Check-in #28 – Novembro/19

Deixei de fazer o check-in mensalmente, como era antes, para fazer de forma mais espaçada, e eis que o ano praticamente chegou ao fim e este é só o terceiro que faço em 2019. Em minha defesa tenho a dizer que entre trabalho e blog e vida e viagens ainda tive o lançamento do meu livro, que tomou tempo entre escrever, publicar, vender e tudo mais.

Como estamos na reta final do ano, daria até para fazer como uma retrospectiva, mas vou me ater ao período entre o último e hoje – porque faltam 30 dias e tantas voltas podem ser dadas nesse período! De toda forma, não dá para deixar de dizer o quanto foi um ano pesado, arrastado. Falo por mim, mas, do que converso e leio acho que posso falar por muita gente também. Seguimos. Resistimos. Enquanto isso, compartilho um pouco mais dos últimos meses aqui com vocês. E de cara já coloquei uma foto propondo um brinde, porque apesar dos pesares, que não foram poucos, temos o que celebrar!

Acompanhe o blog também no Facebook!

Na playlist

Tenho falado que Emicida é minha religião. Eu já gostava dele desde a primeira vez que ouvi, lá atrás, cantando Passarinhos, até hoje uma das minhas músicas favoritas da vida. Mas depois desse último álbum eu não sei o que dizer. Começou com AmarElo, que foi inclusive minha escolha aqui em junho. Depois veio o álbum completo, de mesmo nome, com cada música mais incrível que a outra. Do tipo de letra que mexe com a gente, mas que ao mesmo tempo nos ajuda a permanecer de pé, firmes. Escolhi a que tenho ouvido com mais frequência e cujo título já tomei para usar em diferentes situações: Pequenas alegrias da vida adulta.

“É um sábado de paz onde se dorme mais
O gol da virada quase que nóis rebaixa
Emendar um feriado nesses litorais
Encontrar uma tupperware que a tampa ainda encaixa (ó Glória)…”

Na telinha

Noveleira que sou, ando animadíssima com os primeiros capítulos de Amor de Mãe, a nova das 21h. Mas tem só uma semana, então vou deixar para falar dela em outro momento e falar aqui de Bom Sucesso, a das 19h, que venho acompanhando desde o começo. A história é leve e talvez até com alguns clichês, mas é tão fofa, com um elenco tão bacana, personagens bem construídos. E me ganhou principalmente porque tem a literatura como parte forte do enredo.

Um dos protagonistas (Antônio Fagundes) é dono de uma editora. A cuidadora dele (Grazi Massafera) adora ler, mas não teve tanto acesso aos livros. Ele então começa a emprestar para ela, sempre contando parte da história antes. Em algumas cenas eles leem trechos e outras tramas foram se desenvolvendo tendo a literatura como base também. E tudo isso impactou positivamente a venda de livros. A procura real por títulos citados na novela aumentassem até 15% (leia aqui). Isso é lindo demais!

Na cabeceira

É fato que desde que entrei no processo de finalização do meu livro eu não consegui ler mais nenhum livro inteiro. Ou seja, desde julho. Não por questões literárias, mas por tempo mesmo. Terminei alguns que estavam começado, comecei outros que ainda não terminei e foi só. Teve o primeiro semestre também e já que esse check-in é mais abrangente e não só de coisas recentes, vou citar um aqui que até já publiquei como dica lá no Instagram.

“A persuasão feminina”, de Meg Wolitzer (Ed. Rocco) é uma história de mulheres, sobre mulheres e diversos aspectos da vida pelos quais em algum momento todas nós passamos. Premiadíssimo nos Estados Unidos e lançado recentemente no Brasil, o livro fala de lealdade, ambição, romances, amizades, vida profissional, ego, dúvidas, tragédias, mudanças, sonhos, frustrações, feminilidade, sororidade… Tudo de uma forma que faz mergulhar completamente. Sabe quando a gente fica louca para terminar logo e morre de saudade depois? Comigo foi bem assim. Não conhecia a autora e adorei. Um texto sensível, inteligente, que narra a trajetória da jovem Greer em busca de si mesma e de seu papel no mundo. E de como sua vida muda a partir de seu encontro com Faith Frank, uma feminista engajada e influente. Certamente as mulheres vão se identificar!

check-in-28-cabeceira-nov19

Na mesa

Escolhi fazer os lançamentos do meu livro de um jeito mais informal. Escolhi bares, lanchonetes, restaurantes, lugares onde as pessoas pudessem ficar à vontade, que não fosse nada exclusivo meu, só uma mesinha separada para receber os amigos, quase que como um aniversário. E em todos eles tinham muitas delícias, então o na mesa será com várias mesas: o pão de queijo recheado com linguiça do Café Mineiro em Divinópolis (MG), a sobremesa de morango com creme da La Raffa Confeitaria em Belo Horizonte (MG) e o macarrão com camarões do Saporetto Cantina Italiana no Rio de Janeiro!

Na mídia

Ainda dentro do tema literatura, li uma matéria com a Eliane Brum no El País e, como sou absurdamente fã dela, gênia da escrita e do jornalismo, não tinha como não gostar. Na entrevista ela fala sobre o novo livro que irá lançar em breve, “Brasil, construtor de ruínas (Arquipélago)”, com partes de reportagens e artigos de opinião escritos nos últimos anos, e sobre o recém-lançado livro em inglês, “The Collector of Leftover Souls” (Graywolf Press), que reúne crônicas e reportagens produzidas entre 1999 e 2015 e foi publicada nos Estados Unidos e no Reino Unido. A matéria fala da trajetória pessoal e profissional, da paixão pela leitura, com vários trechos que dá vontade de destacar, imprimir e ter como mensagens de leitura diária. “Para mim, até hoje, escrever é um ato de vida, um ato de fazer viver, de poder estar viva e de lutar pela vida e por tudo aquilo que é vivo.” Leia a matéria completa aqui.

Feliz por…

check-in-28-feliz-nov19Citei literatura (e, especificamente, meu livro) em praticamente todos os tópicos, imagina se não ia falar aqui, né! Foi lindo ver as pessoas que compareceram aos lançamentos, vocês não fazem noção de como cada presença foi importante! E depois cada pessoa que se interessa em comprar. Todo esse período foi e tem sido um monte de sentimentos misturados, até hoje não consegui processar e nem sei se vou ou se preciso. Me mantive com os pés no chão, evitei criar expectativas, não deixei me colocarem numa posição na qual não quero estar e tem sido melhor assim. Às vezes alguns pensamentos tortos, faz parte. Mas o saldo final eu diria que foi uma loucura feliz!

Para ler meu check-in dos outros meses clique aqui.

E que venha 2020! Sim, já, nem vou ousar dizer que passarei aqui com o check-in de dezembro, porque até nos outros anos quando eu era regular eu pulei. Então nos vemos no ano que vem!!!  Apesar de alguns pesares, ando com boas perspectivas e tenho novas ideias. Mas isso conto depois.

Não se esqueça dos parceiros do "Mariana Viaja" ao organizar sua viagem!
- Encontre e reserve sua hospedagem em qualquer lugar do mundo pelo Booking sem pagar nada a mais por isso! - Em destinos internacionais o seguro é obrigatório, compare preços pela Real Seguros e escolha o que melhor te atende. - Para estar com internet no celular durante toda a viagem, mesmo fora do Brasil, adquira um chip da EasySim4u. - Vai viajar sozinha? Baixe o ebook com dicas que vão te ajudar no planejamento!
Gostou? Compartilhe!Share on Facebook
Facebook
0Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email