Meu quintal – ou porque eu amo o Aterro do Flamengo

Quando eu cheguei por aqui, eu nada entendi… Não, péra, tô confundindo as capitais. Quando eu cheguei por aqui, no Rio de Janeiro, acabei vindo morar no bairro do Flamengo, por uma série de fatores e conjunções astrais que não vem ao caso explicar agora. Fato é que me adaptei superbem ao bairro, tanto que já estou no terceiro apartamento e continuo na mesma região. E muito dessa facilidade na adaptação se deve ao Aterro do Flamengo.

Curta a página do blog no Facebook!

A áera é enooorme, gramada, arborizada, com campos de futebol, quadras de basquete e de tênis, pista de skate, ciclovias e espaço para caminhada. Além disso, aos domingos e feriados as duas vias rápidas para carros são fechadas, aumentando o espaço para quem quer pedalar, andar de patins, brincar com as crianças, etc.

Fora a vista linda, né? De um lado o Pão de Açúcar e, do outro, o aeroporto Santos Dumont, os aviões passam já bem baixinhos, prontos para o pouso.aterro1

Nos fins de semana o Aterro é meu ponto certo, seja para fazer uma caminhada, pedalar, tomar uma água de coco ou só mesmo ficar deitada na grama e pegar um bronze – o mar não é próprio para banho, mas, como eu sou mais do sol do que propriamente do mar, levo minha cadeira, um livro e passo a manhã na areia ou debaixo das árvores. Meu maior lazer, de graça, bem na porta da minha casa. Como não amar?

História

Faz tempo que, por causa dos dias de ressaca do mar bravo, que estava invadindo a cidade, uma grande área foi aterrada (daí o ‘apelido’ de Aterro, ó que criativo) com terra e pedras, criando não só o espaço de lazer, mas também vias mais amplas para o tráfego de veículos.

aterro-do-flamengo

Embora leve apenas o nome Flamengo, o Aterro se estende por vários bairros. Começa no Centro, próximo ao Aeroporto Santos Dumont, passa pela Glória, Catete, Largo do Machado e vai até Botafogo. Ou começa em Botafogo e vai até o Centro, a seu critério.

À noite o local fica meio perigoso, eu mesma nunca me arrisquei a ir. Embora fique gente jogando bola praticamente a madrugada toda, as pistas e a praia ficam bem desertas e, como não costuma ter policiamento, vira um prato cheio para os bandidos. Há vários casos de assaltos. =( Por isso a dica é ir nos horários de movimento, como nos fins de semana o dia todo ou durante a semana pela manhã.

Para ler ouvindo:

Gostou? Compartilhe!Share on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Share on LinkedIn0Email this to someone

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *