Cânions do Xingó: emoção e energia únicas em um dos lugares mais lindos do Brasil

canions-do-xingo-bate-e-volta-aracaju

Eu enrolei para escrever sobre os Cânions do Xingó porque eu queria um texto que estivesse à altura. Não consegui. Esse passeio me emocionou e, sempre que publico alguma foto ou vídeo nas redes sociais, alguém comenta que conhece e diz ter ficado emocionado. É difícil explicar, só indo mesmo para saber. É de uma beleza única, uma sensação diferente.

O passeio sai da pequena cidade de Canindé de São Francisco, no sertão de Sergipe. Fui em um bate e volta de Aracaju com a agência Nozes Tour e adorei. No meu ônibus tinha também um guia, o Enaldo, que é ótimo e foi explicando tudo sobre os lugares.

Curta a página do blog no Facebook!

De Aracaju aos Cânions do Xingó

Saímos cedíssimo de Aracaju e levamos cerca de três horas de estrada. Longe, eu sei, mas vale a pena! Chegando a Canindé, o Restaurante Karrancas é a base para o embarque e desembarque. De lá a navegação leva mais ou menos uma hora pelo Rio São Francisco até chegar ao local dos Cânions. Pelo caminho já é possível ver algumas formações rochosas lindas.

canions-do-xingo-caminho3[

canions-do-xingo-caminho2

canions-do-xingo-caminho1

canions-do-xingo-visual

Mas quando realmente chega é que o deslumbre vem! Que coisa mais incrível! Eu já tinha visto fotos, vídeos, mas, ao vivo, é diferente, é um impacto, porque a gente vai entrando sertão a dentro, depois o rio e de repente tudo aquilo! É surpreendente, mesmo.

Lembro que fiquei alguns segundos parada, olhando, meio que tipo assim, que lugar é esse!!!

canions-do-xingo-visual-1

A escuna faz uma parada para que a gente possa descer e aproveitar. Tem um espaço delimitado, formando uma espécie de piscina, com toda segurança, onde é possível nadar. Tem uma mais funda (acho que 10 metros) e uma menor rasinha, para crianças e/ou para quem não sabe nadar.

Ah, gente… nadar no Velho Chico, olha que coisa mais legal pra listinha de coisas que já fiz na vida!

canions-do-xingo-piscinas

canions-do-xingo-embarcacao

Quem quiser – óbvio que eu quis! – pode ainda pegar uma canoa (canoinha mesmo, bem simples, mas com um condutor e coletes, bem tranquilo) e fazer um trajeto de cerca de dez minutos contornando essa “piscina” e seguindo por entre as fendas estreitas da Gruta do Talhado.

Eu recomendo! É um verdadeiro espetáculo da natureza, de perto as pedras parecem terem sido esculpidas à mão, de tão perfeitas. As cores vão ficando mais intensas ou não dependendo da incidência do sol (ok, como em qualquer lugar, mas lá parece tudo tão diferente). E em alguns espaços há imagens de São Francisco. Uma curiosidade: Xingó significa “águas que correm entre pedras”.

canions-do-xingo-canoa2

canions-do-xingo-canoa

canions-do-xingo-canoa1

canions-do-xingo-pedra

canions-do-xingo-sao-francisco

O tempo acaba sendo curto, mas é o máximo determinado para que as embarcações permaneçam, já que só pode ir uma por vez e tem um número máximo de pessoas também.

É o suficiente para pegar a canoa, voltar, entrar um pouco na água, tirar umas fotos e comprar uma cocadinha delícia do casal de índios que todos os dias se desloca até lá.

Depois disso, é hora de navegar de volta até Canindé de São Francisco, almoçar já pelo meio da tarde e pegar de novo a estrada para mais três horas até Aracaju. E a paisagem do caminho é diferente também, bem sertão, a seca, cactos, casinhas no meio do nada com seus cavalos magros amarrados na entrada… Teve também uma paradinha em uma loja de doces caseiros que minhanossassenhora. Cheguei bem cansada, mas com uma sensação de ter feito um dos passeios mais incríveis da vida!

Dá para fazer esse bate e volta também partindo de Maceió, em Alagoas. Há diversas agências que fazem, todas elas pegam nos hotéis pela manhã e voltam no fim do dia. Pela Nozes Tour paguei R$ 80,00 pela parte terrestre. A parte aquática é paga no embarque, R$ 100,00. Mais os R$ 10,00 de quem opta pelo passeio na canoa, que é paga na hora, à parte. E o almoço, que, se não me engano, foi em torno dos R$ 40,00. Isso em março/2017.

canions-do-xingo-restaurante

canions-do-xingo-almoco

Outra opção, para quem prefere ir por conta própria, é ir de carro e pernoitar na cidade de Piranhas, que fica bem perto. Mas o embarque segue sendo no mesmo restaurante. Por isso é um passeio que sempre costuma estar sempre cheio – já li comentários negativos sobre isso, mas faz parte… Embarcação, muita gente, música, bebida, enfim…

Eu foquei no destino, na realização desse passeio que eu queria tanto fazer já há um tempo. Estava sozinha, fui contemplando, sentindo a energia e pensando em como esse nosso Brasil tem lugares maravilhosos! Me emocionei de verdade e voltei morrendo de amores pelos Cânions do Xingó!

Para ler ouvindo:

Gostou? Compartilhe!Share on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Share on LinkedIn0Email this to someone