Bate e volta de Nova York a Washington

bate-e-volta-nova-york-washington

Eu amo um bate e volta. Como já falei aqui algumas vezes, sempre procuro um jeito de otimizar as viagens, aproveitando que já estou em algum lugar e visitando outros que ficam próximos.

Quando resolvi ir para Nova York, fiquei pensando se não teria algum passeiozinho que valesse a pena. Até que um amigo comentou de Washington. Não é exatamente pertinho, mas dá tranquilamente para ir bem cedo, passar o dia, conhecer alguns lugares e voltar no fim da tarde.

Já acompanha o blog nas redes sociais? 
Curta a página no Facebook e siga no Twitter e Instagram.

Como ir de Nova York a Washington

A melhor alternativa é fazer essa viagem de trem. Porém, como eu só fui ver isso super de última hora, os preços não estavam tão bons. Comprei então a ida de trem e a volta de ônibus. A distância de Nova York a Washington é de 360 km. Seja de trem ou de ônibus, as passagens podem – e devem! – ser compradas antecipadamente pelos respectivos sites.

O trem é da empesa Amtrack, sai da Penn Station e leva cerca de 3 horas e meia até a Union Station. O ônibus é da Eastern e demora um pouco mais – previsão de 4 horas e meia, mas acabei levando pouco mais de 5 horas, porque pegou um pouco de trânsito.

bate-e-volta-nova-york-washington

Um dia em Washington: o que fazer

Capitólio

Saltei do trem na Union Station, em Washington e fiz o que chamei de “circuito político”. Comecei seguindo a Avenida Lousiania até chegar o Capitólio, sede do governo, que estava em reforma. Eu fiquei muito encantada com a cidade, ou, pelo menos, com o que vi dela. As ruas são largas, fazia um belo dia de sol, era época das Cherry Blossoms, ou cerejeiras, lindas árvores com flores cor de rosa que desabrocham na cidade nessa época do ano.

capitolio-washington

Em frente ao Capitólio

 

bate-e-volta-washington-cerejeiras

Cherry Blossoms: como não se encantar?

Monumento a Washington

De lá, segui até o monumento a Washington, que é um obelisco localizado no centro de um jardim, gramado ou algo do tipo. O obelisco em si não tem nada demais, mas gostei do espaço amplo, bom lugar para sentar e descansar um pouco. Como era domingo, estava cheio de famílias curtindo o dia…

bate-e-volta-washington-obelisco

bate-e-volta-washington-monumento

Memorial Lincoln ao fundo, visto do Washignton Monument

National Gallery

Nesse trajeto tem alguns museus. Eu entrei na National Gallery of Art e, por medo de não dar tempo, achei mais seguro deixar o Museu Aeroespacial para o fim. Acabou não dando tempo mesmo. Mas consegui aproveitar bem e não me arrependi da escolha.

A Nacional Gallery é um dos museus mais legais que já conheci na vida (senão o mais legal). É totalmente gratuito, a arquitetura é linda, os espaços são amplos, tem pinturas de Monet, Van Gogh e outros, além de um jardim anexo com várias esculturas de arte moderna.

Museu imperdível!

Memorial Lincoln

imageSeguindo em frente, enfim cheguei ao Memorial Lincoln, que é um dos pontos mais importantes da cidade. Lá tem uma grande escadaria por onde se chega ao local em que está uma uma estátua mega do ex-presidente americano  Abraham Lincoln com a frase “In this temple as in the heart of the people for whom he saved the union, the memory of Abraham Lincoln is enshrined forever”.

No caminho, passei pelo World War 2 Memorial, com chafarizes que homenageiam os soldados que lutaram,  e pelo National Mall, parque que já foi palco de eventos importantes. Entre os mais famosos estão um real e um fictício: o discurso emblemático de Martin Luther King sobre a igualdade de direito dos negros (“I have a dream”) em agosto de 1963; e um dos cenários do filme “Forest Gump”, com Tom Hanks.

bate-e-volta-washington-lincoln

Degraus do Memorial Lincoln, de onde Martin Luther King discursou…

bate-e-volta-washington-national-mall

…para cerca de 250 mil pessoas que assistiram daqui.

Casa Branca

O Memorial Lincoln, o monumento a Washington e o Capitólio ficam em linha reta. De um se vê o outro ao fundo. Já a Casa Branca fica perpendicular, na altura do monumento a Washington, como dá para ver no mapinha no fim do post. Foi minha próxima – e última – parada. Residência do presidente americano, é menor do que parece (ou menor do que eu imaginava). E também não dá para chegar muito perto, pois a segurança logicamente é grande.

casa-branca-washington

Obama, cadê você? Eu vim aqui só pra te ver! =P

Depois fiz o trajeto contrário até o local de onde o ônibus sairia (715 H St NW). Achei confuso porque não tem nenhuma placa indicando, só uma sala com uma portinha micro, onde a passagem impressa deve ser trocada pelo ticket de embarque. Ainda deu tempo de parar para lanchar.

Dica: Vá de tênis, porque as caminhadas são longas. E leve água, frutas ou outras coisinhas na mochila para ir comendo ao longo do trajeto, já que o dia vai ser puxado… Confesso que fiquei muito cansada! Mas valeu muito a pena o bate e volta a Washington. A cidade me deixou um gostinho de quero mais. Na próxima, quem sabe?

Gostou? Compartilhe!Share on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Share on LinkedIn0Email this to someone