Onde ficar em Brumadinho (MG): minha experiência no Hostel 70

onde-ficar-em-brumadinho-hostel-70

A cidade de Brumadinho, em Minas Gerais, é mais conhecida por ser a sede do Inhotim. Mas o turismo local vem crescendo, as pessoas estão aos poucos conhecendo novas possibilidades de passeios e, assim, optando por ficarem alguns dias ao invés de fazerem apenas um bate e volta para o museu.

Recentemente participei da press trip “Brumadinho além do Inhotim”, que reuniu produtores de conteúdo exatamente para mostrar os atrativos da cidade, e posso afirmar que vale a pena passar um tempo maior por lá. E se a dúvida é onde ficar em Brumadinho, minha dica é o Hostel 70, onde me hospedei durante a viagem.

Curta a página do blog no Facebook!

O nome tem a ver com o ambiente, todo inspirado nos anos 70. A vibe é ótima!!! Há quartos coletivos, alguns com banheiro privado e outros apenas com o compartilhado, mas é bem limpo e não tem erro. Quem não levar toalha pode alugar lá por R$ 5,00. E tem também quartos para casal. Ou seja, atende a todos os estilos de viajantes.

Leia também:
Comida mineira - um tour pelos bares e restaurantes de Brumadinho
Visita transformadora a uma comunidade quilombola em Brumadinho

Na entrada, uma sala de estar de uso comum dos hóspedes,tem as paredes decoradas com desenhos, frases e mensagens deixadas pelos hóspedes, além de uma arte temática.

Na área externa tem uma mesa grande, de madeira. E, na parte lateral, algumas redes. Tudo simples, mas bem aconchegante. A cozinha, com fogão, geladeira e tudo o mais, pode ser utilizada pelos hóspedes – o hostel não oferece café da manhã.

onde-ficar-em-brumadinho-sala

Sala linda e colorida

onde-ficar-em-brumadinho-quarto

Um dos quartos

onde-ficar-em-brumadinho-cozinha

Parte da cozinha

onde-ficar-em-brumadinho-rede

Rede e arte na área externa

onde-ficar-em-brumadinho-externa

Banheiro compartilhado

É tudo bem simples, mas organizado, confortável e com ótimo atendimento, cumprindo o objetivo pelo qual foi criado: oferecer uma opção de hospedagem em Brumadinho mais em conta para os visitantes.

A localização do Hostel 70 é um ponto positivo, já que fica na rua paralela à rodoviária, perto de uma região com bares e restaurantes, e a menos de 10 minutos do Inhotim. Como a cidade é pequena, dá para fazer praticamente tudo a pé. Aqui tem mais informações detalhadas de como chegar.

Faça sua reserva no Hostel 70 pelo Booking!
Você não paga nada a mais por isso e ainda ajuda o blog.

    
    Booking.com

A proprietária do hostel é a Natália Farina, turismóloga que trocou o agito de Belo Horizonte pela calma do interior. Ao abrir o empreendimento, que foi o primeiro desse tipo na cidade, ela enfrentou alguns preconceitos, especialmente por causa da falta de conhecimento dos moradores, que não sabiam bem o que era um hostel. Houve até quem achasse que ela tinha escrito o nome errado (acreditando que queria escrever ‘hotel’), entre outras coisas… A Thaís, do blog Mulheres Viajantes, conversou melhor com a Nat sobre essa experiência – você pode ler mais aqui.

Além disso, Nat é criadora do projeto “Além de Inhotim”, com foco em turismo de experiência. Então no próprio hostel é possível se informar e contratar alguns dos passeios, entre eles yoga no pôr do sol, churrasco de peixe na cachoeira, tour pelos bares, visita a comunidades quilombola e outros.

Serviço:
Hostel 70
Rua Aristides Passos, 435, Centro, Brumadinho/MG
Tel: (31) 99684-9064 e (31) 98646-9064
Redes sociais: Facebook e Instagram

Participantes da Press Trip “Brumadinho além de Inhotim”: Mariana Viaja, Kari DesbravaMulheres ViajantesNa estrada com as MinasSou+CariocaRodas nos PésFoco no MundoCanal ErreiEu sou à toaIdeias na MalaDiário de TuristaHypenessRevista de bordo Azul Magazine

Realização: De Rolé por Brumadinho. Apoio: Hostel 70, Hostel Moreira, Bar Hashtag, Komboza Bar, Dom Quixote Snooker Pub, Pub Crawl Brumadinho, Junior Cesar Guia, Casa da Horta, Restaurante Ponto Gê Inhotim, BatuqueNatividade, Brumavip Turismo e Prefeitura de Brumadinho.