Você sabe quais são as 10 cidades mais antigas do Brasil?

cidades-mais-antigas-do-brasil

Visitar as cidades mais antigas do Brasil é fazer uma viagem no tempo, mais precisamente ao início do século XVI… O início de tudo com certeza todo mundo já sabe: lá pelos idos de 1500 as caravelas portuguesas aportaram no nosso litoral, crentes que estavam descobrindo um lugar que na verdade já existia, já tinha seus habitantes, sua cultura, sua língua seus hábitos. Mas daí se acharam no direito de invadir e foram, aos poucos, destruindo para construir.

A partir de então foram surgindo os primeiros povoados, novas pessoas chegando, transitando para desbravar novos territórios e dando origem às primeiras cidades do Brasil. Segundo explicação da Revista Galileu, o ideal é falar mesmo em povoados “para evitar a confusão jurídica entre freguesia, distrito, vila, cidade e município”. Isso porque, oficialmente, São Vicente foi a primeira vila e Salvador a primeira cidade. Mas a lista tem as primeiras que se formaram, independente de, juridicamente, já terem ou não sido alçadas a determinado posto.

Nas pesquisas encontrei algumas divergências, acho que exatamente por causa dessa questão. Fora que se a gente pensar em como era a documentação na época e outros pontos, talvez não haja mesmo uma resposta correta. Optei, então pelas que aparecem na maioria dos sites confiáveis que consultei, mas de antemão já aviso que pode ter outra ordem…

Leia também:
Patrimônios Mundiais da Humanidade no Brasil
Museus no Brasil: opções históricas e culturais

10 cidades mais antigas do Brasil

Com o tempo, cada uma das cidades mais antigas do Brasil se desenvolveu a seu modo. E, apesar de algumas características bem distintas – algumas se mantiveram pequenas, outras ficaram maiores, se modernizaram – todas são cheias de história e ainda guardam construções preservadas.

Elas estão localizadas entre Pernambuco e o litoral da região Sudeste. Vem conhecer!

1 – Cananeia (SP)

Fundada em 1531 por Martim Afonso de Sousa, fica no litoral sul do estado, a 270 km da capital. A informação de que Cananeia é a primeira cidade brasileira está no site oficial do estado de São Paulo. Não foi a primeira a ser registrada como vila ou cidade, o que ainda causa algumas confusões, mas foi a primeira povoação européia no Brasil, chamada Vila de São João Baptista de Cananéa.

Fotos: José Antonio Zagato / CC BY-SA e Josi Crys / CC BY-SA

Além das belas praias, seu atrativo mais famoso é o Parque Estadual da Ilha do Cardoso, onde há trilhas e cachoeiras. Destaque para o passeio de barco pelas ilhas que ficam nos arredores, onde é possível ver golfinhos.

Cananeia tem mangues, vegetação de restingas e Mata Atlântica, além de várias espécies da fauna e da flora, o que faz com que seja considerada um santuário ambiental. No centro histórico ainda tem algumas casas coloridas com arquitetura colonial. A principal construção é Igreja de São João Batista, erguida pelos jesuítas em 1577. A cidade é, também, reconhecida como Patrimônio Natural da Humanidade pela UNESCO.

Fico pensando em como a gente não conhece nossa história, né! Eu não me lembro de já ter ouvido falar nesta cidade e, no entanto, é um lugar que devia ser conhecidíssimo de todo mundo, estudado, visitado. Acho que merecia mais valorização. Já coloquei na listinha de lugares que quero (preciso!) conhecer!



Booking.com

2 – São Vicente (SP)

Mais uma praia do litoral de São Paulo, foi fundada em 1532 também por Martim Afonso de Sousa, já com o status de vila e foi o primeiro lugar habitado regularizado administrativamente por Portugal no Brasil – por isso muitos confundem e dizem ser a primeira cidade do Brasil, mas Cananeia já existia antes.

São Vicente é um destino de praia muito procurado e, embora eu não conheça pessoalmente, já ouvi falar bastante, é um lugar mais conhecido.

Fica na região da Baixada Santista e foi lá, também em 1532, que foi realizada a primeira eleição em todo o continente americano, para escolher os oficiais da Câmara (equivalente hoje ao cargo de vereador). E durante quase 200 anos foi a capital do estado. De lá saiam as expedições rumo ao interior, inclusive a que começou a povoar São Paulo.

Com belas praias, é considerada uma das estâncias balneárias do litoral paulista e se desenvolveu principalmente no século XX devido ao turismo. Entre seus destaques históricos estão a Bica da Fonte do Povoado, atualmente conhecida como Biquinha, uma fonte que era o local onde padre José de Anchieta catequizava os índios; e a Casa Martim Afonso, Marco Zero do Brasil – mesmo já havendo uma segunda construção no local, parte dela ainda é preservada.



Booking.com

3 – Vila Velha (ES)

Vila Velha foi fundada em 1535 pelo português Vasco Fernandes Coutinho e se chamava Vila do Espírito Santo. Em 1549, quando a sede foi transferida para Vitória, passou então a ser chamada pelo atual nome.

cidades-mais-antigas-do-brasil-vila-velha

Foto: Setur/ES – Por Jefferson Pancieri

É uma cidade bem urbanizada, diria até que moderna. Mas só depois de vir morar aqui é que fui conhecer o Sítio Histórico da Prainha, local que guarda essa memória histórica.

Lá está a Igreja de Nossa Senhora do Rosário, a mais antiga do Brasil ainda em funcionamento (construção iniciada em 1535 e finalizada em 1551) e tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). É a foto lá de cima, que abre este texto.

Leia mais dicas da cidade:
O que conhecer em Vila Velha
Visita à Fábrica de chocolates Garoto

Bem próximo fica o Convento da Penha, símbolo máximo do Espírito Santo, construído por volta de 1558. Mesmo sendo o ponto turístico mais visitado do estado, a maioria passa por ali sem saber o quanto mais de história há na região, que conta ainda com o Museu Homero Massena, o Forte São Francisco Xavier da Barra e outros atrativos históricos.

Hoje, se me perguntam o que conhecer por aqui, a Prainha é o primeiro lugar que indico. E os mais de 30 km de praias, claro! Todas lindas.



Booking.com

4 – Igarassu (PE)

Mais uma lugar com data de 1535, Igarassu faz parte hoje da Região Metropolitana de Recife e foi o primeiro local do estado a ser ocupado pelos portugueses, depois de vencerem uma batalha contra os índios que já habitavam a região. Na ocasião, foi instalado um marco de pedra.

Muitos consideram como um dos primeiros núcleos de povoamento do país, mas aí entram as já citadas questões de datas e registros. Confesso que eu nunca tinha ouvido falar nela também.

O Centro Histórico de Igarassu, tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), é um dos conjuntos arquitetônicos civis e religiosos mais antigos e mais bem conservados de Pernambuco, com destaque para a Igreja de São Cosme e Damião, uma das mais antigas do Brasil.

Tem também o Convento e Igreja de Santo Antônio, onde fica o Museu Pinacoteca, com um dos principais acervos da fase colonial do país, e o Museu Histórico de Igarassu.

Entre as praias, a principal é a Praia dos Marcos, onde Duarte Coelho desembarcou para começar o povoamento português. E também a Praia de Mangue Seco e da Gávoa, que na maré baixa permite o acesso à ilhota da Coroa do Avião.



Booking.com

5 – Olinda (PE)

Fundada em 1535 pelo português Duarte Coelho, que encontrou um lugar ideal no alto de uma colina e banhada pelo mar. A frase dita por ele “Ó linda situação para se construir uma vila” foi que deu origem ao nome da cidade.

Por muito tempo foi um dos mais importantes centros comerciais do Brasil colônia e dos lugares mais ricos, sendo comparada ao luxo e à ostentação da nobreza em Lisboa.  E foi a capital do estado até meados do século XIX.

Além das belezas naturais, ainda é cheia de atrativos históricos, como Basílica de São Pedro, o Elevador Panorâmico, o Convento de São Francisco, a Praça do Carmo e várias igrejas. Na cultura, o destaque é para o Carnaval, com seus bonecos gigantes.



Booking.com

Olinda é considerada como uma das cidades coloniais mais bem preservadas do Brasil e tombada como Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade pela UNESCO. É um lugar que tenho muita vontade de voltar! Fui brevemente, em um bate e volta de Recife, peguei muita chuva e, apesar de ter gostado muito, não consegui conhecer como gostaria.

6 – Recife (PE)

A história de Recife está diretamente ligada à de Olinda. Há uma menção de Duarte Coelho que fala em um “Arrecife dos navios”, um lugarejo habitado por marinheiros e pescadores – enquanto na vizinha viviam os aristocratas. Se tornou vila em 1537, mas, antes disso, já funcionava como porto.

Fotos: Simone C Vitor / CC BY-SA e Portal da Copa/ME / CC BY 3.0 BR

Recife passou por uma invasão holandesa no século XVII e, por um período, foi governada por Maurício de Nassau. Foi quando começou a passar por um processo de urbanização, com vários profissionais trazidos da Europa, criando ruas planejadas, diversas pontes, palácios, escolas e o primeiro Jardim Botânico do País. No final de 1827 foi elevada à condição de capital de Pernambuco.

Atualmente a praia de Boa Viagem é a mais famosa da cidade, um grande centro urbano que mistura história e modernidade. No centro, na parte chamada Recife Antigo, fica o Marco Zero.

E, além disso, há as praias, as manifestações culturais, como o Carnaval, e os museus, entre os quais se destaca o Instituto Ricardo Brenand. Mais um lugar que já fui, mas que quero voltar!



Booking.com

7 – Iguape (SP)

Vizinha de Cananeia, também localizada entre o mar e a Mata Atlântica, no litoral sul de São Paulo, a 210 km da capital. Foi fundada, segundo os registros, em 1538, mas há informações de que já existia antes disso.

Fotos: Natriciasilva / CC BY-SA e LucianoFaustino / CC BY-SA

A Basílica do Senhor Bom Jesus, fez com que no século XVII a cidade se tornasse um local de peregrinação. Construída em pedra portuguesa, argamassa e óleo de baleia, ainda hoje é uma atração muito visitada.

É uma cidade pequena, que tem como atrativos a Praia da Juréia, em uma área de proteção ambiental, a Ilha comprida, as tradicionais festas folclóricas e religiosas, como a Marujada e a Folia de Reis, e opções de ecoturismo e turismo de aventura.



Booking.com

No centro histórico de Iguape, tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) como patrimônio nacional, há várias construções do século XVIII, além do calçamento de pedras. Também não conheço (ainda)!

8 – São Mateus (ES)

Mais um destino capixaba entre as cidade mais antigas do Brasil. Fica na região norte do estado, já próxima da divisa com a Bahia, e foi fundada em 1544. Inicialmente se chamava Povoado do Cricaré. O nome atual foi dado pelo padre José de Anchieta em 1566.

Era uma das principais portas de entrada dos africanos trazidos para serem escravizados no Brasil. E hoje é considerado o município com a maior população afrodescendente do estado.

A faixa litorânea de São Mateus é parte do Parque Nacional Marinho dos Abrolhos. E a área de restinga é considerada Reserva da Biosfera da Mata Atlântica. Na área do antigo porto, chamada de Cidade Baixa, há sobrados e casarões coloridos do período colonial.



Booking.com

Além dos atrativos históricos, seu ponto forte no turismo é o balneário de Guriri, que recebe muita gente principalmente no verão e no Carnaval. É um dos próximos destinos do Espírito Santo que eu estava programando conhecer e onde quero ir assim que possível.

Leia também:
Viajando sozinha pelo Espírito Santo

9 – Santos (SP)

Logo depois da fundação de São Vicente, a comitiva de Martim Afonso de Souza começou a ocupar novos territórios na região. E assim começou a história de Santos. As primeiras residências ficavam próximas à foz do córrego São Jerônimo, onde ficava um porto. Outras pessoas foram chegando e teve início o plantio de cana-de-açúcar e outros gêneros.

Um maremoto em 1541 na Vila de São Vicente fez com que mais gente fosse para a região do porto, onde já havia também uma capela de Santa Catarina. Era chamada Porto de Santos. Até que foi oficialmente fundada em 1546, passando a se chamar apenas Santos.

Fotos: Marcus Guimarães / CC BY e VicTrindade / CC BY-SA

Uma forma de conhecer parte da história da cidade é no passeio da Linha Turística de Bonde, que passa pelo centro histórico e apresenta alguns pontos marcantes, como igrejas, museus, construções… Entre as praias, as mais conhecidas são a Praia do José Menino, Boqueirão e Gonzaga. Mais um destino que ainda não conheço e que acho que vale a pena conhecer!



Booking.com

10 – Salvador (BA)

Muitos pensam, erroneamente, que Salvador encabeça a lista das cidades mais antigas do país! Mas na verdade ela é a última das 10. A cidade só foi fundada por Thomé de Souza em 1549 e o nome dado inicialmente foi São Salvador da Bahia de Todos os Santos. Porém, já foi fundada como a primeira capital do Brasil Colônia (depois do Império, posto que ocupou até 1763), motivo que talvez gere a confusão.

Na época a Bahia era a região mais rica do país – graças à exploração de mão de obra escravizada, com pessoas trazidas de diversos países da África. Ser a região que mais exportava açúcar fez com que a cidade prosperasse e o que também gerou alguns conflitos comerciais com outros países ao longo da história.

Leia também:
Dicas para um fim de semana em Salvador

Hoje a arquitetura colonial portuguesa em Salvador ainda pode ver vista no Pelourinho, com muitas casas coloridas, ladeiras e igrejas antigas. É declarado Patrimônio Mundial pela UNESCO e faz parte do centro histórico tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Outros lugares que valem uma visita são a Igreja e Convento de São Francisco, a Igreja de Nosso Senhor do Bonfim, a Praça Castro Alves, o Mercado Modelo, o Farol da Barra e as muitas praias. Um dos meus lugares preferidos no Brasil.



Booking.com

Como disse, há algumas controvérsias em relação às datas, oficializações e nomenclaturas, mas, de modo geral, podemos considerar estas como as cidades mais antigas do Brasil! Conhece ou gostaria de conhecer alguma delas?

Não se esqueça dos parceiros do "Mariana Viaja" ao organizar sua viagem!
- Encontre e reserve sua hospedagem em qualquer lugar do mundo pelo Booking sem pagar nada a mais por isso! - Em destinos internacionais o seguro é obrigatório, compare preços pela Real Seguros e escolha o que melhor te atende. - Para estar com internet no celular durante toda a viagem, mesmo fora do Brasil, adquira um chip da EasySim4u. - Vai viajar sozinha? Baixe o ebook com dicas que vão te ajudar no planejamento!
Gostou? Compartilhe!Share on Facebook
Facebook
0Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email