Como ir da Argentina para o Uruguai (ou vice-versa) de barco pelo Rio da Prata

Quando fui a Buenos Aires, acabei fazendo um “combo” Argentina e Uruguai. Tudo começou porque, nas pesquisas de passagens, vi que o preço para Montevidéu estava bem mais baixo. Então, por que não aproveitar e conhecer alguns lugares por lá também? Na capital mesmo fiquei pouco, foi só o dia da chegada. No dia seguinte fui para a linda Colônia do Sacramento, passeio imperdível! E, de lá, peguei o barco para a Argentina, atravessando o Rio de La Plata (ou Rio da Prata), que divide os dois países. Alguns dias depois, voltei ao Uruguai no mesmo parco para a volta ao Brasil – não sem antes dar um pulinho em Punta del Este.

Você pode ler aqui sobre alguns destinos dessa viagem:
Colônia del Sacramento
Punta del Este

Barco Argentina-Uruguai

O barco, que alguns chamam de balsa ou ferry-boat (é a mesma coisa, gente? sério, não sei, não entendo nada de embarcações), oficialmente se chama Buquebus. Ele faz a travessia no sentido Uruguai->Argentina saindo tanto de Montevidéu como também de Colônia, Punta del Este, Carmelo, La Paloma e Piriapolis. Alguns trechos são feitos de ônibus, incluídos na passagem. No sentido contrário, Argentina->Uruguai, sai apenas de Buenos Aires, com todas as cidades uruguaias citadas acima como destino final. Idem para os trechos terrestres.

A outra opção para ir do Uruguai para a Argentina (ou vice-versa) é de avião, mas o custo é mais alto. O preço do Buquebus, embora mais em conta, variam dependendo de data e horário e também da classe, assim como as passagens de avião. Comprar com antecedência é sempre uma boa dia para quem quer pagar mais barato. Eu comprei a minha pelo próprio site do Buquebus, que tem versão em português, é só clicar na bandeirinha do Brasil no alto, à direita.

Já acompanha o blog nas redes sociais? 
Curta a página no Facebook e siga no Twitter e Instagram.

Como é o Buquebus

barco-uruguai-argentina-buquebus

Patrick, Isabela e eu, num doce balanço a caminho de Buenos Aires

A embarcação é superestruturada! Poltronas confortáveis, banheiros limpos, lanchonete… Como é uma viagem internacional, tem até free shop. E é enorme, vários andares, transporta não só pessoas, mas também carros. Pode dar um enjoozinho de leve, então, se você é da turma dos que têm estômago fraco (toca aqui!) um Dramin na bolsa é sempre bem-vindo.

Para embarcar, o procedimento é parecido com o das viagens de avião. É preciso chegar com uma hora de antecedência para fazer o check-in e passar pela imigração, apresentando a passagem e os documentos (passaporte ou RG com menos de 10 anos).

As poltronas não são numeradas, então a dica é entrar logo, escolher seu lugar (se estiver com mais gente, como no meu caso – éramos três – é bom para conseguir sentar todo mundo junto) e, depois, com calma, levantar para apreciar as dependências e a vista do caminho. O trajeto de barco de Buenos Aires a Montevidéu (ou vice-versa, sempre ressaltando) dura entre 2 horas e 2 horas e meia.

Encontre o melhor hotel para se hospedar em Buenos Aires! 
Você não paga nada a mais e ainda ajuda o blog:
    
    Booking.com

Gostou? Compartilhe!Share on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Share on LinkedIn0Email this to someone

8 thoughts on “Como ir da Argentina para o Uruguai (ou vice-versa) de barco pelo Rio da Prata

  1. Muito legal teu relato Mariana!
    Já estive diversas vezes em Montevidéu mas nunca fui a Buenos Aires, quando for farei pelo Buquebus, alem de ser mais econômica é muito mais charmosa!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *