Sozinha em Nova York – o que fazer em uma semana na cidade

Além das dicas do que fazer em Nova York, que listei neste texto, quero falar também da experiência de viajar sozinha para a cidade. Costumo dizer que ninguém está sozinho em Nova York. Ou todo mundo está sozinho. Depende do ponto de vista. Fato é que a cidade que nunca dorme tem gente nas ruas o tempo todo, gente de todos os estilos, de todas as tribos, e atrativos para todo mundo.

Por ser essa grande metrópole, tão cosmopolita, com tanta pluralidade, é super natural que tenham mulheres viajando sozinhas e, por isso, dificilmente a gente se sente deslocada. Ninguém vai olhar torto, ninguém vai questionar… Aliás, ninguém vai nem notar. Me senti tranquila e segura, consegui fazer muitos passeios ótimos.

E por falar em passeios… é impossível fechar uma lista ou roteiro porque há muita coisa. Muita coisa mesmo! Mas em uma semana dá para conhecer o principal. Vem comigo!

Leia também:
Quanto custa viajar para Nova York?
Dicas e informações do metrô de NY

O que fazer em Nova York

Gosto de colocar lugares próximos no mesmo dia, assim consigo fazer o máximo possível de coisas à pé e gasto menos tempo em deslocamentos. Compartilho aqui meu roteiro de sete dias em Nova York.

Dia 1 – Brooklyn

o-que-fazer-em-nova-york-brooklyn

No primeiro dia, como cheguei à tarde e cansada, só fiz um passeio ao Porto do Brooklyn, um lugar aberto e bem gostoso. Tem vista para Manhattan, para a Estátua da Liberdade bem ao longe, e o pôr do sol visto de lá é incrível. Outra opção é atravessar a Brooklyn Bridge.

Como eu estava hospedada no Brooklyn, foi a opção mais simples para o fim do dia. Mas tudo vai depender de onde você está e como cada passeio se encaixa no seu roteiro.

 

Dia 2 – Times Square e região

No segundo dia fui direto para a Times Square! Coração da cidade, não dá para não ir. Aquela mistura louca de cores, luzes, lojas, pessoas… Depois fui à Biblioteca Pública, ao Bryant Park, à Grand Central Station, à igreja St. Patricks Cathedral e passei pelas esculturas Love e Hope.

Fechei o dia no Rockefeller Center para subir ao Top of The Rock. A vista é linda, de um lado o Central Parque e do outro a cidade com destaque para o Empire State Building.

o-que-fazer-em-nova-york-top-of-the-rock

Acho que a região da Times Square é uma boa opção para começar os passeios em Nova York, para já ter esse primeiro contato com tudo o que é a cara da cidade e depois partir para outros programas.

 

Dia 3 – Estátua da Liberdade e Memorial 9/11

Por mais clichê que seja para alguns, eu não consigo falar do que fazer em Nova York sem falar da Estátua da Liberdade. No terceiro dia fiz este que considero o passeio mais clássico de todos.

O trajeto é de barco, saindo do Battery Park (comprei na hora mesmo, só chegar um pouco mais cedo). E passa também pela Ellis Island, onde tem o Museu do Imigrante e é possível descer e conhecer.

o-que-fazer-em-nova-york-estatua-liberdade

Do Battery Park, ponto de chegada e partida, dá para andar até distrito financeiro de Wall Street – não se esqueça de passar a mão nos testículos do touro de bronze, dizem que dá sorte e dinheiro (infelizmente não posso confirmar rs).

E não muito longe está a igreja Trinity Church e o Memorial 9/11 em homenagem às vítimas do atentado às torres gêmeas. No mesmo local está o novo edifício One World Observatory e o Museu 9/11.

Leia também:
Conhecendo o Memorial 11 de setembro
Murais de Eduardo Kobra em NY

 

Dia 4 – ONU, High Line e Broadway

No quarto dia teve um programa diferente que recomendo muito: a sede da ONU. De lá fui ao High Line, comecei mais ou menos na metade e fui descendo até a ponta.

Como estava perto da região onde fica a casa da Carrie Bradshaw, da série Sex and the city, onde gravavam as cenas externas da personagem, dei uma passadinha.

Leia também:
Visita guiada à ONU em Nova York

o-que-fazer-em-nova-york-onu

O prédio de Friends fica próximo também, mas não fui. Ah, e uma passada na Magnolia Bakery (tem várias espalhadas pela cidade) para comer um ou dois cupcakes.

Para a noite, a dica é assistir a um espetáculo da Broadway. Vale sempre comprar ingressos com antecedência antes mesmo de ir, porque a maioria costuma ficar lotado e esgotar rápido.

Dia 5 – Museus

O quinto dia foi para os museus. Escolhi ir ao MET (Metropolitan) e ao MoMA (Museu de Arte Moderna). São maravilhosos e também enormes, então é bom ir com tempo.

Fiz um pela manhã e outro à tarde. Tem também o Museu de História Natural, o Gugenhein e muitos outros.

Leia no blog Viajoteca:
Museus em Nova York de graça

o-que-fazer-em-nova-york-museus

Dia 6 – Central Park

No sexto dia fui ao Central Parque. Não dá para conhecer tudo e nem acho legal deixar em um dia só. Melhor escolher diferentes trechos de interesse em dois ou três dias e conhecer com calma.

Eu já tinha passado por lá outras vezes e, ainda assim, ficou faltando ver muita coisa que eu gostaria. Outro passeio legal é pegar o Bondinho para a Roosevelt Island.

o-que-fazer-em-nova-york-central-park

Dia 7 – Bate e volta a Washington

No meu último dia fiz um bate e volta para conhecer Washington. É puxado, são umas três horas de trem ou quatro de ônibus. E muita andança para conhecer alguns lugares em pouco tempo. Mas se estiver disposta e se for um passeio que te interessa, acho que vale fazer.

Leia também:
Bate e volta de NY a Washington

o-que-fazer-em-nova-york-bate-volta-washington

Viajando Sozinha para Nova York

Como comentei lá no início, é meio que impossível se sentir deslocada, é tudo muito tranquilo, seguro, ninguém te observa ou nota que você está sozinha. Eu particularmente me sinto bem viajando sozinha para cidades maiores, acho que acaba sendo mais tranquilo.

Claro que depende muito do gosto e do estilo de cada pessoa e eu sei também que viajar para Nova York nem sempre cabe no bolso (eu peguei uma época de dólar baixo, passagens baratas e tinha recebido o dinheiro de um prêmio, então acabou dando tudo certo). Mas, tendo a oportunidade, eu acho muito válido.

Leia também:
Relatos meus e mais mulheres viajando sozinhas

Não gosto de dizer “tem que ir” e nem acho que tem mesmo, mas é uma daquelas viagens que marcam quem viaja sozinha. Você volta preparada para qualquer outro lugar. Ou, como já dizia Sinatra: If I can make it there, I’ll make it anywhere – It’s up to you!

o-que-fazer-nova-york-viajando-sozinha1

Lojas e comprinhas

Já ia me esquecendo de falar das comprinhas, logo elas, que estão sempre na lista do que fazer em Nova York! Entre uma coisa e outra, isso em qualquer dia, dá para encaixar outras coisas também.

São várias construções, mercados, lugares para comer, lugares ao ar livre, sem falar nas muitas lojas famosas: MM’s, FAO Shwarks, Disney, Macys (considerada a maior loja do mundo), Apple, Century 21, Forever 21, B&H, 5a Avenida toda…

]á para listar suas preferidas, ver as localizações e ir colocando no roteiro. Eu não sou muito de comprar, mas entrei em várias só mesmo para conhecer. Só nas farmácias, tipo Wallgreens, que acabei comprando algumas coisinhas básicas.

Leia também:
Programas gratuitos ou baratinhos em NY
10 clichês de Nova York que ninguém resiste

Onde ficar em Nova York

Eu fiquei na casa de uma amiga que morava lá na época (fui em 2015), no Brooklyn. O bairro é uma boa opção porque tem preços mais em conta que em Manhattan e, de metrô, o acesso é bem fácil a tudo e relativamente rápido, então pode ser um bom custo benefício especialmente para quem vai viajar sozinha. Além de ser um local super charmoso e cada vez mais em alta entre os turistas.

Antes de viajar, reserve sua hosepedagem pelo Booking!

    
        Booking.com

Mas mesmo em Manhattan dá para encontrar hostels que não tenham preços muito exorbitantes. Pelo Booking dá para pesquisar hospedagem em Nova York. Lembrando que, com antecedência e fora de períodos de alta temporada, há mais chances de fazer um bom negócio.

Mostrei alguns desses pontos turísticos e dicas para quem quer saber o que fazer em Nova York em um dos vídeos da segunda temporada do “Álbum da Mariana”, programinha no qual mostro fotos de lugares que visitei. Assista e aproveite para já se inscrever no canal e não perder as novidades.

Antes de viajar para o exterior, não se esqueça de fazer o seguro!
Seguro viagem america do norte 728x90

 

Conheça meu livro de crônicas "Eu não quero chegar a lugar algum" e entre em contato para adquirir o seu no formato digital ou físico.
Gostou? Compartilhe!Share on Facebook
Facebook
0Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email