9 melhores destinos gay-friendly do Brasil e do mundo

O segmento LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transgêneros) é o que mais cresce no turismo, com gastos per capta em média três vezes superiores aos dos outros nichos. Segundo dados do Ministério do Turismo, eles viajam quatro vezes mais que outros públicos, gastam 30% a mais e movimentam 15% do faturamento total do setor.

E para estimular ainda mais o turismo LGBT, a Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) cirou um grupo de trabalho para debater o tema com representantes do Ministério do Turismo; da Comissão de Turismo da Câmara dos Deputados; da Coordenação-Geral de Promoção dos Direitos de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República; da Associação Brasileira de Turismo para gays, lésbicas e simpatizantes (ABRAT-GLS); Coordenação de Promoção de Direitos da Diversidade do Distrito Federal; e entidades privadas, como o Guia Gay.

Já acompanha o blog nas redes sociais? 
Curta a página no Facebook e siga no Twitter e Instagram.

Segundo a deputada Luizianne Lins (PT-CE), a proposta do grupo é debater e aprofundar no tema que é importante não só para a economia do país, mas também no direito à cidadania. Ela apresentou ainda uma emenda parlamentar para auxiliar no mapeamento e na divulgação dos principais destinos turísticos brasileiros para o público LGBT.

Cidades gay-friendly no Brasil

Florianópolis (SC)

Dois grandes eventos são os preferidos: Carnaval e Ano Novo. Em algumas praias, como a Praia Mole, há inclusive barracas voltadas para os gays, além de muitas casas noturnas específicas. E a cidade tem uma lei municipal contra a discriminação em público, proposta do vereador Tiago Silva, que é também o idealizador da Parada Gay da cidade.

Rio de Janeiro (RJ)

A cidade oferece muito mais que a rua Farme de Amoedo, em Ipanema, as boates, festas para o público LGBT, blocos específicos de Carnaval e espaços separados na praia. Mesmo fora desse circuito os gays são bem-vindos. E uma pesquisa mostrou que é o destino favorito dos enrustidos. Inclusive conheço uns que vêm de longe escancarar as portas do armário por aqui. =D

São Paulo (SP)

cidades-gay-friendly-sao-pauloÉ onde acontece uma das maiores paradas gay do mundo, geralmente no fim de maio/início de junho, com recorde de 4 milhões de pessoas de todo o país ao som de música eletrônica pelas ruas do centro da cidade. Nessa época também acontecem muitas festas, algumas com preços exorbitantes. A região do “baixo Augusta” é uma das mais frequentadas.

Salvador (BA)

Várias faixas de pedestres da cidade foram pintadas com as cores do arco-íris. Quer receptividade melhor? Tem também. Na Semana da Diversidade e Parada Gay, que acontece anualmente, há shows, exposições, instalações e seminários voltados para a luta contra o preconceito e a homofobia. Além das praias e atrações turísticas da cidade.

Recife (PE)

Apresentada pela Embratur para sediar a Convenção Anual da International Gay and Lesbian Tourism Association (IGLTA), a cidade costuma receber muitos turistas no Carnaval, quando as ruas do centro ficam lotadas, mas nada voltado específicamente para o público gay. A ideia é investir mais no turismo LGBT.

Cidades gay-friendly no exterior

São Francisco (Estados unidos)

destinos-gay-friendly-sao-franciscoAh, não brinca! Com bares e lojas voltados para o público gay, janelas de apartamentos enfeitadas com bandeiras de arco-íris, entre outros detalhes, a cidade é uma referência mundial no tema. Mas você sabe por que? Era para lá que os militares americanos suspeitos de homossexualidade eram enviados para julgamento durante a Segunda Guerra Mundial. Depois, muitos resolveram ficar e a migração foi aumentando ao longo do tempo. 

Amsterdam (Holanda)

destinos-gay-friendly-amsterdamEstá em primeiro lugar na lista dos destinos mais visitados pelo público LGBT em 2015, segundo a ONBC (Out Now Business Class). Sua população gay gira em torno de 30% e há vários lugares e serviços para esse público. Além da Parada Gay, a cidade tem também o Dia da Rainha, que acontece no Homomonument, dedicado aos perseguidos pelo nazismo por causa da orientação sexual.

Nova York (Estados unidos)cidades-gay-friendly-nova-york

Para todos os públicos, para todos os gostos, para todas os estilos, para todas as épocas, para todos os sexos, para todas as idades, para todas as horas. Nova York é sempre babado, confusão e gritaria, especialmente nos bairros Village, Chelsea e Hell’s Kitchen.

Tel Aviv (Israel)

Pesquisas já apontaram a cidade como o melhor destino gay. E o número de turistas é cada vez mais crescente, já que, além das praias e atrações, o Ministério do Turismo local está investindo em atividades voltadas para esse público e também na aceitação da união civil entre pessoas do mesmo sexo.

E a lista não para por aí. Há várias outros lugares que estão buscando se firmar como destinos gay-friendly, como Sidney, Mikonos, Tulum, Puerto Vallarta, entre outros. São destinos mais turísticos, de verão. Mas vão ficar para um próximo post!

* Com informações do Ministério do Turismo, revista Viaje Aqui, Super Interessante, sites Terra e Viagem LGBT

Gostou? Compartilhe!Share on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Share on LinkedIn0Email this to someone

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *