Barra do Jucu: natureza, arte e tradição em Vila Velha

o-que-fazer-na-barra-do-jucu-vila-velha-es

Se você está procurando o que fazer na Barra do Jucu, já adianto que tem muita coisa legal! A Barra do Jucu é um bairro tradicional de Vila Velha, que surgiu como uma vila de pescadores, fora da área mais urbana da cidade, na região onde o Rio Jucu encontra o mar. Depois cresceu e se desenvolveu, mas manteve um clima gostoso de interior.

Um passeio por lá rende programas diferentes: praias, restaurantes com vistas lindas, trilhas, ruas cheias de arte, encontro do rio com o mar, além do Congo, uma de suas manifestações culturais mais fortes.

Leia também:
Pontos turísticos em Vila Velha
O que fazer em Vila Velha com chuva

Lugares para conhecer na Barra do Jucu

Praia principal

A praia da Barra do Jucu é bem extensa, tem uma boa faixa de areia, árvores que fazem sombra e alguns quiosques ao longo da orla com serviços de alimentação, guarda-sol e cadeiras. É muito bonita, principalmente no canto onde há algumas pedras. Como o mar é forte, é muito procurado por praticantes de surf e bodyboard.

o-que-fazer-na-barra-do-jucu-praia

 

Praia da Concha

A Praia da Concha é um cantinho muito gostoso, cujo acesso é feito por uma trilha no Morro da Concha, que fica no canto esquerdo no comecinho da praia principal. É um caminho pavimentado, cercado, tranquilo e seguro, não leva mais que 5 minutos. O visual que se tem do caminho é incrível!

o-que-fazer-na-barra-do-jucu-praia-da-concha

Igreja de Nossa Senhora da Glória

A construção tem mais de 100 anos, é do começo do século XX e se tornou um dos principais pontos turísticos do bairro. Quando fui estava fechada, então só fotografei por fora mesmo. Em frente fica uma pracinha que tem parquinho e aparelhos de ginástica, além de bancos e árvores.

o-que-fazer-na-barra-do-jucu-igreja-gloria

Rio Jucu

O rio nasce na região serrana do Espírito Santo e é uma das bacias hidrográficas mais importantes na região central do estado. De alguns pontos na Barra do Jucu é possível ver o encontro do rio com o mar, formando um belo cenário.

o-que-fazer-na-barra-do-jucu

Castelo medieval

O castelo não é bem um ponto turístico, mas acabou se tornando um local que atrai muita gente. É uma residência que a pessoa construiu como um castelo medieval. Então não dá para visitar, mas vale passar para tirar uma foto e admirar a criatividade.

castelo-medieval-vila-velha

Artes nas ruas

As ruas são cheias de arte por todos os cantos! E isso deixa um passeio pelo bairro muito mais agradável. Muros e fachadas de estabelecimentos ou mesmo de casas residenciais, com pinturas coloridas, principalmente de elementos que representam a região, como a igreja, o congo e outros.

 

Apresentações de Congo

Não sei se há dias certos de apresentação, mas dei sorte de ver uma quando fui. Estava andando pelas ruas, ouvi aquele som maravilhoso e lá estava a Banda de Congo Mestre Honório da Barra do Jucu. Aqui uma das muitas artes que representam essa tradição.

congo-barrra-do-jucu

Onde comer na Barra do Jucu

Comer bem Barra do Jucu é fácil demais, porque não faltam opções de restaurantes! Gostei principalmente dos que ficam na rua de saída/chegada da praia, às margem do rio, com espaços abertos e um visual lindo.

Conheci o La Garza Bistrô, onde comi um macarrão com molho branco e camarões. E, de sobremesa, cocada quente com sorvete. Tudo maravilhoso! Agora quero voltar para ir nos outros, tanto os que margeiam o rio como alguns que ficam em outras áreas, mas que também me pareceram bem agradáveis.

Restaurantes na Barra do Jucu:

 

Música sobre o bairro

Talvez você não se lembre, mas possivelmente já ouviu sobre a Barra do Jucu em um dos sambas mais famosos da música brasileira, um clássico de Martinho da Vila.  “Madalena Madalena, você é meu bem querer, eu vou falar pra todo mundo, vou falar pra todo mundo, que eu só quero é você”… em determinado trecho diz “eu fui lá pra Vila Velha, direto do Grajaú, só pra ver a Madalena e ouvir tambor de congo lá na Barra do Jucu”. Lembrou?

madelena-barra-do-jucu-musica

O nome da música é “Madalena do Jucu”, tem um pouco de toada de congo, e foi “descoberta” por Martinho quando pesquisava sobre o folclore brasileiro. Ele encontrou a Banda de Congo da Barra do Jucu e conheceu a música, que era cantada pelo falecido mestre Antônio Rosa e foi escrita pelo mestre Zé Maria, pai de uma moça chamada Madalena, hoje já falecida.

Além da música e de tantos programas bacanas, a Barra do Jucu é um bairro tranquilo, os lugares que citei são todos próximos e dá para fazer tudo a pé. Vale a pena passar um dia e conhecer!

Para ler ouvindo:

Conheça meu livro de crônicas "Eu não quero chegar a lugar algum" e entre em contato para adquirir o seu no formato digital ou físico.
Gostou? Compartilhe!Share on Facebook
Facebook
0Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email