Londres em 3 dias: conhecendo o essencial em pouco tempo

Eu sei, Londres não é cidade para ser visitada em três dias. Mas era o tempo que eu tinha. E, pra mim, vale a pena conhecer mesmo que pouco. Não tenho essa coisa de só ir se puder ficar tempo o suficiente. Faço como dá, contrariando o que chamo de “patrulha da viagem perfeita”.

Isso faz teeeempo, foi em 2009, mas lembro (tá, mentira, eu tinha tudo anotado no meu “diário de bordo”)… Estava com um amigo, o Patrick, e optamos por fazer o trajeto Paris-Londres de ônibus durante a noite. Era mais barato que ir de avião ou de trem e economizaríamos uma noite de hospedagem. Assim fizemos.

Curta a página do blog no Facebook!

Chegando em Londres, o local de desembarque era bem perto do hostel onde íamos ficar, o Astor Victoria Hostel, então fomos a pé. Como o check-in era só a partir das 14 horas, a solução foi dar uma volta pelas redondezas. Quase morri de emoção quando vi o ônibus vermelho de dois andares pela primeira vez. E as cabines de telefone, iguais ao que vemos nos filmes! Sem falar nos táxis, pretinhos, parecendo aquele carro de patrulha do desenho Penélope Charmosa. Lindos! Sou dessas que pira com cada detalhe! É a melhor coisa de estar em um país diferente!

A primeira parada foi Hyde Park, que é enorme e bem bonito. A escolha foi por ser perto do hostel, dei uma olhada no mapa e parecia uma boa opção. Fui à pé e passei toda a manhã lá. Aí o tempo fechou de repente, o céu foi ficando cinza e esfriou geral. Acabou chovendo forte e foi uma loucura chegar ao hostel de volta.

O bom é que nesse meio tempo deu a hora do check-in e pude deixar as coisas no quarto, que era coletivo e com banheiro. Tomei um banho, improvisei um agasalho (era verão e eu não tinha levado nada muito quente) e fui passear novamente, já que tinha parado de chover.

londres-em-3-dias-hyde-park

Perto do hostel havia uma estação de metrô/trem/ônibus, Victoria Station. Na verdade tinha outra também bem perto, mas eu preferi essa porque era um lugar mais estruturado, com lojas por toda parte, parecia um shopping ou uma galeria, com lanchonetes, restaurantes, lojinhas e mercado.

Recomendo muito se hospedar em Londres nessa região, porque dá para fazer várias coisas à pé e, no que precisar de algum transporte, é bem atendida também, além dessa praticidade de ter opções de lugares para comer.

Encontre e reserve sua hospedagem em Londres!
Você não paga nada a mais por isso e ainda ajuda o blog.

    
    Booking.com

Almocei por lá e, em seguida, fui andando até a London Eye, a famosa roda gigante em frente ao Parlamento Inglês. Ela é incrível vista de longe, mas não mais que a vista que se tem de cima!!! É uma volta só, mas em slow-motion (inclusive que ótimo, senão talvez eu sentisse medo).

londres-em-3-dias-london-eye

O Big Ben, o Parlamento (que já estava fechado, por causa do horário), Westminster Abbey (onde só poderia entrar se fosse para assistir a missa, com duração de 1h, então não entrei) e o rio Tâmisa ficam nas proximidades da roda gigante.

Vi tudo de cima e, depois, tudo de perto. Andei um pouco pela região até anoitecer e já deu pra ver como a cidade é toda organizadinha! Isso tudo foi no primeiro dia.

londres-em-3-dias-london-eye-vista

Meu maior problema na época foi o preço das coisas em Londres, bem acima da média até mesmo da Europa. E tudo em libras, já que eles não aderiram aos euros. Então decidi que não iria em praticamente nada que tivesse de pagar.

Dos pagos, escolhi apenas London Eye, Buckingham Palace e o museu de cera Madamme Tussauds. Os outros museus todos são gratuitos! E, no mais, fiz passeios pela cidade a pé, passando por praças, parques e vendo alguns monumentos só por fora. E também usei muito os famosos ônibus de dois andares. Basta comprar um passe apenas para andar o dia inteiro, várias vezes se fosse preciso. Eu só ia no andar de cima. Me sentia chique!

No segundo dia visitei a Catedral de St. Paul (maravilhosa), passei pela Tower BridgeTorre de Londres (um castelo medieval), fui à Trafalgar Square, passando também por alguns museus de arte e dezenas de lojinhas de souvenirs. Adorava entrar mesmo que fosse só para olhar.

londres-em-3-dias-tower

londres-em-3-dias-trafalgar-square

Não podia deixar de ir até “um lugar chamado Nothing Hill” (um dos filmes que adoro). O bairro Nothing Hill é todo residencial, superbonitinho, mas depois começou a anoitecer, achei que tava ficando meio estranho e resolvi voltar. Achei interessante ver que nos bairros não havia prédios muitos altos, nem com porteiros, nem com grades.

O terceiro e último dia em Londres era um domingo, dia de troca da guarda da rainha. Clichê, sim, mas quem resiste? A frente do Palácio estava lotaaada de gente para ver a troca da guarda. Fui me espremendo até achar uma brechinha para tirar fotos e assistir mais de perto.

londres-em-3-dias-troca-da-guarda

Depois comprei o ingresso e entrei para conhecer o Buckinghan Palace, que é enorme e esplendoroso. E, como bem lembrou o Patrick, tudo o que visitamos é a parte onde a família real não mora e nem mesmo se lembra que existe. São cômodos que eles não utilizam. Pena que não pode fotografar nada, só o jardim…

londres-em-3-dias-buckinghan-palace

londres-em-3-dias-buckinghan-jardim

De lá fui para o Museu de Cera Madamme Taussauds. Outro clichê. Mas, como disse, era minha primeira vez e considerei como algo interessante. Mesmo hoje eu iria. Eu amei ver aquelas estátuas perfeitas de gente famosa e, na época, descrevi como um programa muito bom e um museu diferente dos que visitei e dos que ainda visitaria.

O mais engraçado nessa viagem foi a tal da mão inglesa. Em toda esquina há pintado no chão a orientação ‘look left’ e ‘look right’, mas, mesmo assim, não me adaptei – sou muito confusa com isso de direita/esquerda, ainda mais sendo o contrário! ahahah Eu sempre olhava na direção errada e várias vezes passei um mico nas ruas da cidade!

Foram três dias intensos e divertidos. Mesmo Londres tendo um mundo de opções a oferecer, foi bom poder conhecer um pouquinho disso tudo.

Antes de viajar para o exterior, faça um seguro!
Seguro viagem europa 728x90

Para ler ouvindo: