Pedra do Telégrafo: entenda truque das fotos e saiba como fazer a trilha

Você com certeza já deve ter visto por aí algumas fotos de pessoas em uma pedra, como se estivessem à beira do abismo e pudessem cair a qualquer momento… As imagens são feitas na Pedra do Telégrafo, no Rio de Janeiro, que se tornou um dos lugares mais procurados da cidade não só pela vista maravilhosa que se tem lá de cima, mas também por causa do truque nas famosas fotos. Afinal, como é que se faz isso??? Meu amigo Eric Carvalho ama fazer trilhas e contou todos os detalhes e informações para quem quer se aventurar neste passeio.

Já acompanha o blog nas redes sociais? 
Curta a página no Facebook e siga no Instagram e no Twitter.

Trilha da Pedra do Telégrafo

pedra-do-telegrafo-trilhaA Pedra do Telégrafo fica na Barra de Guaratiba, bairro litorâneo da Zona Oeste da cidade do Rio de Janeiro. São 354 metros de altitude e cerca de 3,5 km de trilha, que leva em torno de 40 minutos a 1 hora dependendo do pique. O nível de dificuldade é alto. “De 0 a 5, nível 3. Tem muitos trechos com areia que você pode escorregar e partes bem íngremes. Já ouvi dizer que iniciantes não conseguem. Eu, que tenho prática em fazer trilhas, me cansei bastante, mais que o comum. Particularmente, acho que para iniciantes é puxado”, diz. Já a descida é mais fácil, mas é importante tomar cuidado com a areia e os escorregões que são quase que inevitáveis.

Qual o segredo da Pedra do Telégrafo?

As fotos fazem sucesso porque há uma ilusão de ótica na Pedra do Telégrafo. Eric explica:

pedra-do-telegrafo-ilusao-otica“O truque está apenas no ângulo da foto. Tem chão mesmo bem baixo, fica a uns 50 centímetros de quem se pendura, então não tem erro. O declive do terreno também é pouco acentuado. Mas, se a ideia é se pendurar, como nessa foto (ao lado), tem q ter uma forcinha para segurar né? Ou fazer outra pose.  É bom fazer só quem tem certo preparo. Mas não tem muita dificuldade”, afirma.

Todo esse sucesso tem feito com que a Pedra do Telégrafo seja cada vez mais procurada – e fique cada vez mais cheia. “O visual é maravilhoso, um dos mais bonitos e perfeitos que já vi em trilha. É estonteante. Mas aos fins de semana fica insuportavelmente cheio. Eu fui numa quinta-feira ao meio dia e peguei fila de meia hora para tirar fotos. Durante os fins de semana dizem que a fila chega a 3 horas de espera. E tem que tirar as fotos rápido porque a fila é grande e o pessoal reclama. Acho que lá em cima de meia hora a uma hora é tempo suficiente, também para não pegar insolação. Mas agora que virou moda, se for no fim de semana desista de tirar foto, porque não irá conseguir”, diz.

Como subir a Pedra do Telégrafo

A melhor forma de ir até lá é de carro e pegar um mototáxi até o local onde a trilha começa. “De carro é tranquilo porque você para logo no começo do bairro e sobe de mototaxi. Lá tem ponto de BRT (linhas de ônibus) também, mas demora mais. E também sei que existe uma subida pela praia, mas fui por dentro do bairro”, conta.

pedra-do-telegrafo-visual

Veja mais fotos no Instagram do Eric: @eccarvalho

Para fazer a trilha na Pedra do Telégrafo não é necessário guia. O local é bem sinalizado. Além da pedra principal, existem outras pedras, porém menos seguras. Os cuidados são os básicos: sempre levar água, comida e não se esquecer do filtro solar. “Sempre levo um sanduíche, água e suco. Mas sempre nessas trilhas têm pessoas vendendo água e comida. E como lá é fresco e venta muito, você não percebe o sol queimando. Eu na última trilha me lasquei porque esqueci”, diz.

Em Guaratiba, onde fica a Pedra do Telégrafo, há toda a estrutura de um bairro comum, com mercados e comércio em geral.

Leia outro post do Eric aqui no blog sobre sua viagem a Foz do Iguaçu:
Foz do Iguaçu: dicas de turismo e passeios
Gostou? Compartilhe!Share on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Share on LinkedIn0Email this to someone

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *