15 programas gratuitos (ou bem baratinhos) em Nova York + 3 dicas para economizar

Há quem diga que Nova York é uma cidade cara. Passei uma semana lá e, juro!, não achei tanto assim. Se em relação a hospedagem (segundo ranking da Hoteis.com) é a mais cara do mundo, a cidade compensa com suas muitas alternativas para quem não quer (ou não pode) gastar muito. Por isso digo que tudo vai depender do foco da viagem de cada pessoa.

É possível conhecer Nova York gastando pouco? Sim, é.

Você pode ler mais sobre Nova York nesses posts:
New York, New York - meu diário de bordo
10 clichês de Nova York que ninguém resiste

Programas grátis em NY

Dia desses, assistindo ao programa “Além da Conta”, do GNT, que é sobre compras nos Estados Unidos, muitos dos entrevistados disseram que ao invés de irem às lojas, estão se permitindo conhecer locais na cidade que sequer tinham passado perto em viagens anteriores. Ou seja, em tempos de dólar alto, fazer passeios gratuitos em Nova York é realmente uma ótima maneira de economizar. Fora que eu, particularmente, acho muito mais legal! =) Compartilho com vocês algumas dicas.

Parques

Central Park

Dispensa apresentações. Parque mais famoso da cidade, quiçá do mundo, é uma imensidão. Eu nunca tive a pretensão de conhecê-lo por inteiro ou de tirar um dia apenas para isso. E estando lá, vi que o que se tem de melhor a fazer é apreciar com calma, andar, sentar num banco, ver as pessoas, um pouco num dia, um pouco no outro, sem se preocupar em ‘fazer turismo’.

central-parque

High Line

Construído em cima de uma antiga linha de trem desativada, foi criado recentemente e está super em alta entre turistas e também moradores. Eu peguei pela metade e fui descendo até a ponta. Delícia de lugar, cheio de gente bacana.

high-line

Passeios ao ar livre

Times Square 

Não sei descrever. É aquilo que a gente vê nos filmes, aquele mundo de gente, de cores, de luzes, de anúncios, de pessoas fantasiadas de Mickey, de mulheres peladas, de prédios imensos, de mil lojas, de sons e de mais algumas coisas. E esse não é um ponto de vista negativo, muito pelo contrário. Tanto que, na semana que passei em NY, praticamente todos os dias dei um pulinho por lá.

times-square

Ponte do Brooklyn

Esse passeio eu não fiz. Deixei para o último dia, fui até lá, mas chovia muito. Quem já fez diz que tem que ser no sentido Brooklyn/Manhattan, que é o que tem a vista mais bonita. São pouco mais de 1.800 metros e o tempo médio é de 30 minutos.

Porto do Brooklyn

Como eu estava hospedada no bairro, fui logo que cheguei, com minha amiga que morava lá. É um lugar pouco turístico, mas muito bonito. De lá se vê a ponte, a Estátua da Liberdade bem pequena ao longe, Manhattan do outro lado do rio e um pôr do sol deslumbrante.

brooklyn

Roosevelt Island

É um passeio de bondinho/teleférico que vai até essa ilha no East River, localizada entre Manhattan e o Queens. Lá não tem nada demais, o legal mesmo é o passeio. E o embarque pode ser feito com o MetroCard, saindo da 59th Street com a 1st Avenue.

bondinho-nyc

Arranha-céus

Andar pela cidade já é um mega passeio, né? Cada prédio maior e mais lindo que o outro. Entre os mais famosos estão o Empire State Building e o Rockfeller Center. Impossível enquadrá-los em uma foto. Só é preciso pagar se quiser subir até o topo e observar a cidade. Outro prédio famoso é o Flatiron, que tem só 22 andares, mas foi o primeiro arranha-céu da cidade e tem formato triangular, semelhante a um ferro de passar roupas, daí o nome.

empire-state

Love and Hope Sculptures

Alguns vão dizer que essas esculturas são bregas ou clichês, mas e daí? Eu acho lindas e fiz questão de ir nas duas. Foi das primeiras coisas que pesquisei quando decidi viajar pra Nova York. E, para tirar fotos, esperava ficar vazio, para que só eu aparecesse ou só as palavras, sem intrusos. Love: esquina da Ave of the Americas com W 54th Street. Hope: esquina da 7th Avenue com W 53rd Street.

love-hope-nyc

Já acompanha o blog nas redes sociais? 
Curta a página no Facebook e siga no Instagram e no Twitter.

Museus

MoMA (Museu de Arte Moderna)

É gratuito às sextas-feiras das 16h às 20h. É bom chegar alguns minutos antes porque a fila fica grande, mas anda bem rápido. Além do acervo, tem exposições itinerantes e uma área externa bem agradável. O endereço é W 53rd Street, 11.

MET (Metropolitan)

Não é exatamente gratuito, mas lá cada um paga o quanto quiser. Eu dei 5 dólares, mas sei de gente que já deu menos. Fica a seu critério. E vale a pena! Ele é imenso e é claro que não dá para ver tudo, mas fui durante uma manhã e consegui aproveitar bastante. O endereço é 5th Avenue, 1000.

Memorial 9/11

Construído na área onde ficava o World Trade Center (Greenwich Street, 180). Um novo prédio foi erguido e, ao redor, duas construções onde uma água escorre e, nas laterais, há o nome de todas as vítimas. A sensação de estar ali foi bem pesada, pelo menos para mim. Chorei. Há também, logo em frente, o museu, que é pago, e de onde dizem que é possível ouvir gritos originais do momento da queda das torres gêmeas, além de ver objetos pessoais dos mortos. Não fui.

memorial-11-09

Biblioteca Pública

Não é exatamente um museu, mas mantive aqui nesse tópico porque se encaixa na categoria cultural. Achei um deslumbre de tão maravilhosa. Daqueles lugares que dá vontade de morar lá dentro, sabe? Fica na 5th Avenue com 42nd Street.

biblioteca-publica-nyc

Grand Central Terminal

É a maior estação de trem em todo o mundo. Lá dentro tem várias lojas, restaurantes, além de um teto maravilhoso no hall central, que é o local que mais atrai os turistas. Fica na esquina da Park Avenue com 42nd Street. Também não é museu, mas não sabia onde colocar. rs

Encontre o melhor hotel para se hospedar em Nova York! 
Você não paga nada a mais e ainda ajuda o blog:
    
    Booking.com

Estátua da Liberdade

O passeio tradicional, em que o barco vai até lá pelo Rio Hudson e os turistas podem descer e aproveitar um tempo por lá, é pago. Mas há uma alternativa gratuita que é o ferry boat que vai de Manhattam para a Staten Island (embarque no Whitehall Terminal) e passa bem perto da Estátua, dá para fazer ótimas fotos, depois é só embarcar de volta.

Igrejas

A Trinity Church é a igreja mais antiga dos Estados Unidos, fica na região onde aconteceu o ataque terrorista ao World Trade Center, mas sequer se abalou quando os aviões derrubaram as torres gêmeas. Fica na Broadway número 75. Já a St. Patricks Cathedral fica localizada praticamente em frente ao Rockefeller Center, na 5th Avenue com E 50th Street. É linda, em estilo gótico e tem uma torneirinha com água benta (não dispenso).

igrejas-nyc

Dicas para economizar em Nova York

Metrô

Antes de começar a fazer os passeios, na primeira vez que for pegar o metrô, compre o MetroCard, cartão que vale por um determinado número de dias a ser escolhido no momento da compra. Assim você pode usá-lo nesse período de forma ilimitada. Eu comprei para uma semana (acho que uns US$ 30,00). Faz uma diferença absurda se comparado com o preço unitário (US$ 2,50). E o metrô é enorme (20 linhas), atende a todas as regiões e funciona 24 horas.

Atrações mais baratas

Para quem não quiser abrir mão de fazer os programas pagos, muita gente sugere o New York City Pass, que dá direito à entrada em um determinado número de atrações e tem um preço fechado total mais em conta que os ingressos unitários. Eu não cheguei a comprar.

Broadway com desconto

Se a ideia é assistir a um espetáculo da Broadway, deixe para compra no guinche da TKTS na Times Square, que vende ingressos com até 50% para espetáculos no mesmo dia ou para matinês no dia seguinte. Um painel mostra os valores e peças disponíveis nas datas.

Gostou? Compartilhe!Share on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Share on LinkedIn0Email this to someone