6 dicas para quem quer estudar inglês no exterior

estudar-ingles-exterior-malta-escola

Inglês fluente é um item indispensável no currículo de qualquer profissional. E uma ótima maneira de melhorar a comunicação na língua e desenvolver um conhecimento mais profundo é estudar inglês no exterior. A vivência fora do país, além de alavancar a carreira, também ajuda no crescimento pessoal, já que proporciona um relacionamento mais estreito com diferentes pessoas e culturas.

Por isso os intercâmbios seguem sendo muito procurados, com a vantagem de terem cada vez mais novos formatos, com opções flexíveis para atender a diferentes demandas. Veja algumas dicas para quem pretende viver essa experiência.

Curta a página do blog no Facebook!

1 – Saber que curso mais combina com você

Antes o mais comum era fazer um intercâmbio na adolescência, mas hoje já há várias outras possibilidades, o que mostra que é possível obter os benefícios de um curso de inglês no exterior em qualquer idade. Há cursos para adultos, que podem ser feitos em períodos mais curtos, como as férias do trabalho, e até mesmo opções para a família que quer estudar junto. A principal dica é pesquisar qual se encaixa melhor no seu momento de vida, no tempo que você tem disponível e no objetivo que você pretende alcançar. Depois de definir, comece a ver locais onde esse tipo de curso é oferecido.

estudar-ingles-exterior-malta-curso

2 – Escolher um destino com a língua oficial

A escolha do destino deve levar em conta alguns pontos importantes, como a língua que você vai estudar ser a oficial, oferecer segurança e diversão e ter um bom custo-benefício, entre outros. Um exemplo para quem está na dúvida de para onde ir é Malta, o menor país membro da União Europeia, que reúne todas essas características. Por ter sido colônia britânica por 164 anos, tem o inglês como língua oficial, uma boa localização, numa bela ilha no mediterrâneo, além de ter bons preços, um clima agradável, principalmente para quem quer fugir das temperaturas muito baixas de outros países europeus, e muitas opções de passeios, afinal, turistar também faz parte da experiência de quem vai estudar no exterior.

estudar-ingles-exterior-malta-1

3 – Pesquisar bem sobre a escola

Antes de fechar um curso, procure saber mais informações sobre a escola, as qualificações que ela possui, bem como os profissionais que atuam – é importante que os professores possuam certificados TEFL (Teaching English as a Foreign Language – Ensino de Inglês como Língua Estrangeira), CELTA ou DELTA (ou equivalente). Em Malta, esses certificados são todos exigidos e a escola de inglês Maltalingua English Language School  tem reconhecimentos importantes, como a certificação de Excelência EAQUALS, o que indica um trabalho sério e profissional. Tudo isso deve ser considerado ao calcular o custo-benefício, pensando sempre que fazer um curso de inglês fora do país é um investimento que vale para toda a vida.

estudar-ingles-exterior-malta

4 – Entender a dinâmica das aulas

Escolher um tipo de aula que se esteja adequada com o que você busca é essencial para que os resultados sejam obtidos ao fim do curso. Veja as opções disponíveis na escola e decida se prefere um curso de inglês padrão, intensivo, empresarial, o dia todo ou meio período, preparatório para exames e provas, entre outros. O nível de cada aluno é sempre indicado de acordo com o resultado de uma avaliação aplicada logo na chegada à escola. As aulas, ministradas para pequenos grupos, costumam ser mais dinâmicas e têm um rendimento melhor. Outra opção são as aulas privadas, oferecidas por algumas escolas, que podem ser um complemento para quem precisa de uma atenção individual para a prática da língua.

estudar-ingles-exterior-malta-aulas

5 – Conhecer as atividades extracurriculares

As aulas de inglês são o ponto forte de um intercâmbio, mas participar de outras atividades oferecidas pela escola também ajuda na prática da língua, através da interação com outras pessoas em diferentes situações. Em Malta a escola tem terraço e piscina, que são ponto de encontro social dos alunos, e oferece também excursões e passeios, como a viagens de barco de um dia pelos arredores da linda Ilha de Comino. Todas essas experiências fazem com que o inglês seja praticado além da sala de aula e ajudam a melhorar os resultados da aprendizagem.

estudar-ingles-exterior-malta-passeio

6 – Saber onde ficar

A maioria das escolas de inglês no exterior oferece alojamento próprio, em quartos compartilhados com outros alunos, o que é uma excelente oportunidade de conviver com diferentes pessoas, além de ter um preço mais econômico. Outra possibilidade – que custa um pouco mais, mas também tem suas vantagens – é se hospedar com uma família, o que permite viver o cotidiano local e praticar inglês em um contexto mais real no dia a dia. Os alunos que preferirem, podem, ainda, ficar em hotéis localizados próximos à escola, com categoria de 3 a 5 estrelas.

estudar-ingles-exterior-malta-hospedagem

*Este é um post publicitário.
Fotos: Maltalíngua/Divulgação

 

Antes de viajar para o exterior, não se esqueça de fazer um seguro!
Seguro viagem brasil 728x90