Locações de Emily em Paris: mais de 30 lugares que aparecem na série

locacoes-emily-em-paris-serie-netflix

As locações de Emily em Paris, nova série da Netflix, mexem com o coração de qualquer pessoa apaixonada pela cidade. Tipo eu! =) Já comentei algumas vezes que nem sou muito ligada em séries, mas algumas pessoas me mandaram mensagem dizendo que eu ia gostar, que era a minha cara, e resolvi dar uma chance…

A sinopse também me agradou: Emily Cooper (Lily Collins) é uma jovem americana que consegue o trabalho dos sonhos ao ser contratada por uma empresa de marketing em Paris. Ela então deixa Chicago e se muda mesmo sem falar nada em francês. A história gira em torno da vida dela na cidade luz – carreira, amigos, amor, fotos nas redes sociais, desafios e diferenças culturais.

Embora inicialmente eu tenha achado 10 episódios uma quantidade grande, eles pelo menos eram bem curtinhos, em torno de meia hora cada um. Assisti em dois dias. Quem disse que eu ia gostar, estava certo! Quem disse que ia me dar vontade de voltar a Paris, estava certíssimo também! Além de ter tudo a ver com viajar sozinha, o que para nós, mulheres, que viajamos assim, pode ser bastante inspirador!

emily-em-paris-locais-filmagens

Para os franceses, o festival de estereótipos não agradou muito. Entendo o incômodo. Mas eu, que não sou crítica de cinema nem nada, só uma mera espectadora em busca de distração, acho que os estereótipos, clichês e algumas outras coisas do tipo são necessárias para dar a “graça” da história. Que, de toda forma, não passa de uma ficção levinha e descompromissada, daquelas para esvaziar a cabeça – e deixar mais espaço para sonhar com Paris.

Porque não dá para falar da série sem falar nas locações de Emily em Paris. Pelo menos para mim, é algo que faz toda a diferença. Acho que mesmo quem não é louco pela cidade acaba se encantando de alguma forma.

Então listei aqui os lugares que aparecem na série, com direito a mapinha no final para quem um dia, quem sabe, quiser visitar!

Atenção: a partir de agora este texto pode conter alguns spoilers.

32 locações de Emily em Paris

Cenários principais

– Place de l’Estrapade (5° arrondissement)

Praça super charmosinha no Quartier Latin, é onde está o prédio no qual Emily mora. A praça e a parte externa do prédio são locais que aparecem com frequência ao longo da série, mas as cenas do interior do apartamento são de um cenário de gravação.

– Galerie Patrick Fourtin (9 Rue des Bons Enfants, 1° arrondissement)

O escritório da Savoir, empresa na qual Emily vai trabalhar, fica localizado no andar de cima desta galeria, na Place de Valois, pertinho do Louvre. Também trabalham na empresa a chefe Sylvie (Phillippine Leroy-Beaulieu) e os colegas Julien (Samuel Arnold) e Luc (Bruno Goehry).

locacoes-emily-em-paris-escritorio-savoir

Foto: Reprodução/Instagram @galeriefourtin

– Terra Nera (18 Rue des Fossés Saint-Jacques, 5° arrondissement)

É o restaurante onde Gabriel (Lucas Bravo), vizinho de Emily, trabalha como chef. Fica na mesma praça onde ela mora e aparece em diversos momentos – jantar com Mandy, com a equipe do trabalho, entre outros. Na série o nome é Les Deux Compère, mas, na verdade, se chama Terra Nera e é um restaurante italiano.

locacoes-emily-em-paris-restaurante-gabriel

Foto: print do Google Street View

Cenas gerais

– Jardim do Palais Royale (2 Galerie de Montpensier, 1° arrondissement)

É sentada em um dos bancos deste jardim que Emily conhece Mindy (Ashley Park), que se torna sua grande amiga. Elas voltam a frequentar o local e é onde em outro episódio Mindy canta “La vie en rose”.

emily-em-paris-fotos-serie2

Foto: Carole Bethuel/Netflix – Via IMDB

– Pont Alexandre III (8° arrondissement)

A famosa ponte sobre o Rio Sena, considerada uma das mais bonitas da cidade, é o local da gravação do comercial com uma modelo nua, que faz Emily questionar o cliente se seria algo realmente sexy ou sexista.

– Panthéon (Place du Panthéon, 5° arrondissement)

Um lugar histórico, do século XVIII, é onde Emily está quando recebe a ligação do namorado terminando o relacionamento. Aparece apenas na parte externa, como cenário de fundo da cena.

emily-em-paris-lugares-serie2

– Bastilha (Place de la Bastille)

O monumento, que fica no local onde no passado era a Prisão da Bastilha, derrubada na Revolução Francesa, aparece visto da sacada do apartamento onde Mindy mora, quando Emily vai a uma festa organizada pela amiga.

– Jardim de Luxembourg (6° arrondissement)

Para mim, um dos lugares mais bonitos de Paris. É um grande parque público e aparece brevemente na série, em uma cena na qual Emily está praticando corrida. Fica na mesma região do apartamento.

emily-em-paris-locais-filmagens-jardin-luxemburgo

– Palais Garnier/Ópera Garnier (Place de l’Opéra, 9° arrondissement) c

Construído para Napoleão III durante seu reinado no fim do século XIX, é uma casa de espetáculos onde Emily vai assistir à apresentação de balé. Lá ela briga com o cara com quem estava saindo e consegue conversar com o estilista Pierre Cadault (Jean Christophe-Bouvet).

– Monnaie de Paris (11 Quai de Conti, 6° arrondissement)

Fundado em 864, é a casa da moeda mais antiga do mundo em funcionamento contínuo. É onde acontece o leilão beneficente em prol da organização Amigos Americanos do Louvre (que existe de verdade), na cena em que Emily usa o vestido que será leiloado e paga um mico com a “intervenção artística”. E, depois, na parte externa, o desfile surpresa de Pierre Cadault.

emily-em-paris-fotos-serie3

Foto: Carole Bethuel/Netflix – Via IMDB

– Place Dalida (Rue Girardon com Rue l’Abreuvoir, 18th arrondissement)

Nesta praça, em Montmartre, é colocada a cama, como parte da ação digital de uma marca de colchões, por sugestão de Emily, para que as pessoas possam passar, tirar suas fotos e marcar a empresa. Tem a Basílica de Sacré–Cœur ao fundo.

Leia também:
Livros para ir a Paris sem sair de casa
Cenários de filmes em Paris que amei ver de perto
O que fazer de graça em Paris: 14 atrações

– Rue De L’abreuvoir (18th arrondissement)

Também em Montmartre, mas na cena em que Emily e Mindy passeiam pelo bairro. A amiga se refere ao local como “ruelle qui va au bout” (rua que leva ao fim) e diz que é a rua mais bonita de Paris.

– Pont des Arts (6° arrondissement)

A“ponte do amor”, famosa pelos muitos cadeados colocados por casais apaixonados, aparece brevemente quando Emily está em uma chamada de vídeo com sua antiga chefe, Madeleine (Kate Wals) e é surpreendida por um homem que quer urinar.

emily-em-paris-locais-filmagens-ponte-arts

Galerias e museus

– Atelier des Lumières (38 Rue Saint-Maur, 11° arrondissement)

Uma das galerias mais novas de Paris, aberta em 2018, é onde Emily vai com Gabriel e Camille (Camille Razat) ver a exposição Starry Night, de Van Gogh. Essa exposição parece ser maravilhosa e ficou em cartaz em Paris até janeiro de 2020. Desde então, está rodando o mundo.

– Musée des Arts Forains (53 Avenue des Terroirs de France, 12° arrondissement)

Um museu com objetos de parques de diversões (maior acervo da Europa), é onde acontece a festa da Fourtier com a atriz Brooklyn Clark (Carlson Young), que está usando um relógio caríssimo – pelo qual Emily está responsável.

Restaurantes

– Boulangerie Moderne Rabineau (16 Rue des Fossés Saint-Jacques , 5° arrondissement)

Também perto do prédio, na mesma praça, é nessa padaria que Emily experimenta pela primeira vez o “pain au chocolat”. Para ilustrar, o momento da minha primeira vez em Paris, comendo pain au chocolat!

emily-em-paris-lugares-serie

– Le Grand Véfour (17 Rue du Beaujolais, 1° arrondissement)

Um dos restaurantes mais antigos de Paris – existe desde 1784 e foi frequentado por Napoleão Bonaparte. É também um dos mais conceituados, com duas estrelas Michelin. É lá que Emily faz uma reserve para um jantar de trabalho, mas se confunde com as datas e eles não conseguem entrar.

– Le café de la nouvelle Marie (19 Rue des Fossés Saint-Jacques, 5° arrondissement)

Fica no Quartier Latin, perto do prédio de Emily, e é um dos lugares onde ela e Mindy se sentam para tomar um café em uma das cenas (são muitos encontros entre elas em diferentes lugares).

– La Maison Rose (2 Rue de l’Abreuvoir, 18° arrondissement)

Em Montmartre, considerado um dos cantinhos mais “instagramáveis” de Paris, aparece na cena de um jantar de Emily e Mindy.

– Les Deux Stations (131 Boulevard Exelmans, 16° arrondissement)

Mais um encontro de Emily e Mindy, elas foram neste bar para tomar uns bons drinks.

– Ralph’s (173 Boulevard Saint-Germain, 6° arrondissement)

Restaurante da marca Ralph Lauren, famoso por servir comida americana. É onde Emily se encontra com a líder da organização Americanos Amigos do Louvre e fica feliz por poder lanchar um hambúrguer.

restaurantes-emily-em-paris-ralphs

Foto: Reprodução/Instagram @ralphs.restaurant

– Lulu La Nantaise (67 Rue de Lancry, 10° arrondissement)

É onde acontece o embaraçoso jantar de Emily e Thomas juntos com Gabriel e Camille. No cardápio, uma saborosa torta de climão.

– Café de Flore (172 Boulevard Saint-Germain, 6° arrondissement)

Café famosíssimo, frequentado por Simone de Beauvoir e Jean Paul Sartre e, por isso, um dos mais procurados por turistas. Aparece na série como o local onde Emily conhece o professor Thomas (Julien Floreancig ) – na cena ele conta a história do local.

serie-emily-em-paris-locacoes3

Foto: Reprodução/Instagram @cafedeflore_paris

– Le Flore en l’Île (42 Quai d’Orléans, 4° arrondissement)

É onde Emily está em uma das mesas externas quando encontra seu colega de trabalho Luc, que se senta com ela e eles conversam sobre o estilo de vida de franceses e americanos, especialmente em relação à vida profissional.

– Café De L’Homme Trocadéro (17 Place du Trocadéro, 16° arrondissement)

Fica no terraço, com uma vista incrível da Torre Eiffel, que aparece iluminada durante a noite do evento da Maison Lavaux, marca de perfumes que é cliente da empresa na qual Emily trabalha. É quando ela conhece Antoine (William Abadie), executivo da marca.

Não conheço o local, mas a vista (foto que abre este texto) é semelhante a esta da Place du Trocadéro (para mim, é de onde se tem a vista mais bonita da Torre).

emily-em-paris-torre-eiffel

Hotéis

– Hôtel Plaza Athénée (25 Avenue Montaigne, 8º arrondissement )

Hotel luxuoso onde a atriz Brooklyn Clark fica hospedada e onde Emily vai para resolver algumas coisas com ela. Fica perto da Champs-Élysées. A título de curiosidade, uma diária neste hotel pode custar a partir de 1mil dólares (o equivalente hoje a mais de 5 mil reais).

– Hôtel d’Evreux (Place Vendôme, 1º arrondissement )

O local é onde acontece o evento da marca de maquiagens Durée para influenciadores digitais. Emily vai como convidada e tenta convencer a marca a se tornar cliente da empresa na qual trabalha. A coluna que aparece ao fundo na conversa dela com a executiva é a Colonne Vendôme, um monumento histórico da cidade.

emily-em-paris-fotos-serie1

Foto: Carole Bethuel/Netflix – Via IMDB

Leia também:
Hostel bom e barato em Paris para se hospedar pagando pouco
Hospedagem em Paris com vista para a Torre Eiffel

Fora de Paris

– Château de Sonnay

Propriedade rural que na série ganhou o nome de Château de Lalisse. No único episódio que se passa fora de Paris, Emily viaja para conhecer a região onde a família de Camille tem uma pequena produtora de bebidas. Fica localizado a cerca de 3h de Paris.

locacoes-emily-fora-de-paris-casa-camille

Foto: Reprodução/Site Chateau de Sonnay

Pontos turísticos famosos

Não há nenhuma cena específica das locações de Emily em Paris nos principais pontos turísticos como a Torre Eiffel, o Arco do Triunfo, o Louvre ou o Sacré–Cœur.

Mas são lugares sempre presentes nas imagens gerais de transições entre uma cena e outra ou em situações diversas.

– Torre Eiffel (Champ de Mars, 7° arrondissement): símbolo máximo da cidade, sempre deixa qualquer turista encantado.

– Arco do Triunfo (Place Charles de Gaulle, 8° arrondissement): outro monumento turístico muito conhecido, também aparece algumas vezes.

– Museu do Louvre (Rue de Rivoli, 1° arrondissement): museu mais visitado do mundo e mais um ícone da cidade, não lembro se chega a aparecer, mas é citado algumas vezes, como na ação da marca de colchões.

– Basílica de Sacré–Cœur (35 Rue du Chevalier de la Barre, 18th arrondissement): símbolo do bairro de Montmartre, fica localizada no alto e aparece nas cenas no bairro.

Alguns desses lugares já tive a oportunidade de poder conhecer nas duas vezes em que estive em Paris. E foi uma delícia rever!

 

Das locações de Emily em Paris que queria listar, só não consegui descobrir a floricultura onde Emily conhece Camille (mas é bem na praça perto de onde ela mora) e a casa noturna onde Mindy vai à uma festa com as amigas e canta lindamente Chandelier. As demais estão todas marcadas aqui neste mapinha.

Mapa das locações de Emily em Paris

E para matar a saudade ou aumentar a vontade, finalizo deixando o trailer com imagens de algumas cenas e locações de Emily em Paris!

Com informações do Yahoo, Mirror, Ophra Mag e outros sites internacionais.
Foto principal: Reprodução/Instagram @emilyinparis

Não se esqueça dos parceiros do "Mariana Viaja" ao organizar sua viagem!
- Encontre e reserve sua hospedagem em qualquer lugar do mundo pelo Booking sem pagar nada a mais por isso! - Em destinos internacionais o seguro é obrigatório, compare preços pela Real Seguros e escolha o que melhor te atende. - Para estar com internet no celular durante toda a viagem, mesmo fora do Brasil, adquira um chip da EasySim4u. - Vai viajar sozinha? Baixe o ebook com dicas que vão te ajudar no planejamento!
Gostou? Compartilhe!Share on Facebook
Facebook
0Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email