Centro histórico de Porto Seguro, na Bahia

centro-historico-porto-seguro-bahia

Uma viagem a Porto Seguro é, geralmente, associada a curtir as praias, a agitação e conhecer lugares próximos como Arraial d’Ajuda e Trancoso. Mas tem outro passeio que não pode faltar no roteiro: fazer um tour pelo Centro Histórico de Porto Seguro.

Porque o que não falta é história nessa cidade que fica na região em que os navegantes portugueses chegaram ao Brasil em 1500. Ainda hoje as heranças desse período estão por lá, proporcionando uma viagem pelas origens do nosso país.

Curta a página do blog no Facebook!

Como é o passeio ao Centro Histórico de Porto Seguro

Fiz esse passeio em Porto Seguro com a Coconut Experience. Achei diferente, interativo e envolve não só a história, mas também a cultura e a gastronomia baianas. A duração é curta, dá para fazer pela manhã e ter a tarde livre. Ou, se quiser, fazer um “combo” com um passeio a uma praia no restante do dia com a própria agência.

No tour que fiz o guia mostra vários lugares importantes – como a Igreja de Nossa Senhora da Pena, padroeira de Porto Seguro (construída em 1535), a Casa de Câmara e Cadeia (construída em 1756), onde hoje funciona um museu. Sempre explicando um pouco mais sobre cada um deles e a história no geral.

centro-historico-porto-seguro-igreja

centro-historico-porto-seguro-igreja-interna

Tem também o Marco Padrão de Posse, que era colocado em todas as terras pertencentes à Coroa Portuguesa. Instalado em 1506, é o patrimônio histórico mais antigo do Brasil.

Como a região fica em uma colina, na chamada “cidade alta”, a vista de lá é bem bonita. No Mirante do Cruzeiro é comum os turistas amarrarem suas fitinhas, deixando o espaço todo colorido.

E, nos arredores, algumas casinhas coloridas, várias lojinhas de artesanato e souvenirs. Ótimo para quem quer comprar presentinhos e lembranças.

centro-historico-porto-seguro-marco

centro-historico-porto-seguro-mirante

centro-historico-porto-seguro-casinhas

Na parte de comidas típicas, é mostrado o cacau fresco e depois torrado (a gente pode experimentar), além de se falar um pouco do processo que dá origem ao chocolate. Dá para provar também o maravilhoso Acarajé da Neuza, com algumas explicações de como é feito e de ingredientes clássicos dessa iguaria baiana. Para beber, um suco de “morangola”, que é uma mistura de morango e graviola, no Recanto do Farol.

Outra parada foi para conhecer as propriedades medicinais de produtos naturais típicos da região. E para ver uma breve apresentação de capoeira.

centro-historico-porto-seguro-cacau

Cacau

centro-historico-porto-seguro-acaraje

Neuza do Acarajé

centro-historico-porto-seguro-medicinais

Produtos medicinais

Depois de todas as explicações, os guias deixam os turistas livres por cerca de 40 minutos. Tempo para andar, curtir um pouco mais com calma e, claro, fotografar.

Eu estava acompanhada pela fotógrafa Lu Mattos e aproveitamos o charme das casinhas para um ensaio que eu amei.

centro-historico-porto-seguro-fotos

centro-historico-porto-seguro-fotos

O Centro Histórico de Porto Seguro é tombado pelo IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional). E, no ano 2000, foi reconhecido pela UNESCO como Patrimônio Natural da Humanidade.

Leia também: Onde se hospedar em Porto Seguro

* Agradeço à Coconut Experience pelo passeio, mas deixo claro que este texto reflete somente minha opinião pessoal, mantendo meu compromisso de transparência com os leitores.