Trancoso: o charmoso vilarejo no extremo sul da Bahia

trancoso-bahia-o-que-fazer-quadrado

Alguns chamam de exótico. Outros, de famoso. E, ainda, de rústico. Eu acho que charme é uma palavra que define melhor – embora não discorde das outras três. Trancoso, na Bahia, pertence a Porto Seguro e é uma mistura linda de tudo isso.

O local foi “descoberto” no período da chegada dos portugueses ao Brasil, que aportaram naquela região, mas seguiu tendo pouquíssimos habitantes até a década de 70, quando foi “redescoberto” pelos hippies, em busca de um estilo de vida mais alternativo. Na época lá não tinha nem energia elétrica! A partir de então, começou a se desenvolver, mas só nos anos 90 veio o boom do turismo.

Curta a página do blog no Facebook!

E assim começou a receber cada vez mais pessoas não só do Brasil, mas de todo o mundo. Isso fez, também, com que o comércio – especialmente pousadas e restaurantes – se fortalecesse, gerando uma mistura entre o rústico e o luxuoso. Hoje Trancoso tem uma ótima estrutura, além de resorts e festas badaladas que atraem muitas celebridades.

A moradora mais ilustre de lá é a cantora Elba Ramalho, que tem casa lá desde que o local não era tão conhecido como é hoje. Dizem que às vezes ela leva amigos famosos para fazerem shows e investe o dinheiro arrecadado em obras sociais.

trancoso-bahia-o-que-fazer-casinhas

O que conhecer em Trancoso

Eu estava hospedada em Porto Seguro e fiz o passeio em Trancoso com a Coconut Experience. Pegam e deixam no hotel, o guia (nesse dia era o Gerson Pimenta) explica sobre os lugares, além de fazer os deslocamentos entre um ponto e outro com toda a comodidade. Quando fui a estrada estava bem ruim por causa de chuvas fortes recentes que afetaram a região, mas é uma viagem rápida, cerca de 70 km.

trancoso-bahia-guia

Quadrado

Chegando lá, paramos primeiro no famoso “Quadrado”, que na verdade é um retângulo… Esse espaço, com chão de terra e grama, é onde ficam as casinhas coloridas – algumas residenciais, a maioria comerciais, mas cada uma mais fofa que a outra. Os restaurantes e lojas só abrem mais para o fim da tarde/início da noite.

Eu estava com a fotógrafa Lu Mattos, que me acompanhou nessa viagem, e aproveitei também para fazer um ensaio (que em breve vou mostrar aqui, por enquanto vai só uma provinha).

trancoso-bahia-o-que-fazer-ensaio-fotografico
trancoso-bahia-o-que-fazer-ensaio-fotografico1

Igreja

No “Quadrado” fica também a Igreja São João Batista que é uma graça, toda branquinha. Ela se destaca porque as casinhas coloridas ficam dos lados e ela no meio. Curiosidade: essa igreja, embora leve o nome de São João, tem como padroeiro São Sebastião.

Ao fundo, um belo mirante com vista para a Praia dos Nativos. Demos sorte de pegar um dia bonito, apesar de uma chuvinha na estrada bem quando estávamos chegando, logo o tempo começou a abrir e fez sol o dia todo!

trancoso-bahia-o-que-fazer-igreja

trancoso-bahia-o-que-fazer-mirante

Praia dos Coqueiros

Do centrinho seguimos para a Praia dos Coqueiros, onde ficamos durante a tarde. O acesso, depois que o veículo estaciona, é feito por uma ponte sobre o manguezal. Os quiosques (que chamam de cabanas) são pé na areia, mas com boa estrutura – servem petiscos, almoço, bebidas. Além dos ambulantes que vendem cocadas, picolés, milho, etc.

Mais um local delicioso, muitas árvores e mar com água azulzinha! Para esquecer da vida, dos problemas, relaxar e curtir!

trancoso-bahia-o-que-fazer-praia-dos-coqueiros

trancoso-bahia-o-que-fazer-ponte

Em algumas épocas do ano o vilarejo fica mais agitado, com festas, como acontece na alta temporada, durante todo o verão e especialmente no Réveillon. Mas, no geral, é um destino bem tranquilo, para quem quer descansar.

E é engraçado, porque você está lá curtindo a praia e de repente passa um cavalo, aí caminha um pouco e se depara com a decoração chiquérrima sendo preparada para um casamento. Como falei, Trancoso é mesmo uma mistura perfeita do rústico e do luxo!

trancoso-bahia-o-que-fazer-praia

* Agradeço à Coconut Experience pelo convite, mas deixo claro que este texto reflete somente minha opinião pessoal, mantendo meu compromisso de transparência com os leitores.