Como aproveitar o melhor do Beto Carrero World em um dia

um-dia-beto-carrero-world-castelo

Há quem diga que um dia no Beto Carrero World não é suficiente e que o ideal seria ir dois dias, de preferência se hospedando na cidade de Penha, onde fica o parque, ou em Balneário Camboriu, que é mais perto.

Não duvido que seja, mesmo, melhor. Mas muita gente não tem esse tempo disponível ou quer juntar com outro destino. Foi o meu caso. Eu estava com meus afilhados em Florianópolis e fizemos um bate e volta. Tanto eu como Thales e Carol amamos, o que prova que o parque tem atrações para crianças de todas as idades, de 0 a 100 anos ou mais.

E mesmo com o tempo relativamente corrido foi ótimo e conseguimos curtir muita coisa! Se também é o seu caso, essas dicas podem te ajudar.

Curta a página do blog no Facebook!

Um dia no Beto Carrero World

O dia já começa com a visão incrível do castelo enorme e todo colorido na entrada do parque. É muito lindo! E é lá dentro que o mundo mágico existe!

um-dia-beto-carrero-world-entrada

Eu sei, dá vontade de entrar e sair correndo porque é tudo muito encantador. Mas a primeira dica é pegar um mapa na entrada e, antes de começar a andar, parar, olhar tudo com calma e decidir mais ou menos o que quer fazer. Assim é possível traçar um roteiro mais otimizado, sem perder muito tempo indo de um lado para outro, porque o parque é bem grande! São alguns minutinhos “perdidos” que vão significar um ganho de tempo.

Fizemos isso, colocamos as atrações que ficavam próximas seguidas umas das outras e, só depois, seguindo para outra área e fazendo o mesmo.

Se possível, veja antes na internet o site do Beto Carrero, que tem um mapa interativo, e dê uma olhada nas atrações que mais interessam ou que mais têm a ver com as pessoas/idades que irão ao passeio.

beto-carrero-world-mapa

Imagem: Site Beto Carrero World/Reprodução

O que fazer no Beto Carrero World

O parque é dividido em setores como Terra da Fantasia, Velho Oeste, Madagascar, Aventura Radical, entre outros.

Atrações

Entre um brinquedo e outro, há diversas esculturas de personagens, ambientes temáticos dos mais diversos, pedalinho na lagoa, além de brinquedos mais tranquilos como carrossel e carrinho que bate-bate.

um-dia-beto-carrero-world-espaco

Há, ainda, locais para tirar fotos divertidas, especialmente interagindo com estátuas gigantes de animais – dentro da boca do leão ou do tubarão, em cima do navio pirata…

Essas atrações não tomam muito tempo. Então o melhor é, enquanto estiver transitando antes ou depois de um brinquedo, ao passar por uma delas, parar, fotografar e seguir.

um-dia-beto-carrero-world-tubarao

Personagens

Tem também “personagens vivos”, como os do filme Shrek e Madagascar, que em determinados horários aparecem para cumprimentar os visitantes.

No caso dos personagens, há locais específicos, onde se forma uma fila, e funcionários ficam a postos para tirar as fotos em nossas câmeras e celulares, sendo permitida apenas uma foto por família/grupo, não dá para ir um de cada vez. É bem rápido, mas bem organizado.

Zoológico

Dessas atrações a que mais demora é o Zoológico. Há diversos animais (ah, não brinca!), sendo os répteis em um local separado, pq ninguém é obrigado, né? Há também cavalos em baias e pôneis nos quais as crianças podem andar. Além dos animais mais tradicionais, como leões, etc.

um-dia-beto-carrero-world-cavalo

Brinquedos no Beto Carrero

Conseguimos ir em todos os que queríamos. Só faltou o passeio de bondinho, que deixamos para o fim da tarde, quando o tempo virou e, por causa do vento, estava fechado. Então se o bondinho for essencial para você, vá primeiro. Os mais legais foram:

Crazy River

Uma espécie de “carrinho” faz o trajeto de um rio com correnteza que balança de um lado para o outro, além de uma aguinha jogada de cima pelos macacos (de mentira) – dá para molhar, mas bem pouquinho. É cenário do filme Madagascar, com alguns personagens pelo trajeto. Divertido!

um-dia-beto-carrero-world-corredeira

Raskapuska

Tranquilo e fofo. É um barquinho em um tronco de árvore, que entra dentro de uma “montanha mágica” e vai navegando enquanto passa por cenários de histórias infantis, como castelos, florestas, personagens como Branca de Neve e os Sete Anões, entre outros.

um-dia-beto-carrero-world-raskapuska1

Free Fall

É como um elevador que despenca, só que não fechado.  As cadeiras vão subindo, subindo, subindo… e, de repente, caem em alta velocidade. Frio na barriga, coração saindo pela boca e muitos gritos. Onde eu estava com a cabeça quando resolvi ir? Mas no fim foi legal!

um-dia-beto-carrero-world-fall

Fire

É a maior montanha russa da América Latina, cheia de loopings, e as cadeiras são presas ao trilho pela parte de cima, deixando as pernas livres. Só para os mais radicais. A Carol quis ir, mas eu não fui porque tive medo tive que ficar com o Thales, que não tinha a altura mínima exigida no brinquedo – Amém, Senhor! Meu álibi perfeito!

um-dia-beto-carrero-world-fire

Tibum

O carrinho comporta três ou quatro pessoas. Ele sobe e desce em alta velocidade por um trilho em meio à água, que vem com tudo – principalmente jogada pelo carrinho da frente! É muito divertido e muito engraçado, demos muita risada! Masss… ele molha bastante! Sugiro deixar para o final. E é bom levar uma muda de roupa na mochila que, por sua vez, deve ficar bem escondida e protegida, senão vai molhar também.

um-dia-beto-carrero-world-tibum1

um-dia-beto-carrero-world-tibum2

Trenzinho

Em Minas a gente chama de “trenzinho da alegria”. O do Beto Carrero faz um passeio por uma reserva ecológica que faz parte do parque.  O espaço tem cenários como dinossauros, cobra gigante, presépio e outros. No meio do trajeto, o público é surpreendido por “assaltantes” que, armados, surgem em cavalos pretos para nos render. Até que Beto Carrero aparece em seu cavalo branco e salva a todos.

um-dia-beto-carrero-world-trenzinho

Espetáculos

Entre as atrações do Beto Carrero World há também diversos shows e espetáculos. Mas, para quem tem apenas um dia, não dá para assistir a todos – a menos que abra mão de alguns brinquedos. Então é questão de escolha. Nós optamos por assistir dois.

Excalibur

É na hora do almoço – aí já dá uma otimizada no tempo, porque ao invés de parar o passeio para almoçar, a gente colocou isso como parte da programação. O ingresso é pago a parte e inclui a refeição.

É um espetáculo de luta de cavaleiros em uma arena. Cada um deles se veste de uma cor e, dependendo do local onde cada pessoa está sentada, as torcidas são definidas. A nossa era para o branco e preto. Todo mundo ganha uma coroa, para entrar no clima. Superbem-feito, mas, particularmente, achei inadequado para o momento do almoço.

Durante as lutas, o sangue (ok, cenográfico, mas mesmo assim) esguicha dos cavaleiros, alguns caem mortos (Thales inclusive me perguntou, assustado, se eles estavam morrendo de verdade). Pasmo com o show, ele sequer tocou na comida!

um-dia-beto-carrero-world-excalibur

um-dia-beto-carrero-excalibur

O sonho do cowboy

Foi o outro que assistimos, já no fim do dia, encerrando nossa programação. Também foi uma escolha estratégica dentro do horário, porque já tínhamos curtido tudo e aí demos essa parada para “descansar” enquanto, no palco, era representado um musical que se passa no Velho Oeste.

Tem um cenário lindo e personagens como dançarinas de cancan, anões, vilões e, claro, o mocinho que, no caso, é o próprio Beto Carrero (o próprio, porém não o original, que faleceu há alguns anos; mas sim um novo artista que assumiu o personagem e o substitui de forma fixa) e seu inseparável cavalo Faísca (esse sim, dizem que é o original, que até teria entrado em depressão após a perda do dono, mas me pareceu muito bem, obrigado).

Este já é incluso no ingresso. Tudo muito lindo e muito bem feito! Fechamos com chave de ouro!

um-dia-beto-carrero-world-sonho-cowboy

Beto Carrero – onde ficar

Como não tinha o blog ainda, não anotei nada sobre o nosso hotel e não lembro sequer o nome da empresa que fizemos o passeio. Mas lembro que foi a primeira coisa que me ofereceram na recepção do hotel. Mesmo que não te ofereçam, é só perguntar que certamente vão saber informar quem faça. Sobre lugares para se hospedar quando for ao Beto Carrero, sugiro três opções:

Florianópolis

Se a ideia é fazer um bate e volta, dá para ficar numa boa em Florianópolis, como eu fiz. A distância de Florianópolis ao Beto Carrero é de 114 km. Saímos cedinho e chegamos ao parque por volta das 10h – a abertura é às 9h. Passamos o dia todo lá e só fomos embora quando fechou, às 19h. Veja hospedagens em Florianópolis.



Booking.com

Penha

Mas, como eu disse no início, o parque fica localizado em Penha, mais precisamente na Praia da Armação. E é a escolha mais lógica, principalmente para quem quer aproveitar mais de um dia no parque. Penha fica a cerca de 20 quilômetros do aeroporto de Navegantes, de onde é necessário pegar táxi/uber ou transfer até a cidade. Veja hospedagens em Penha.



Booking.com

Camboriú

Outra opção também próxima é Balneário Camboriú, que tem ótimas praias, outros atrativos turísticos e uma boa estrutura de hospedagens, restaurantes e lazer noturno. Bom para quem quer, além de ir ao Beto Carrero, aproveitar outras coisas durante a viagem. Fica a 36 quilômetros do parque. Veja hospedagens em Camboriú.



Booking.com

Dicas importantes para ir ao Beto Carrero:

– Vá de tênis e roupas confortáveis, pois os espaços são longos e você vai andar bastante.

– Leve uma muda de roupa na mochila, pelo menos uma blusa, já que alguns brinquedos molham bastante.

– Para economizar, leve água e lanches, pois os preços lá dentro são bem altos.

– E prefira os dias de semana, de preferência em períodos de baixa temporada, que costumam ser menos cheios e dá para aproveitar melhor.

um-dia-beto-carrero-world

Um dia no Beto Carrero: vale a pena?

Sim, sim, muito sim! Foi bom demais! Claro que tendo mais tempo, mais dias, mais calma, tá para aproveitar ainda mais. Mas não deixe de ir por causa disso. Dá para curtir um dia numa boa. Voltamos felizes e com excelentes lembranças de tudo!

O momento em que o Thales voltou de forma espontânea para abraçar mais uma vez o Lêmure (“Eu me remexo muito. Remexo, muito!”) foi o mais emocionante para mim. Ele havia embarcado no meu sonho, que certamente foi também o sonho dele e da Carol – agora um sonho realizado!

um-dia-beto-carrero-personagens-madagascar

Quanto custa?

* Preços pesquisados em 2017, sujeitos a alterações. O ingresso para um dia no Beto Carrero World custa* R$ 140,00 (crianças de 4 a 9 anos) e R$ 155,00 (adultos). Nos meses de Abril e Junho, na compra do passaporte para um dia, o segundo dia é grátis. Nos demais meses, o passaporte para dois dias sai por R$ 235,00 (crianças) e R$ 250,00 (adultos). Os aniversariantes do dia não pagam.

Para ler ouvindo:

Não se esqueça dos parceiros do "Mariana Viaja" ao organizar sua viagem!
- Encontre e reserve sua hospedagem em qualquer lugar do mundo pelo Booking sem pagar nada a mais por isso! - Em destinos internacionais o seguro é obrigatório, compare preços pela Real Seguros e escolha o que melhor te atende. - Para estar com internet no celular durante toda a viagem, mesmo fora do Brasil, adquira um chip da EasySim4u. - Vai viajar sozinha? Baixe o ebook com dicas que vão te ajudar no planejamento!
Gostou? Compartilhe!Share on Facebook
Facebook
0Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email