Restaurante Giratorio em Santiago

restaurante-giratorio-em-santiago

O Restaurante Giratorio em Santiago (ou Giratório, na grafia em português) é um dos mais famosos do Chile e está sempre na lista de programas recomendados aos turistas. Há quem não goste exatamente por causa disso – acha turístico demais e prefere opções mais locais.

Explicando um pouco melhor: a principal atração do Restaurante Giratorio, que fica no 18° andar de um prédio, é o fato dele ficar girando enquanto os pratos são servidos, proporcionando uma vista panorâmica de de 360° de toda a cidade. Então é claro que quem vai gostar mais são os turistas. Para os moradores não faz muito sentido. Talvez até possam ir uma vez ou outra para conhecer, mas não é um lugar que frequentam. Como qualquer ponto turístico, em qualquer cidade, em qualquer lugar do mundo.

Eu, que não me incomodo nem um pouco com isso ou com esse tipo de opinião, quis incluir o programa no meu roteiro durante minha viagem a Santiago. E não me arrependi!

Curta a página do blog no Facebook!

Como é o Restaurante Giratorio

Como costuma ficar cheio, a orientação é que seja sempre feita previamente uma reserva pelo site, principalmente para o horário do jantar, que foi quando fui. Chegando ao prédio, que fica na Av. Nueva Providencia 2250, bem na entrada da estação de metrô Los Leones, subi até o 16° andar, onde falei com a recepcionista. Em seguida, ela me levou ao outro elevador que dá acesso ao 18° andar.

restaurante-giratorio-em-santiago-visual

Já no restaurante, fui muito bem atendida pelo garçom Andrés Cortes, que até arrisca um pouco de português – o número de turistas brasileiros (no restaurante e na cidade) é bem alto.

A maioria das mesas ficam ao lado da janela e mesmo as que não ficam possibilitam a vista da cidade. Confesso que, quando cheguei, fiquei com um certo receio de enjoar ou ficar meio tonta. Eu enjoo fácil e a combinação de comida + giros não é das mais favoráveis, né! Mas foi tudo bem tranquilo. O restaurante gira de forma bem lenta, a gente só percebe mesmo por causa do visual lá fora.

Leia também:
Onde ficar em Santiago: minha experiência no Hotel Diego de Velazquez
Tour guiado em português na vinícola Concha y Toro no Chile

Cardápio

O cardápio é interativo, em um tablet, com fotos de todos os pratos e descrição em espanhol com tradução em português e inglês (Google Translator, mas ok, quebra um galho). E é um cardápio com muitas opções, todas lindas e aparentemente saborosas, o que deixa a gente bem na dúvida do que pedir.

Eu, indecisa que só, aceitei a sugestão do garçom e escolhi um peixe com molho de camarões e massa recheada com frutos do mar, acompanhado de vinho branco. De sobremesa, panquecas de doce de leite com sorvete de baunilha. Tudo maravilhoso. Sabe aquela vontade de ter o estômago maior para poder comer um pouco mais? Então, eu queria! Ah, e antes teve uma entrada de pães com uma pasta muito delicinha.

restaurante-giratorio-em-santiago-prato-principal

restaurante-giratorio-em-santiago-sobremesa

restaurante-giratorio-em-santiago-entrada

Quando ir

Fui para jantar, vi a cidade anoitecendo e, depois, iluminada. O único problema é que as fotos noturnas não ficam boas, mas a vista, em si, é linda. E afinal de contas eu fui lá para comer ou para fotografar, não é mesmo? 😛 Muita gente diz que o melhor é chegar um pouco antes do pôr do sol – e imagino que deve ser incrível. Também conheço quem foi para almoçar e viu a cidade clara durante o dia. Acho que cada horário tem seu charme.

restaurante-giratorio-em-santiago-visual-janela

É caro?

Se a gente levar em conta toda a experiência, não só a comida, mas o restaurante em si, o inusitado de ser um local que gira e a vista panorâmica que proporciona, acho um valor justo. O prato principal custou 14.800 pesos e a sobremesa 3.800, num total de 18.600 pesos, que equivalem a cerca de R$ 90,00. Aí vai de cada um avaliar se cabe ou não no bolso.

 

Gostou? Compartilhe!Share on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Share on LinkedIn0Email this to someone