Verão na Espanha: passeios em Barcelona e Madri

Esse post faz parte de uma blogagem coletiva que vai falar sobre uma estação do ano em algum lugar do mundo. Os links com os textos dos demais blogs participantes estão no fim do post.

Eu escolhi falar da Espanha, que foi o ponto final da minha primeira viagem à Europa. Cheguei em pleno verão – minha estação preferida, quando as cores ficam mais vivas e os dias mais alegres! O clima quente foi ideal para aproveitar Barcelona e Madrid, duas cidades bem diferentes uma da outra, mas com pontos em comum: ambas têm parques ótimos para curtir os dias de calor, espaços que não teriam a mesma graça e beleza em outras épocas do ano, ruas arborizadas para passeios a pé, além de programação para quem prefere atrações mais culturais. Então capriche no filtro solar, encha sua garrafinha de água e vem comigo!

Passeios em Barcelona

O primeiro passeio que fiz foi no Parque de Ciutadela, bonito e superfresquinho, com muito verde e uma fonte linda onde as pessoas se sentam e até colocam os pés na água.

Parc de la Ciutadella

Parc de la Ciutadella

Depois fui até a praia Barceloneta. Mar Mediterrâneo! Bem calmo, muito limpinho, bem azul, lindo demais. Se estiver com tempo, tire um dia para curtir a praia, caminhar pela orla, passar também pelo porto…

Playa de la Barceloneta

Playa de la Barceloneta

Outro lugar bacana é o bairro gótico, onde fica a Catedral. Na época ela estava em reforma e fechada para turistas. Mas no bairro há vários outros locais interessantes!

Já acompanha o blog nas redes sociais? 
Curta a página no Facebook e siga no Instagram e no Twitter.
Los colores de la Boqueria <3

Los colores de la Boqueria <3

A Plaza de Cataluña é a principal da cidade. De lá, desci La Rambla – que liga a praça ao porto é é uma rua super arborizada e cheia de atrativos, com dezenas de barracas nas laterais vendendo diversos tipos de produtos, além de muitos artistas de rua que faziam performances… Adoro!

Nesse trajeto está ao famoso Mercado de San José, também conhecido como Boqueria, e me encantei. Tão diferente, tão colorido com suas balas, doces e frutas, tudo lindo. E o melhor de tudo: havia uma barraca de sucos naturais, com combinações de qualquer fruta. Eu AMO suco natural. Geladinho, pra espantar o calor espanhol, melhor ainda.

Ainda seguindo La Rambla chega-se ao Parc de Montjuïc. Ele é enorme e fica no alto, de onde se tem uma vista panorâmica da cidade.

barcelona-vista-panoramica

Vista panorâmica de Barcelona

Catedral de la Sagrada Familia

Catedral de la Sagrada Familia

Sobre a Basílica da Sagrada Família, a obra do arquiteto espanhol Antoni Gaudí (1852/1926) é maravilhosa por fora, cada detalhe mais perfeito que o outro. Mas, por dentro,como ainda não está totalmente acabada (nunca está!) não vi muita graça. Tem algumas coisas legais sobre Gaudí (informações, fotos), uma lojinha na saída, mas de bonito mesmo só o lado externo. Para ir ao topo, seria necessário pagar mais um pouco e esperar outra interminável fila do elevador. Desisti sem peso na consciência.

Outras obras de Gaudí muito famosas na cidade e que valem uma visita são a Casa Milà (La Pedrera), a Casa Batlló e o Parque Gëll, que é incrível e também tem uma vista linda. O estilo único do arquiteto ainda hoje é considerado moderno.

Achei os catalães bem receptivos. Me senti ‘familiarizada’. As pessoas têm mais o nosso jeito, são simpáticas. Um Rio de Janeiro menos caótico, mais organizado e tão quente quanto. Sou completamente apaixonada por Barcelona!

Arte linda com várias referências da cidade na área de lazer do hostel

Arte linda com várias referências da cidade na área de lazer do hostel

Passeios em Madrid

Então segui de Barcelona para Madrid de trem. A viagem foi maravilhosa, o trem foi o melhor meio de transporte que já andei na vida! Não dá arranco como ônibus, não balança como avião, e é super rápido. Nem senti o tempo passar.

Frase que li num outdoor e amei (se não me engano, era propaganda de cerveja)

Frase que li num outdoor e amei (se não me engano, era propaganda de cerveja)

Desembarcando na estação Atocha peguei um táxi e o taxista foi extremamente mal humorado e mal educado, confirmando o que muita gente já havia me dito: os madrileños (sem generalizar, é claro) não são tão simpáticos como os catalães. Mas a cidade tem o seu charme! É uma super capital, grande e bem estruturada. Dizem que o Rio de Janeiro está para Barcelona assim como São Paulo está para Madri – e isso em relação ao estilo da cidade e estilo de vida, não ao povo!

Encontre o melhor hotel para se hospedar na Espanha!
Você não paga nada a mais e ainda ajuda o blog:
    
    Booking.com
El Oso y el Madroño

El Oso y el Madroño

Comecei os passeios pela Puerta del Sol, considerada o centro histórico da cidade. É lá que fica a famosa estátua gigante de um urso comendo fruta em uma árvore (El Oso y el Madroño), símbolo local. Segui para a Plaza de Cibeles, com a Fuente de la Cibeles e Puerta de Alcalá.

Outra dica é o enorme Parque ou Jardim del Buen Retiro, bem bonito, limpo, cheio de gente e de atrativos. Além de bancos e muito verde, ou seja, mais um daqueles lugares bons pra descansar e se refrescar um pouco. Como seria impossível conhecer tudo de uma única vez, no dia seguinte fui novamente, entrando pelo outro lado, e conheci mais uma parte.

Jardines del Buen Retiro

Jardines del Buen Retiro

A Plaza Mayor é onde fica a linda Catedral de la Almudena (lá descobri a beata Mariana de Jesus) e o Palácio Real, esplendoroso como todo palácio. E lindíssimo por dentro, vale a pena entrar para conhecer – o ingresso custa 10 euros e pode ser comprado na hora.

Palácio Real

Palácio Real

Nas redondezas do Palácio Real, há a Plaza de España, com as estátuas de Miguel de Cervantes, Don Quixote e Sancho Pança: criador e criaturas. Ao lado dessa praça, está o Templo de Debod, que não sei exatamente o que é, mas é bonito, e tem bancos na sombra, ótimo para fazer um pit stop e descansar das andanças… Na mesma região fica também o Jardim de Sabatini, na minha opinião um dos lugares mais bonitos de Madri!

Jardins de Sabatini

Jardins de Sabatini

Um dos destaques da cidade são os museus. No Reina Sofia está o famoso Guernica, de Picasso, entre outras obras clássicas e algumas instalações itinerantes modernas. A Caixa Forum é uma galeria de arte moderna. E o Museu do Prado é maravilhoso, há quem diga até que ele é mais bonito que o Louvre, em Paris, mas eu não achei, apesar de ter adorado. Ah, e após um determinado horário, a entrada é gratuita.

Guernica, de Picasso

Guernica, de Picasso

Por fim, a Plaza de toros de las ventas. A arena de touradas está fechada, acho que não funciona mais. Então conheci só mesmo a praça, que é bem ampla e tem estátuas de touros. Foi meu último passeio antes de retornar ao Brasil, cansada, mas feliz por ter conseguido aproveitar ao máximo essas duas cidades!

Não deixe de conferir também as dicas de vários blogueiros amigos sobre outras estações do ano em outros lugares do mundo.

banner-blogagem-coletiva

– Destinos por onde andei…: Primavera em Nova York

– Outro blog: Inverno nas Montanhas Rochosas Canadenses

– A Casa na Mala: Qual a melhor época do ano para viajar à Europa?

– Por aí com os Pires: Flórida no verão

– Família Viagem: As cores do outono em Seattle

– Pegadas na Estrada: Outono na Islândia, uma estação surpreendente!

– Viajonários: O que fazer na Califórnia no inverno

– Foco no Mundo: Como sobreviver ao inverno europeu

– O Melhor Mês do Ano: O que levar para o Atacama em cada estação do ano

– Escolho Viajar: Patagônia no verão – a melhor estação para a visitar

– Caixa de Viagens: Alpes italianos – onde curtir o inverno nas 5 cidades italianas mais charmosas, badaladas e com estações de esqui na região

– Vaneza com Z: 10 coisas para fazer no Verão em Salvador

– Cantinho de Ná: Como é New York na primavera

– Viagens que Sonhamos: Inverno na Serra Gaúcha

– A Path to Somewhere: Outono em Nova York

– Mochilão Barato: Mochilando no Inverno Europeu 

– Viagens Invisíveis: Inverno em Malta, vale a pena?

– Alyssa Prado Blog: 6 Motivos para visitar Floripa no Inverno

– Viajando em Família: Orlando no Verão ou Inverno?

– Apure Guria!: Sobrevivendo ao inverno na Nova Zelândia

– #KariDesbrava: Cinco lugares para curtir o frio no estado do Rio de Janeiro

Ligado em Viagem: Dobel na Alemanha, muita neve na região de Baden-Württemberg

– Pequeno Grande Mundo: Em Manaus é verão o ano inteiro

– Destino Mundo Afora: Inverno na Serra Catarinense

– The Nat’s Corner: Verão Europeu: O Que Levar na Mala

– Lolepocket: 7 praias do Rio de Janeiro para curtir o verão como os cariocas

– Uma Senhora Viagem: Dois Outonos Diferentes na Europa

– Devaneios de Biela: As Cores e os Contrastes de Cartagena na Primavera

– Baianos no Polo Norte: 10 motivos para visitar Toronto no verão

Gostou? Compartilhe!Share on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Share on LinkedIn0Email this to someone

31 thoughts on “Verão na Espanha: passeios em Barcelona e Madri

  1. Eu tenho a ligeira impressão que não existe tempo feio da Espanha. rs.
    Também, pudera, com cada lugar desse. Até a nuvem mais cinza sai para dar espaço a tanta beleza.

    A Sagrada família é realmente linda!!! E os Jardins de Sabatini também são os meus preferidos em Madri. Dá vontade de passar umas boas horinhas lá.

    Amei o post, Mari. Lindo, bem humorado e fofo como sempre!

  2. Duas cidades tão encantadoras! Barcelona é assim mais alternativa mas Madrid é incrivel pelos edificios 🙂 Estou a adorar o projecto “Viajando nas Quatro Estações”, vou seguir 🙂

  3. Aiii que saudades de Barcelona e Madri. A primeira, conheci no verão e é a melhor estação. Acordava cedo pra ir a praia e aproveitar o calçadão da orla. A segunda, conheci no inverno e claro, abusei do churros com chocolate, rsrsr. Duas cidades que tenho grande admiração.

    Obrigada por trazer este lindo recuerdo.
    Abraços!

  4. Eu fui as Barcelona e Madri no outono e adorei as duas cidades. Imagino como seja no Verão!
    Um dia volto lá para curtir o verão e pegar uma praia em Barcelona!
    Parabéns pelo post!

  5. Fiquei a p a i x o n a d a pelas suas fotos de Barcelona! Já sonhava em conhecer a cidade, mas achei que no verão era quente demais e não valia a pena. Já mudei totalmente de ideia hahaha Obrigada pelas dicas!

  6. Adorei o post e, realmente, são duas cidades que morro de vontade de conhecer!

    Mas deixa eu, paulistana, me defender… onde que em SP o povo é mal humorado? Achei a comparação maldosa! =P

  7. Adoro a Catalunha! Apesar de que meu porto seguro está nas Astúrias, já morei em Tarragona e adoro o clima, o Mar Mediterrâneo e o jeito de ser. Me deu saudades!

  8. Adorei o post!
    A Espanha está na minha lista faz tempo e lendo seu post me deu vontade de sair correndo para lá! E como adoro jardins, fiquei morrendo de vontade de conhecer o Jardim de Sabatini! 🙂

  9. Estive no início do verão em Barcelona e amei.
    Barcelona combina demais com o verão. Acredito que no frio, a cidade não seja assim tão bonita.

    Beijos, Fran

  10. Legal, ver seu olhar para a Espanha no verão. Imaginava algo bem quente beirando o insuportável. Ótimo post,Mariana. Acho que Madri e Barcelona são 2 cidades muito legais também no outono,primavera e inverno.

  11. Tenho muita vontade de conhecer Espanha e Portugal. E pelo seu post, já sei que vou gostar muito mais de Barcelona. Não por ser carioca (rsrsrs), mas pelo clima da cidade mesmo. Adorei as fotos!

  12. Olá, Mariana!

    Adorei a matéria! Estamos pensando em viajar para a Espanha no segundo semestre do ano que vem, suas dicas irão ajudar bastante, obrigado! Abraços, Cristina e Renato – Blog Pegadas na Estrada

  13. Também fiz Madrid-Barcelona de trem e é mesmo a melhor opção, mas não conheci estes Jardins de Sabatini, mas já entrou pra lista da próxima vez que for a Madrid.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *