viagem (#saudade). Fernando, eu e Thiago conversávamos quando Thiago disse: Mari, vc já pensou em ir para a Europa? Claro que pensar eu até já tinha pensado, mas era algo só do plano imaginário mesmo. Eu achava que na ‘vida real’ era extremamente inviável. Até aquele momento,...

Read More

O Rio de Janeiro, Fevereiro e Março
Na primeira vez que vim turisticamente, desbravei a cidade em apenas três dias. Dá para ver tudo? Não, óbvio que não! Mas dá para fazer muita coisa até mesmo em um único fim de semana no Rio de Janeiro, desde que você esteja disposto. Tem gente que prefere passar o dia todo na praia, o que é certamente uma delícia, mas, se o tempo é curto e a ideia é conhecer o máximo possível, tenho algumas sugestões e dois alertas....

Read More

Poema de Sete Faces
Quando nasci, um anjo torto desses que vivem na sombra disse: Vai, Carlos! ser gauche na vida. As casas espiam os homens que correm atrás de mulheres. A tarde talvez fosse azul, não houvesse tantos desejos. O bonde passa cheio de pernas: pernas brancas pretas amarelas. Para que tanta perna, meu Deus, pergunta meu coração. Porém meus olhos não perguntam nada. O homem atrás do bigode é sério, simples e forte. Quase não conversa. Tem poucos, raros amigos o homem...

Read More