Quem sou eu

Sou Mariana Bueno, nascida e criada em Minas Gerais, morando há alguns anos no Rio de Janeiro, mas sem jamais perder meu sotaque, uai!

Desde pequena sempre viajei muito no sentido metafórico – nos livros ou nos filmes, nas músicas ou nas conversas, nas ruas ou no pensamento. Até que mais tarde descobri também as viagens no sentido literal – no avião ou no ônibus, no carro ou no metrô, no barco, na bicicleta ou a pé.

Seja como for, viajar me inspira. Me faz bem a sensação de estar em um lugar novo, longe da rotina e da minha zona de conforto, com pessoas que não conheço, caminhos pelos quais nunca passei, uma realidade que não é a minha. E nem precisa ser um lugar distante, vale até mesmo um passeio diferente na cidade onde moro. A experiência de ver que a vida vai muito além do meu mundinho, do meu círculo social e das minhas certezas é algo que sempre me faz refletir, faz com que eu me conheça melhor. Ainda que depois de alguns dias/horas seja preciso voltar (o que também é ótimo), sei que nunca volto igual.

Sou mais dia que noite, mais fruta que flor, mais cama que mesa, mais doce que salgado, mais música que silêncio, mais pizza que salada. Gosto de livros, chocolate, cachorros, MPB e prefiro dias de céu aberto… Meu signo é Capricórnio (sou legal, juro!) e meu time é o Cruzeiro (adoro futebol).

Embarque comigo que no caminho eu te explico melhor!

2 thoughts on “Quem sou eu

  1. Oi Mariana!
    To adorando conhecer seu site e suas dicas!
    Me identifiquei muito com você! sou mineira, morei no Rio de janeiro por 12 anos. Voltei pra ” nossa terra” no ano passado. Mas o Rio sempre estará em meu coração!
    Assim como você, visitei vários lugares sozinha na cidade e concordo, é muito bom. Costumo ir à cinemas, teatros e passeios sozinha.
    Tem uma coisa que tenho sentido muito latente dentro de mim que é a vontade de viajar por ai. Conhecer lugares, pessoas, culturas…Contudo,estou com aquela insegurança citada por você… ir sozinha…que medo. Mas não só isso…
    Estou na dúvida, pois como estou desempregada, se devo aproveitar esta “parada” para viajar, usando minhas economias ou fico na procura e no aguardo de uma nova oportunidade de emprego e continuo guardando/juntando dinheiro para comprar minha casa própria…
    E vem aquele pensamento: o que se leva dessa vida são momentos!
    Vou me inspirar em você!
    Quem sabe um dia nos conhecemos! seria ótimo!

    Abraço,
    Rachel.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *