Projeto Tamar em Florianópolis – e onde mais ver tartarugas marinhas no Brasil

A primeira vez que tentei visitar o Projeto Tamar foi na Bahia, mas caiu um temporal e acabei desistindo. Um tempo depois, fui para Florianópolis, em Santa Catarina, com meus afilhados e incluí esse passeio na nossa programação. Foi ótimo, porque é algo que agrada a pessoas de todas as idades, dá pra ver as tartarugas de pertinho (tão lindas!), além do fato de o projeto em si ser uma ideia maravilhosa, com foco na preservação das espécies ameaçadas de extinção e nos cuidados com esses animais.

Você pode ler mais sobre outras viagens com meus afilhados nesses posts:
Passeios em Gramado: roteiro de 4 dias + dicas e informações
Beto Carrero para crianças (e adultos)

História do Projeto Tamar

O início do projeto, segundo informações do site oficial,  foi com um grupo de estudantes da Faculdade de Oceanografia no Rio Grande do Sul que organizava expedições a praias desertas para fazer pesquisas acadêmicas. Em uma das vezes, viram que havia muitos rastros na areia, mas não perceberam que eram causados pelas tartarugas que, durante a madrugada, iam à praia desovar. Até que viram pescadores matarem 11 tartarugas e, chocados, começaram a se dedicar profissionalmente à conservação marinha.

Já acompanha o blog nas redes sociais? 
Curta a página no Facebook e siga no Instagram e no Twitter.

Oficialmente, o Projeto Tamar foi criado em 1980 pelo antigo Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Florestal (IBDF) – hoje Ibama (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente) – e é reconhecido internacionalmente como uma das experiências mais bem sucedidas de conservação marinha, sendo modelo para outros países. O nome Tamar é a junção das sílabas iniciais de TArtarugas MARinhas.

Tartaruga marinha em Florianópolis

Tartaruga marinha em Florianópolis

Hoje o Tamar protege cerca de 1.100 quilômetros de praias e está presente em 25 localidades, em áreas de alimentação, desova, crescimento e descanso das tartarugas marinhas, no litoral e ilhas oceânicas dos estados da Bahia, Sergipe, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Ceará, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo e Santa Catarina.

Visita ao Tamar em Florianópolis

Carol e Thales "nascendo" dos ovos

Carol e Thales “nascendo” dos ovos

Em Floripa o centro de visitantes é um local bem espaçoso, superbacana, agradável, dá para passar uma tarde divertida. Recomendo! São 5 grandes tanques de observação e é uma delícia ficar vendo as tartarugas nadarem! <3

Tem também um espaço infantil para desenhar, sala de vídeo explicando sobre o projetos, réplicas de tartarugas em tamanho natural, lugares divertidos para tirar fotos – tipo dentro de um ovo de tartaruga ou no casco – e uma lojinha com vários produtos.

O Projeto Tamar Florianópolis fica na Barra da Lagoa, bem pertinho da praia, e abre todos os dias, mesmo fins de semana e feriados, de 9h30 às 17h30. A entrada custa 12 reais (inteira) e 6 reais (meia). Crianças com até 1,20m de altura não pagam.

Thales em um dos tanques de observação

Thales em um dos tanques de observação

Os centros de visitantes também estão em outras 7 cidades: Praia do Forte e Arembepe (BA), Fernando de Noronha (PE), Aracaju (SE), Regência e Vitória (ES), Ubatuba (SP). Em todas elas é possível ver as tartarugas marinhas e, em algumas há ainda a possibilidade de acompanhar a desova ou a volta delas ao mar. As espécies de tartarugas também variam de um lugar para o outro.

Encontre o melhor hotel para se hospedar em Florianópolis! 
Você não paga nada a mais e ainda ajuda o blog:
    
    Booking.com
Gostou? Compartilhe!Share on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Share on LinkedIn0Email this to someone