Praias, restaurantes e mais lugares para conhecer na Ponta da Fruta, em Vila Velha

ponta-da-fruta-vila-velha

A Ponta da Fruta é um bairro de Vila Velha que fica no extremo sul do município, às margens da Rodovia do Sol, já quase na divisa com Guarapari. Um lugar simples, com praias bem preservadas e um clima gostoso de cidadezinha litorânea!

Eu passei um domingo por lá e adorei, foi um dia super agradável. Para quem ainda não conhece – ou para quem conhece e quer voltar – compartilho aqui algumas dicas do que fazer na Ponta da Fruta.

Leia também:
O que conhecer na Prainha, Vila Velha
Como subir o Morro do Moreno

Lugares para conhecer na Ponta da Fruta

Quem visita Vila Velha e tem pouco tempo, pode acabar sendo difícil encaixar no roteiro, já que, devido à distância, o ideal é ir para passar o dia todo. Mas, se tiver um pouco mais de tempo e já tiver conhecido os pontos turísticos principais, vale a pena incluir estes passeios:

o-que-fazer-na-ponta-da-fruta-vila-velha

Praia Rasa e a Praia da Baleia

A Praia Rasa e a Praia da Baleia são as duas principais de Ponta da Fruta. Ambas lindas! A diferença é que na Rasa a água é mais tranquila, tem uma boa estrutura de bares e restaurantes com mesas na areia e trechos com árvores. Escolhi ficar na Praia Rasa e gostei muito.

Na da Baleia o mar é mais forte e não tinha estrutura de barracas, mas logo no começo tem uma parte muito bonita, como se fosse uma “pracinha” sobre as pedras.

praia-rasa-ponta-da-fruta-vila-velha

praia-da-baleia-ponta-da-fruta-vv

Igreja dos Navegantes

A Igreja de Nossa Senhora dos Navegantes fica no alto, entre as duas praias, e é um dos símbolos da Ponta da Fruta. É uma capela pequena – não entrei pq estava acontecendo um casamento – construída em 1945, não chega a ser um local histórico, mas vale conhecer.

O acesso à igreja é tranquilo, como se fosse uma rua levemente íngreme. E não é longo. Lá do alto a vista panorâmica é incrível: do lado esquerdo a Praia da Baleia, do direito a Praia Rasa.

Praia D’Ulé

A Praia Grande, também conhecida como Praia D’Ulé, tem ondas fortes e é um paraíso dos surfistas que frequentam a região. Tem uma faixa de areia extensa, com muitas árvores e mata, um estilo mais natureza mesmo – quem vai geralmente leva comida, bebida e tudo mais.

praia-dule-ponta-da-fruta

Parque da Baleia

Poucas semanas depois de ter ido à Ponta da Fruta vi sobre a inauguração desse novo local na Praia da Baleia, que já se tornou um point na região. O parque conta com pista de skate e bicicleta, quadras esportivas, parquinho e outros espaços de lazer.

Centrinho

No centrinho da Ponta da Fruta tem um espaço que se parece uma praça com restaurantes, comércios em geral, alguns bancos e barcos bem coloridos. Além de ser bem agradável, funcionou pra mim como um ponto de referência também. É o local que dá acesso à Praia Rasa e fica a um quarteirão da entrada para a Igreja e também da Praia da Baleia.

centrinho-ponta-da-fruta

Lagoa Grande

Outro lugar que não cheguei a ir, mas que já li a respeito e parece ser muito bonito. Fica no lado da Praia da Baleia, na altura do Cemitério da Ponta da Fruta. E tem quiosques e mesas na beira da lagoa, para ficar com os pés na água.

Onde comer na Ponta da Fruta

Eu conheci apenas dois lugares, um onde fiquei logo que cheguei e outro onde almocei e passei a tarde. Achei ambos muito bons.

Cabana do Rock

Fica no começo da Praia Rasa e é o maior que tem por lá. Bem espaçoso, com mesas internas e também em outra área mais aberta, além das que ficam direto na areia. Ele tem entrada pela própria praia e pelo outro lado da rua. Tem uma ducha também, estrutura bem boa e cardápio com opções de petiscos, pratos e bebidas diversas. Veja mais no instagram @cabanadorock_

Há outros restaurantes pé na areia próximos, como Cabana da Praia e Tio Zé, além de barracas com aluguel de cadeiras e guarda-sol. E opções fora da praia também.

restaurante-praia-rasa-ponta-da-fruta

Cabana Aroeira

Fica na Praia do Sol, na sequência da Praia Rasa, já quase na Praia d’Ulé. São uns 2,5 km à frente e fui caminhando pela areia – não é fácil conseguir Uber, mas há ônibus. O restaurante tem um espaço amplo totalmente ao ar livre, com muitas árvores e sombra. Chão de terra mesmo. E o trecho que vai da área do restaurante até a praia é bem curtinho, apenas alguns passos e você já chega no mar.

O cardápio tem opções de peixes, alguns pratos bem completos, geralmente com peixe, mas também os mais tradicionais tipo arroz e feijão, e os acompanhamentos são vendidos separados. Lá tem sempre música ao vivo. E, ainda, uma lojinha de artesanato. Veja mais no instagram @cabana_aroeira

Leia também:
Onde comer em Vila Velha: Praia da Costa e Itapuã
Como visitar a fábrica da Garoto

Arte na Ponta da Fruta

arte-banco-ponta-da-fruta

Uma coisa que eu adorei em Ponta da Fruta foi a quantidade de arte! Nos bancos, nos barcos, em restaurantes e em algumas paredes… Dá uma “cara” tão alegre ao local! Nas pedras logo no início da Praia da Baleia, logo descendo da igreja, tem também um balanço que eu amei.

Ponta da Fruta: como chegar e onde ficar

A distância do centro de Vila Velha (ou da Praia da Costa) é de aproximadamente 22km e há ônibus que saem do Terminal de Itaparica. Mas, dependendo, pode valer a pena pegar um Uber ou Táxi (os preços variam de 25 a 40 reais).

Se quiser pernoitar na Ponta da Fruta, algumas opções de hospedagem são a Pousada Ponta de Areia, a Hospedaria da das Artes e a Pousada Timoneiro.

 

Conheça meu livro de crônicas "Eu não quero chegar a lugar algum" e entre em contato para adquirir o seu no formato digital ou físico.
Gostou? Compartilhe!Share on Facebook
Facebook
0Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email