O que fazer em casa: minhas dicas de leitura

o-que-fazer-na-quarentena-dicas-de-leitura

Quando a questão é o que fazer na casa, já que estamos em quarentena devido à pandemia do coronavírus, muita gente tem divulgado dicas de leitura. Afinal, esta é mesmo uma ótima forma de se abrir para o mundo, especialmente quando ninguém mais pode sair por aí.

Nos blogs de viagem o mais comum tem sido ver sugestões de livros para viajar sem sair de casa – isso eu sempre compartilhei por aqui, seja por falarem sobre viagens ou por se passarem em alguns destinos, além de outros voltados para o empoderamento feminino. Por isso a ideia agora é apenas compartilhar minhas leituras na quarentena.

Como já disse outras vezes, os livros sempre foram minhas melhores companhias em todas as épocas. Ficar em casa com uma boa leitura sempre foi uma das minhas formas preferidas de lazer. E agora então, estou mais frenética do que nunca! Além de livros que eu já tinha e estavam na estante aguardando a vez, aproveitei que várias editoras estão liberando exemplares digitais gratuitamente e baixei vários. Outra opção é ver nas livrarias virtuais que também estão com vários livros para download gratuito.

Leia também:
Livros com histórias de mulheres pelo mundo
Livros para ir a Paris sem sair de casa
Livros escritos por mulheres: 12 sugestões

O que estou lendo?

Eu sou eclética e aberta a novidades, não sou uma pessoa que considera determinados gêneros ou autores como uma literatura “maior” ou “menor”. Livro bom, pra mim, é livro que me toca, seja porque me fez refletir sobre algumas coisas, porque me fez viajar a lugares diferentes ou mesmo porque me fez relaxar. Depende do que eu estou a fim no momento: pensar na vida ou esquecer da vida?

Então compartilho aqui com vocês a lista com minhas dicas de livros que li/estou lendo neste atualmente Tenho postado sempre nos stories do Instagram também e, como ainda teremos um longo período pela frente, vou atualizando aqui na medida em que novos livros forem lidos.

Dicas de leitura na quarentena

Os homens explicam tudo para mim, de Rebecca Solnit

Já tinha começado e aproveitei para terminar. Só o título já diz tudo, né? Quem é mulher bem sabe. Gostei bastante no começo, depois ficou meio arrastado, mas é bem interessante, são situações que ela viveu e outras mais gerais dentro do movimento feminista.

Elza, de Zeca Camargo

Mergulhei completamente nesta biografia da cantora Elza Soares. Que história! Que mulher! E o texto do Zeca leva a gente de uma forma tão boa, percorrendo de um jeito leve cada passo dado por essa mulher que sofreu tanto até chegar onde chegou. Eu já sabia um pouco da vida dela, mas foi lindo conhecer mais de suas memórias, romances, tragédias, conquistas, família e carreira.

Ideias para adiar o fim do mundo, de Ailton Krenak

Outro que eu mergulhei e saí fascinada. Já tinha ouvido falar do autor, que é um líder indígena e ambientalista, mas muito por alto. Aí apareceu para mim como sugestão, gostei do título e a cada página fiquei encantada com cada palavra sobre a humanidade, a sociedade, o capitalismo, a história, tudo muito incrível. Quero ser amiga dele!

Todos contra todos, de Leandro Karnal

Já conheço o Karnal de outras obras e também vídeos na internet e gosto muito das colocações dele. Com o livro não foi diferente. Ele faz um panorama histórico até os dias atuais, mostrando como o ódio e o preconceito se dão, especialmente em tempos de internet.

A pequena livraria dos corações solitários, de Annie Darling

Livro fofinho, leve, bom para dar uma desanuviada na cabeça. Se passa em Londres, onde uma jovem herda uma livraria – e eu adoro livros que têm a literatura como parte da história. É uma história de amor (como o próprio título sugere) e descobri que é o primeiro de uma série que tem outros três livros. E já fui atrás deles, claro!

“Amor verdadeiro na livraria dos corações solitários”, “Loucamente apaixonada na livraria dos corações solitários” e “Um beijo de inverno na livraria dos corações solitários” dão continuidade à série do primeiro. Cada um deles é protagonizado por uma das funcionárias da livraria, que no primeiro livro são só coadjuvantes. Gostei muito de todas as histórias, todas no mesmo estilo levinho e gosto de ler.

Amor verdadeiro na livraria dos corações solitários

Loucamente apaixonada na livraria dos corações solitários

Um beijo de inverno na livraria dos corações solitários

O amanhã não está à venda, de Ailton Krenak

Depois que li o primeiro, que já citei aqui, divulguei no Instagram e me indicaram este outro estava com download gratuito. Na verdade é um ensaio bem curto, menos de 10 páginas, escrito já nesse período da pandemia e falando sobre as mudanças no mundo. Ótimo.

Um caminho para a liberdade, de Jojo Moyes

Baseado em fatos reais, conta a história de uma biblioteca itinerante comandada apenas por mulheres no interior dos Estados Unidos na década de 1930. Os caminhos delas se cruzam e por meio dos livros cada uma delas descobre a força do conhecimento e da liberdade. No início demorei a engrenar, mas depois me ganhou e fui no embalo até o fim, maravilhoso.

Minha história, de Michelle Obama

A ex-primeira dama dos Estados Unidos relembra fatos marcantes da sua vida, da infância em Chicago, passando pela vida em família e a vida profissional como advogada, o casamento, até chegar à Casa Branca e se tornar uma importante porta-voz das mulheres no mundo todo. A cada página aumentava minha admiração e minha vontade de ser amiga dela (rs). Que mulher incrível. Na sequência, vi o documentário de mesmo nome na Netflix.

Por quem os sinos dobram, de Ernest Hemingway

Fazia um tempinho que queria ler e comecei, mas acabei deixando, intercalando com outros, porque embora tenha gostado e tenha feito muito sentido para o momento (se passa em um período guerra), talvez exatamente por isso eu tenha preferido deixar para dias melhores. Vamos ver…

via GIPHY

Na fila, porque a quarentena infelizmente ainda vai durar:

A deliciosa história da França, de Stéphane Hénaut e Jani MitchellAcabei de começar; mistura história, gastronomia e esse país que eu amo que é a França.

O sol é para todos, de Harper Lee Um clássico, fala sobre racismo, tolerância justiça e injustiça. Já ouvi falar super bem e acho que vou gostar.

Posso pedir perdão, só não posso deixar de pecar, de Fernanda Young primeiro livro escrito por ela, aos 17 anos, e publicado depois de sua morte, em 2019.

O menino que sobreviveu, de Rhiannon Navin Parece ser bem bonito, mas tenho receio de ser triste, já que conta de um tiroteio numa escola e a vida dos sobreviventes depois disso.

Paris é uma festa, de Ernest Hemingway – Publicado depois de sua morte, tem relatos sobre o período em ele morou em Paris, aos 22 anos.

Por falar em literatura… Eu não podia encerrar sem lembrar que disponibilizei meu livro, Eu não quero chegar a lugar algum no formato digital por 15 reais. Então é uma opção para quem está buscando sugestões de leitura para a quarentena. É só entrar em contato comigo! Saiba mais sobre ele neste texto.

via GIPHY

PS: sem pressão para ler! Talvez você não esteja conseguindo ler nada nesta quarentena e não tem problema nenhum nisso, não é uma competição de quem lê mais, quem vê mais filmes, quem maratona mais séries ou quem faz mais cursos online…

Nenhuma dica de leituras ou de qualquer outra dica do que fazer em casa vale para todo mundo. É um momento complicado, diferente, cada um está passando por ele de uma forma. Não se cobre produtividade nem metas nem nada disso. Pense apenas no que faz bem para você!

Mais dicas do que fazer em casa: receitas simples, fáceis e práticas

 

Foto principal: Imagem de Pexels por Pixabay

Não se esqueça dos parceiros do "Mariana Viaja" ao organizar sua viagem!
- Encontre e reserve sua hospedagem em qualquer lugar do mundo pelo Booking sem pagar nada a mais por isso! - Em destinos internacionais o seguro é obrigatório, compare preços pela Real Seguros e escolha o que melhor te atende. - Para estar com internet no celular durante toda a viagem, mesmo fora do Brasil, adquira um chip da EasySim4u. - Vai viajar sozinha? Baixe o ebook com dicas que vão te ajudar no planejamento!
Gostou? Compartilhe!Share on Facebook
Facebook
0Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email