Como subir o Morro do Moreno, em Vila Velha

como-subir-morro-do-moreno-vila-velha

Subir o Morro do Moreno, em Vila Velha, é um dos passeios mais procurados por moradores e turistas. O caminho que leva até o topo, de onde se tem uma vista privilegiada e surpreendente, está sempre bem movimentado. E motivos não faltam: é um programa gratuito, tem um trajeto relativamente curto e simples, em meio à natureza e com lugares muito bonitos que valem o esforço da subida. Ótima opção de lazer!

O topo do Morro do Moreno fica a 184 metros de altitude e está localizado no final da Praia da Costa, ao lado do morro onde fica o Convento da Penha. Para quem vem de Vitória para Vila Velha pela Terceira Ponte, ele fica do lado esquerdo, enquanto o Convento fica do lado direito. Em maio deste ano (2021), um projeto de lei aprovado pela Prefeitura fez com que o local passasse a ser protegido como uma unidade de conservação ambiental.

Leia também:
Pontos turísticos para conhecer em Vila Velha
Como fazer o passeio ao Convento da Penha
Visita à fábrica e loja de chocolates Garoto

E para subir há diferentes trilhas, mas a mais conhecida é a que sai da Rua Xavantes na altura do número 1058, na Praia da Costa, a apenas alguns quarteirões da orla. O acesso é muito fácil, dá para subir fazendo uma caminhada – ok, uma caminhada puxada, mas dá para ser considerada uma trilha fácil. E atrai também quem gosta de atividades mais radicais, como o rapel e o voo de parapente. A seguir, compartilho algumas informações importantes para saber antes de fazer o passeio (e no fim tem um mapinha que mostra a entrada).

Morro do Moreno: dicas e informações

Quantos quilômetros tem a subida?

No total, a subida do Morro do Moreno tem 1,3 km. A parte inicial é pavimentada, depois é terra mesmo, com algumas pedras, partes esburacadas, outras mais planas e outras mais íngremes. A dica é ir pelos cantos, para aproveitar os trechos com sombra e evitar “sustos”, já que alguns ciclistas descem com velocidade. E pelo caminho, cercado pela mata atlântica, há trechos bonitos, com flores, e outros de onde já se tem uma vista incrível.

caminho-morro-do-moreno

Trechos do caminho

Quanto tempo demora?

Essa pergunta não tem uma resposta definitiva porque é algo que depende muito do ritmo e do condicionamento físico de cada um. Na vez mais recente que fui, entre subir e descer foram duas horas – mas com várias paradas para fotografar e filmar, um tempo razoável lá em cima, fora as muitas pausas pra recuperar o fôlego (coisa de quem tem pressão baixa). Eu diria que dá para subir o Morro do Moreno em uns 30 minutos, mas claro que é possível ir mais rápido ou mais devagar.

paisagens-da-subida-morro-moreno

Paisagens e mensagens motivacionais pelo caminho

Qual o melhor horário para subir?

Muita gente gosta de ir no fim da tarde para ver o pôr do sol que, dizem, é belíssimo. Eu já fui uma vez nesse horário, mas o tempo não estava tão aberto. E um ponto negativo é que, para voltar, já vai estar escuro. Em dias mais quentes, o ideal é ir mais cedinho e pegar o sol mais ameno, o que facilita bastante. Mas não há nenhum problema em ir ao longo do dia, já que o acesso está aberto a qualquer hora, embora eu ache perigoso subir o Morro do Moreno à noite. Já durante o dia há sempre bastante movimento, o que deixa o passeio mais seguro e tranquilo – apesar disso, nunca fui sozinha, sempre com uma ou mais pessoas.

distancia-subida-morro-do-moreno

Vamos?

Leia também:
Onde ficar em Vila Velha e em Vitória
Viagem no trem Vitória-Minas

Como tirar foto no balanço?

Recentemente, com a inauguração da Tirolesa do Morro do Moreno (que já foi desativada, depois de um acidente), um novo ponto passou a ser o queridinho de quem gosta de tirar “fotos instagramáveis”: o balanço com o Convento da Penha ao fundo. Logo no começo da subida, tem uma entrada à esquerda – é sinalizada com um portal, então é fácil de ver. Entrando por lá, há uma trilha mais chatinha e mais íngreme, basicamente só de pedras, mas vale a pena. Primeiro se chega a uma pedra bem grande e plana, com uma vista linda. Depois, com mais alguns passos em um caminho curto, se chega até o balanço do Morro do Moreno.

moreno-caminho-vista

Na pedra, antes de chegar ao local do balanço

balanco-morro-do-moreno-como-chegar

Dois momentos no balanço: com vista para o Convento e vista para o mar

E como é a vista lá de cima?

Quem faz esse “desvio” para o balanço, precisa retornar para a trilha principal e continuar o caminho até o topo, de onde a paisagem é espetacular. Este é, sem dúvida, o ponto alto do passeio para subir o Morro do Moreno. Lá de cima, de um lado se vê Vila Velha, toda a Praia da Costa e Itapuã, além de parte da Praia de Itaparica ao fundo. Do outro, a Terceira Ponte e a baía de Vitória. Dá para ver até mesmo o imponente Mestre Álvaro, que fica no município de Serra. Aqui, algumas fotos do Morro do Moreno:

topo-morro-do-moreno

Um pouquinho antes de chegar ao topo

vista-panoramica-vitoria

Já no alto, olhando para Vitória

vista-panoramica-vila-velha

E olhando para Vila Velha

voo-parapente-morro-do-moreno

Voos de parapente com Vila Velha ao fundo

morro-do-moreno-vista-para-vitoria

Mais uma da vista para Vitória

Outras dicas ao subir o Morro do Moreno:

Logo na entrada tem uma barraquinha que vende água, água de coco e salgados. Recomendo comprar uma água e levar com você durante a subida. Lá em cima, na chegada, costumam ter vendedores de picolé, ótimo para repor as energias – mas leve dinheiro, nem todos aceitam cartão ou formas digitais de pagamento. E não há banheiro.

entrada-morro-do-moreno

Logo atrás dessa placa é o local que vende água etc

Filtro solar é indispensável. E, para mulheres, sugiro ir com um top ou mesmo a parte de cima do biquíni, para poder tirar a blusa quando esquentar muito. Também é importante ir de tênis, embora eu já tenha visto gente de chinelo e sandália, mas não recomendo.

E uma curiosidade: Você sabe por que o local tem esse nome? Tudo começou no século XVI, com Vasco Fernandes Coutinho, o primeiro português a chegar ao território onde hoje é Vila Velha. Ele nomeou o colono João Moreno para tomar conta da área do morro que, na época, era um ponto importante de observação das cidades. Assim, passou a se chamar Morro do Moreno.

Depois de descer, fica no fim da Praia da Costa e o mar está pertinho, pode ser uma boa pedida para dar um mergulho e/ou relaxar depois do passeio. A orla tem quiosques e trailers de comida e a região conta também com restaurantes e padarias.

 

 

Conheça meu livro de crônicas "Eu não quero chegar a lugar algum" e entre em contato para adquirir o seu no formato digital ou físico.
Gostou? Compartilhe!Share on Facebook
Facebook
0Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email