Palmas: onde comer + passeios na cidade que é obrigatória para quem vai ao Jalapão

palmas-onde-comer-passeios

Vai pro Jalapão? Palmas, capital do estado de Tocantins, é uma parada obrigatória. E então, que tal uma praia de rio, uma feira tradicional e um lugar pra comer super bem e fora do esperado? As dicas são da Luciane Mattos, que esteve por lá e conta suas dicas nesse texto. Ah,ela é fotógrafa e tem um Instagram @lumattosfotos com muitas imagens lindas desta e de outras viagens!

Curta a página do blog no Facebook!

E então resolvi colocar em prática o plano de conhecer o Jalapão!

Encontrei na internet uma agência com um passeio bem legal de 6 dias e, com o objetivo de dar uma volta por Palmas, fui pra lá com mais um dia de antecedência à saída para o Jalapão.

Cheguei numa terça à tardinha, com o termômetro batendo 40 graus, mas uma sensação térmica de forno à lenha. Ainda no carro a caminho do hotel, conversando com o motorista da 4×4 que seria o guia no Jalapão, fiquei sabendo que era dia de feira. Não qualquer feira, mas a famosa Feira da 304 Sul. Ela rola à noite, neste endereço, é onde os moradores do Plano Diretor Sul compram maravilhosos legumes, verduras e queijos. E onde tem a melhor pamonha da cidade – a Pamonha Paraíso.

palmas-onde-comer-passeios-3

palmas-onde-comer-passeios-4

Foi fazer check-in, tomar uma ducha pra refrescar o calorão e seguir pra rua 304 Sul. São muitas banquinhas de temperos, legumes e verduras fresquíssimos, queijos, algum artesanato, grãos e farinhas, e comidinhas diversas, muitas. Tem tapioca, pastel, disco (uma mistura de carne de hamburger com empanada) e… pamonha. Eu só tinha comido pamonha doce, então optei pela salgada com queijo. Mas meu olho grande me fez pegar também com carne de sol! Hmmmmmm delicia!

No meu dia de sombra e água fresca, decidi que iria pra Ilha do Canela. É uma ilhota artificial construída no lago das águas represadas do Rio Tocantins. Pra chegar lá, é só pegar um barquinho que sai da Praia da Graciosa e em menos de 10 minutinhos a gente desembarca na areia da praia.

palmas-onde-comer-passeios-2

Esse é sem dúvida o melhor lugar pra se refrescar em Palmas. As mesas ficam na beira do lago e algumas cadeiras ficam dentro da água.  Também tem redes e poltronas pra relaxar, e tucunaré pro almoço!

Ahhh, na volta da ilha, não vá embora da Praia da Graciosa antes de ver o pôr do sol!

palmas-onde-comer-passeios-1

Voltando pro hotel, a descoberta maravilhosa e por acaso (o motorista errou a rua da pousada, entrou uma antes): uma hamburgeria charmosíssima. Com uma espécie de pracinha, ou acampamento americano, com mesas compridas, lampadinhas coloridas e placas com as direções e distâncias dos principais locais da região, a Köwa me ganhou de primeira. “Para aqui por favor, motorista. Encontrei o lugar perfeito pro meu lanche”. (Em tempo: eu tinha a indicação de ir num barzinho ali perto que é o lugar que bomba às quartas, com música…. Mas a música era sertaneja e eu não curto muito. Tava meio em dúvida de ir, no dia seguinte teria de madrugar….)

Fui recebida calorosamente por uma atendente, que me explicou o cardápio. Funciona um pouco diferente das lanchonetes: você escolhe o que quer, compra as fichas no caixa, você mesmo retira as bebidas no balcão e um display informa quando seu sanduiche fica pronto pra você receber no balcão também. Hambúrguer escolhido (eu pedi o Köwa Daniel’s – pão australiano, hambúrguer blend de carne e queijos; e barbecue caseiro à base do whisky que dá seu nome). Para beber escolhi a grape lemonade (limonada caseira com suco integral de uva, bem inusitado).

palmas-onde-comer-passeios-6

palmas-onde-comer-passeios-7

No caixa, fui atendida por uma das sócias, a Thaise. Ela me contou, tomando seu chimarrão, como as gaúchas vieram parar em Palmas e abriram a hamburgueria:

“A Köwa surgiu a partir do amor de um dos sócios pela arte de comer bons burguers ao redor do mundo e pela escassez de burguers de qualidade na cidade de Palmas (na época não havia nenhuma hamburgueria na cidade). A partir dessa ideia, mais ou menos durante uns 10 meses, chamamos muitos amigos de Palmas e de outros estados para experimentarem receitas que nós mesmos criamos até conseguirmos um resultado legal. A grande maioria dos nossos produtos são feitos na Köwa. E são receitas criadas por nós, como os pães, preparo da carne, molhos, sucos especiais e outros.

Vários itens da casa têm uma história inusitada, alguns são presentes e outros feitos por artistas amigos. A  maior parte dos elementos de madeira foram feitos artisticamente pelo Sr. Kowalski, que até então só tinha experiência de trabalho como mecânico. Mas, ao produzir a primeira mesa a partir de um carretel de madeira abandonado, descobriu uma ligação bem forte com a marcenaria artesanal. Desde o início a gente tinha o sonho de criar um ambiente mágico para que nossos amigos e novos clientes fossem transportados, mesmo que por alguns instantes, para um lugar especial e fora das obrigações da rotina.

O nome Köwa vem da abreviação do sobrenome polonês da sócias Débora e Thaise Kowalski. Acrescentamos um trema no ‘o’ para dar uma estética legal e como uma brincadeira de transformar a voga numa boca aberta ansiosa por um hambúrguer incrível: Ö!”, me contou Thaise.

O burguer ficou pronto, e… ahhhhhh que delíciaaaaa! E o suco então? Super refrescante!

palmas-onde-comer-passeios-5

A Köwa é a primeira hamburgueria gourmet de Palmas e tem pouco mais de um ano. Comida muito boa, bebida muito boa, uma área enorme e deliciosa pra casais, família ou grupos de amigos! E, às quartas (que sorte!) tem musiquinha ao vivo – um pop rock maravilhoso! Fica a dica. 🙂

Gostou? Compartilhe!Share on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Share on LinkedIn0Email this to someone