Conexão em Congonhas: lugares para comer e dicas para passar o tempo 

conexao-aeroporto-de-congonhas-sp

Muitos voos têm uma paradinha (ou paradona) para conexão em Congonhas, aeroporto de São Paulo que é um dos principais do país. Pensando nisso, fiz este texto contando o que tem para fazer por lá. Vem conferir!

Sei que quando acontece, sempre fica a dúvida de o que fazer durante uma conexão em Congonhas! Será que dá tempo de fazer algo na cidade? Será que tem opções para passar o tempo dentro do próprio aeroporto?

Para a primeira pergunta, minha resposta é “não”. Como o trânsito na cidade varia entre ruim e imprevisível, acho complicado sair do aeroporto para fazer algo e depois voltar – a menos que seja um prazo muuuito grande e uma escapada bem programada. Ainda assim, não arriscaria.

Para a segunda pergunta, minha resposta é “sim”. Nas vezes em que tive conexão em Congonhas já fiquei de 40 minutos e até de mais de três horas, fora situações em que cheguei muito cedo para o voo ou que o mesmo atrasou. Então resolvi listar algumas dicas de lugares para comer, além de outras formas de se distrair enquanto não chega a hora de embarcar.

Leia também:
Passeios gratuitos em São Paulo
Onde ficar em São Paulo

O que fazer durante uma conexão em Congonhas

Bom, antes de tudo preciso lembrar que preços dentro os aeroportos são altos. São Paulo obviamente não foge à regra. Mas, dependendo da hora (e da fome), vai ser inevitável comer alguma coisa… (Obs: os preços deste textos são de Agosto/2017, sujeitos a alterações). Comecemos então pelas opções para alimentação!

Onde comer 

Tapioteca

Se preferir algo saudável e mais leve, indico a Tapioteca. São tapiocas com várias opções de recheios, além da possibilidade de montar a própria combinação de molho + 3 itens frios + 1 item quente por R$ 26,90. Tudo feito na hora no maior capricho pelos funcionários.

Eu escolhi uma comum de frango (caipira sustentável, segundo o cardápio), queijo e orégano na massa rosa (de tapioca com pó de beterraba) por 18,90. Para acompanhar, uma garrafinha de suco de laranja. Valeu por um almoço.

conexao-em-congonhas-tapioteca

conexao-em-congonhas-tapioca

Paneria

Se preferir algo mais convencional, a Paneria tem várias opções de salgados – fritos e assados – cafés e outras bebidas. O ambiente é descolado, com mesinhas, sofás, placas e quadros na decoração. Os preços dos salgados variam de R$ 7,00 (pão de queijo) a R$ 16,00 (croissant com presunto e queijo).

Um café expresso simples sai por R$ 6,00 e uma latinha de refri por R$ 9,00. Lá também tem saladas prontas por R$ 27,00 e outras opções.

conexao-em-congonhas-paneria

conexao-em-congonhas-salgados

conexao-em-congonhas-salada

Leia também: 
Lugares com cultura japonesa em SP
Melhores grafites na capital paulista

Pizza Hut

Uma escolha clássica que não tem erro é a Pizza Hut, que fica numa posição bem central, logo na entrada do embarque, e tem umas mesinhas tipo praça de alimentação – com outras opções de lanchonete também.

Não comi lá e esqueci de checar o preço, sorry, mas fica a dica.

conexao-em-congonhas-pizza-hut

Brigadeiro Bistrô

Para sobremesa escolhi um bolo no pote de cenoura com brigadeiro. Achei uma delícia, embora a massa não estivesse parecendo com massa de bolo de cenoura (nem na consistência nem no sabor).

Mas o brigadeiro estava perfeito (não é de latinha, é caseiro mesmo) é isso basta!!! Ah, um potinho pequeno custa R$ 11,00. Lá tem vários outros docinhos também.

conexao-em-congonhas-bolos

conexao-em-congonhas-brigadeiros

Bacio di Latte

Outra opção é esse sorvete italiano. Preços: R$ 13,00 o pequeno, R$ 15,00 o médio e R$ 18,00 o grande.

Nunca provei, mas toda vez que passo por lá fico com água na boca porque a “cara” do sorvete é ótima. Fora que o local é tipo um food truck, muito lindinho.

conexao-em-congonhas-sorveteria

conexao-em-congonhas-sorvete

Encontre e reserve sua hospedagem em qualquer destino!



Booking.com

E para passar o tempo na conexão em Congonhas?

Como nem tudo se resume a comer, é bom saber algumas opções de lazer para fazer durante o período da conexão.

Ir à Livraria

Eu adoro uma livraria, passar o tempo olhando as publicações. Mas, mais uma vez, os preços são bem altos. Vi por R$ 32,00 um livro que comprei recentemente por R$ 20,00.

De toda forma, dá para folhear, ler as contra-capas e voltar com uma listinha. Ou comprar revistas, que têm preços tabelados. O melhor mesmo é já viajar com um livro e aproveitar para ler na conexão.

conexao-em-congonhas-livraria

Ler a revista SP 29 horas

Se não tem livro nem animou de comprar nada, essa revista tem distribuição gratuita, é só pegar um exemplar.

A publicação é super bem-feita, com matérias de turismo, mas também de cultura, além de agenda da cidade.

Leia também:
Passeios na região da Av. Paulista
Passeios na Vila Madalena

Navegar na internet

O aeroporto tem Wi-Fi gratuito. Só é necessário preencher alguns dados na hora de se conectar e o sinal é liberado por meia hora. Depois é preciso logar de novo por mais meia hora e assim por diante.

E a internet é boa, dá até para postar no Stories do Instagram – aliás, olha que bonitinhos os ícones de lá!

conexao-em-congonhas-onde-comer-que-fazer

Dormir

Dependendo do seu nível de cansaço ou da hora que acordou, um cochilinho cai bem. Escolha uma cadeira que fique ao lado da parede, encoste… e tente a sorte, porque com “a voz” anunciando novos voos o tempo todo, passageiros atrasados, etc, fica complicado pegar no sono.

Mas pelo menos dá para descansar um pouco. Fone de ouvido também pode ajudar.

Loja Fantasia

Essa dica é para quem viaja com crianças. Uma das vezes com meu afilhado essa loja foi a salvação. Tinham um vídeo-game que todo mundo podia jogar, aí ele se sentou e foi uma paz.

O único risco é enlouquecerem diante de tantos brinquedos – pode ser uma distração, mas pode virar um problema. Um bichinho de pelúcia que cabe na mão custa R$ 59,00.

conexao-em-congonhas-loja

Ter atenção

Os portões de embarque muitas vezes mudam. Ainda mais quando a antecedência é grande, pode acontecer de nem ter portão marcado ainda. Então fique sempre de olho no painel. Uma vez, logo que vi o portão, fui para perto, sentei e “esqueci da vida”.

Só quando ouvi meu nome sendo chamado é que percebi que estavam encerrando o embarque e o local era outro. Imagina só, ficar horas esperando e perder o voo. Ninguém merece!



Booking.com

Fazer um post para o blog 😜

Estava a caminho de Blumenau quando tive a ideia de escrever esta lista. Saí do Rio às 8h, cheguei às 9h em São Paulo e meu outro voo só sai depois de meio-dia. Ou seja, mais de três horas de conexão em Congonhas. Era pouco tempo para sair e dar um rolé, mas muito tempo ocioso… Fiz tudo isso aí em cima e, por fim, achei que valia a pena escrever. Espero que tenham gostado!

Se o próximo voo for internacional, não se esqueça de fazer o seguro!

* Preços de agosto/2017, sujeitos a alterações.

Conheça meu livro de crônicas "Eu não quero chegar a lugar algum" e entre em contato para adquirir o seu no formato digital ou físico.
Gostou? Compartilhe!Share on Facebook
Facebook
0Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email