Blumenau é muito mais que a Oktoberfest

blumenau-fora-oktoberfest-passeios

Conhecer Blumenau, em Santa Catarina, era uma vontade antiga. Não sei exatamente porquê, mas acho que muito por causa das suas “casinhas bonitinhas”. Depois essa vontade acabou ficando esquecida. Talvez porque a cidade seja muito associada à Oktoberfest, seu principal evento e um dos mais conhecidos do país. E eu, como não sou ligada a cerveja, deixei a ideia de lado.

Até que recentemente voltei a pensa na cidade e, numa dessas de ficar simulando passagens pra ver onde os bons ventos preços me levam (sim, faço isso), comprei. Foi só uma “viagem de fim de semana” – entre aspas porque não foi no fim de semana, mas a proporção foi a mesma de ficar de sexta a domingo. Só que, no caso, cheguei no domingo e voltei na terça.

Curta a página do blog no Facebook!


De cara achei tudo muito lindinho. Ruas arborizadas, vários canteirinhos com flores coloridas… e as “casinhas bonitinhas”, claro, que não podiam faltar. E peguei um tempo ótimo – a temperatura estava baixa, mas não muito, e o céu estava limpo e com sol. Como a cidade não é tão grande, consegui ver bastante coisa e ainda deu tempo para um bate e volta a Pomerode, considerada a cidade mais alemã do Brasil, que é muito lindinha e fica bem do lado.

blumenau-passeios-castelinho-relogio-pomerode

Castelinho Havan, Relógio das Flores e portal de Pomerode

O que fazer em Blumenau

O maior charme de Blumenau sem dúvida está no centrinho, mais especificamente na Rua XV de Novembro, onde ficam a maioria das atrações. Só nessa rua há 35 imóveis cadastrados como patrimônio histórico.

É lá também que estão muitas das tais casinhas que falei. São construções em estilo enxaimel, bem característico da cidade: é um estilo de arquitetura alemã com que paredes montadas com hastes de madeira encaixadas entre si e com espaços preenchidos com tijolos ou pedras.

Centro Histórico

blumenau-fora-oktoberfest-castelinho

A atração mais famosa – e mais fotografada – é o “Castelinho”, essa aí em cima, que na verdade é uma loja de cama, mesa e banho. Mas, por fora, se tornou ponto turístico. É o segundo atrativo mais fotografado do Sul do Brasil (imagino que o primeiro sejam as Cataratas do Iguaçu).

Lá ficam também o Teatro Carlos Gomes, a Catedral São Pedro Apóstolo… Na mesma rua, só que um pouco mais distante, ficam o Museu da Cerveja, o Museu de Arte de Blumenau e o Museu da Família Colonial, já na Alameda Duque de Caxias, mas bem na esquina.

blumenau-fora-oktoberfest-teatro

Teatro Carlos Gomes

blumenau-fora-oktoberfest-catedral

Catedral São Pedro Apóstolo

Uma coisa que eu achei muito legal e superdiferente é que a fachada das casas históricas foi “rebatida” na rua, como se fosse uma sombra – dá pra ver pela tonalidade do calçamento. Como no domingo a Rua XV de Novembro fica fechada para o trânsito, deu para ver bem direitinho!

blumenau-fora-oktoberfest-casa

A casa…

blumenau-fora-oktoberfest-sombra

…e a “sombra” da casa

Outra construção linda é a Prefeitura Municipal. Em frente a ela fica a Locomotiva Macuca, a primeira da cidade, que tem esse nome porque emitia um som parecido com o do pássaro chamado Macuca (não conheço, mas me garantiram que o canto dele parece mesmo).

Um pouco antes fica o Relógio das Flores e um pouco depois a Praça da Paz, com um monumento que simboliza a união com todos os povos da terra.

blumenau-fora-oktoberfest-prefeitura

Prefeitura Municipal de Blumenau

blumenau-fora-oktoberfest-locomotiva

Macuca

blumenau-fora-oktoberfest-monumento

Monumento pela Paz

Eu fiquei hospedada superpertinho de tudo isso, no Ibis Blumenau, que fica na Rua Paul Hering, a um quarteirão da XV de Novembro. Então fiz os principais passeios a pé, bem do jeito que eu gosto! Para os mais distantes usei Uber, supertranquilo.

blumenau-fora-oktoberfest-hotel-ibis

Hotel visto da Rua XV de Novembro

Em Blumenau coincidiu também de estar rolando o encontro “Blogando no Vale Europeu”, que oficialmente terminou no domingo, mas cheguei a tempo de fazer alguns programas com o pessoal. Como eu estava sozinha, foi muito legal conhecer e reencontrar vários blogueiros e ter boa companhia!

blumenau-blogueiros

Blogueiros no Encontro no Vale Europeu

Vila Germânica

Um dos passeios fora do centro foi a Vila Germânica, que reproduz uma pequena vila do interior da Alemanha. O local é onde acontece a Oktoberfest, mas funciona durante todo o ano com restaurantes e lojinhas. É uma graça, tudo colorido, florido…

blumenau-fora-oktoberfest-vila-germanica-1

Vila Germânica

blumenau-fora-oktoberfest-vila-germanica-2

Onde comer

Na Vila Germânica eu comi no Alemão Batata. O pedido foi uma batata recheada com carne de marreco, tradicional por lá. Pedi no impulso e, enquanto o prato não chegava, comecei a ficar tensa: pra que que fui pedir marreco? Mas gostei, ufa!

Outras dicas de comida – porque comer nunca é demais, principalmente as delícias do Sul. O restaurante do Hotel Plaza (funciona para não hóspedes), também pertinho do Centro, onde comi o famosos spaghetti ao formaggio, flambado no queijo grana padano.

Com o pessoal do Blogando rolou pizza na Mortadella Ristaurante & Pizzeria para fechar a programação de domingo. Tem ainda o Café du Centre, com inspiração francesa, uma coisa de tão lindo – recomendo demais o croissant com recheio de brie e geleia de framboesa. Em Pomerode recomendo uma paradinha para o café colonial da Confeitaria Torten Paradies.

blumenau-onde-comer

Jantar no Hotel Plaza

As cervejas locais? Bom, não provei. Ouvi muitos comentários positivos, há muitas produções artesanais, realmente a cidade não leva essa fama à toa. Mas a única coisa que provei foi que não falta o que fazer em Blumenau, mesmo para quem não curte a bebida!

Como chegar

O Aeroporto de Navegantes é o mais perto de Blumenau. Fica a cerca de uma hora. O trajeto tanto para ir como para voltar pode ser feito com a empresa “Transporte Executivo”. Os horários dos ônibus são sincronizados com os horários dos voos, então não tem erro. Na chegada, assim que todos os passageiros dos voos recém-chegados tiverem desembarcado, o ônibus sai. Na volta, é só ver a tabela de horários no site da empresa, conferir pelo número do seu voo e ver qual o ônibus correspondente. O valor é R$ 50,00. Antes havia isenção para passageiros de algumas companhias aéreas, mas isso já mudou. Hoje todo mundo paga.

O embarque e desembarque em Blumenau é na sede da empresa, que fica na Alameda Rio Branco, 92, esquina com Rua Sete de Setembro, bem perto do centro histórico.

Gostou? Compartilhe!Share on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Share on LinkedIn0Email this to someone