Halloween: como a festa é comemorada em diferentes lugares do mundo

Sou do tempo que não existia Hallowen no Brasil. Pelo menos não que eu me lembre. De uns anos para cá, essa festa celebrada em 31 de outubro veio ganhando força por aqui e, assim como a Coca-Cola e o hambúrguer, se tornou um item da cultura americana indispensável na vida dos brasileiros. (Não é uma crítica. #somostodosamericanizados)

Tradições do Halloween

Foram os irlandeses que levaram a tradição do Halloween para os Estados Unidos, onde ela se tornou uma das principais celebrações culturais do país. E à medida em que se espalhou pelo mundo, ela foi também se adaptando às superstições de cada local e ganhando novas características.

Hoje um dos pontos altos da data é o uso de fantasias relacionadas à morte – fantasmas, caveiras, monstros, bruxas, além do uso de abóboras iluminadas, gatos pretos, entre outros. No Halloween dos Estados Unidos as crianças vão de porta em porta batendo e perguntando “gostosuras ou travessuras?”. Quem atende à porta tem a opção de dar a elas doces ou, caso contrário, elas poderão fazer uma travessura na residência.

Crédito: Reprodução/Skyscanner

Crédito: Reprodução/Skyscanner

Halloween no Brasil

Mesmo a festa não acontecendo dessa forma no Brasil, essas cenas sempre foram muito comuns na vida de todos nós por causa dos filmes e séries norte-americanos. Por aqui, atualmente a celebração do Halloween acontece basicamente em escolas, comércio (que aproveitam o tema para decoração e eventuais promoções) e casas noturnas (que realizam festas). Mas nem todo mundo gosta! Em protesto contra o fato da apropriação de culturas americanas em detrimento às brasileiras, nacionaistas da cidade paulista de São Luiz do Piratininga decretaram o 31/10 como Dia Oficial do Saci Pererê.

Já acompanha o blog nas redes sociais? 
Curta a página no Facebook e siga no Twitter e Instagram.

Halloween pelo mundo

A festa ocorre principalmente nos países de língua inglesa. Na Irlanda, onde teve origem, o Halloween pode ser considerado como um carnaval do país. Segundo o site Skyscanner, os irlandeses saem fantasiados pelas ruas e fazem um desfile. Há também eventos fechados em casas noturnas e bares.

No Reino Unido, mais especificamente em Londres, um dos principais pontos turísticos da cidade, a roda gigante London Eye, é transformada em uma gruta com floresta assustadora. E próximo às margens do Rio Tâmisa são contadas histórias de terror para quem passa.

No Japão, foi a tradição do cosplay (hobby de se fantasiar de personagens de quadrinhos, games e desenhos animados) que fez com que o Halloween passasse a ser comemorado. De acordo com o site Mundo das Tribos, há um desfile chamado “Parada do Halloween”, com jovens caracterizados pelas ruas.

Já no México, onde o Dia dos Mortos (Finados) é uma celebração animada em homenagem aos que já se foram, o Halloween é uma festa apenas para crianças, que, assim como nos Estados Unidos, se fantasiam e pedem doces pelas ruas.

E na Tailândia há desfiles com muita música e diversas fantasias pelas ruas. Eles acreditam que os espíritos circulam por lá junto com os vivos.

De onde vem o nome Hallowen?

Curiosa que sou, resolvi pesquisar sobre a origem da festa de Hallowen e descobri, via Wikipedia, que ela surgiu com os antigos povos Celtas (31/10 era a última noite do verão e as almas sairiam de seus túmulos para amedrontar as pessoas). Para se proteger, eles usavam objetos macabros para decorar suas casas.

O primeiro registro, em 1745, seria uma derivação de Hallo-Hellu, que significa “véspera do Dia de Todos os Santos”. Outra versão diz que entre os dias 31/10 e 01/11 acontecia uma noite sagrada – em inglês, hallow evening, que foi abreviada para Halloe’en, que virou Halloween.

Gostou? Compartilhe!Share on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Share on LinkedIn0Email this to someone

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *