Produtos para quem ama Minas Gerais: roupas, decoração, livros e mais

produtos-para-quem-ama-minas-gerais

“Minas em mim: Minas comigo. Minas.” A frase é de Guimarães Rosa, encerrando um texto de 1957 no qual faz uma declaração de amor ao estado. Mas tenho certeza que poderia ser de qualquer mineiro, cês não acham? E tenho certeza também que todos vão gostar desta listinha de produtos para quem ama Minas Gerais.

Continuando com Guimarães, no mesmo texto: “De que jeito dizê-la? MINAS: patriazinha. Minas — a gente olha, se lembra, sente, pensa. Minas — a gente não sabe.”

A gente não sabe. Mas a gente tenta, uai. Aqui tem um tanditrem pra ajudar: camisetas, quadros, enfeites para a casa, canecas, bolsas, entre outros, além de livros e filmes que se passam no estado. E um tiquim de história também!

Leia também:
10 destinos imperdíveis em MG
Letreiro “I am mineiro” em BH

Produtos para quem ama Minas Gerais – Camisetas

O desbravamento na região começou no século XVI, quando os bandeirantes buscavam ouro e pedras preciosas. Com o tempo, se tornou um importante centro econômico da colônia, foi rapidamente sendo povoado e seguiu crescendo. Em 1720 formou uma capitania própria, tendo completado 300 anos de fundação em dezembro de 2020.

Toda a história faz com que o povo mineiro tenha grande orgulho de suas raízes, do seu sotaque, da comida que é das melhores do mundo, sim. E isso pode ser demonstrando usando algumas camisetas. Ópcevê!

Liberdade, Igualdade & Mineiridade, da Uai Soul

Geraes, da linha Milton Nascimento para Chico Rei

Born to be Uai, da Cria de Minas

Trem bão é coisa boa, da Bendizê

O que significa trem, da Uai Soul

Meu país Minas Gerais, da Chico Rei

As fases do pão de queijo, Compre do Pequeno

UAI, da Cupertino Store

Produtos para quem ama Minas Gerais – Canecas

No século XVIII a produção de ouro começou a cair e a economia da região passou a girar em torno das grandes fazendas, avançando com o advento da produção e exportação de café. Logo a cafeicultura se transformou na principal atividade, o que ajudou ainda mais no povoamento e no desenvolvimento da infra-estrutura de transportes.

Para quem não abre mão de um bom um cafezim – ou mesmo para aqueles que, como eu, preferem o leite – as canecas não podem faltar!

Caneca mágica orgulho mineiro

Trem no coração, da Companhia da Sublimação

Uai, da Deco House

Minas são muitas, da Companhia da Sublimação

Leia também:
Viagem no trem Vitória-Minas

Produtos para quem ama Minas Gerais – Enfeites e objetos

Antes da cafeicultura se firmar, quando a produção de ouro começou a cair, em meados do século XVIII, Portugal criou formas mais rígidas para arrecadar impostos. E isso resultou no mais conhecido movimento político e histórico da região, a Inconfidência Mineira.

Com a participação de proprietários rurais, intelectuais, clérigos e militares, tinha como objetivo era romper as relações entre a colônia e a metrópole. O movimento inspirou a bandeira de Minas Gerais, símbolo maior do estado e presente em muitos itens de decoração.

Pôster adesivado bandeira Minas Gerais

Caderninho de anotações trio mineiro, da Chico Rei

Porta treco Queijo & Goiabada, da Uai Soul

Quadro Gosto Mineiro, da Pendure

Pôster Ouro Preto, da Chico Rei

Quadro Mapa de Minas Gerais, da Urban Arts

Porta trem caça palavras, da Uai Soul

Ecobag Raiz de Minas, da Chico Rei

Almofada UAI, da Colab 55

Leia também: 
Presentes para quem gosta de viajar

Produtos para quem ama Minas Gerais – Livros e filmes

Ao longo do tempo a economia mineira passou por mudanças estruturais. Com grandes investimentos, foi possível reverter a perda de posição no contexto nacional.

Hoje Minas é um dos principais estados do país, bem desenvolvido, mas com cidades históricas que preservam o estilo passado, cidades pequenas onde a simplicidade permanece e, mesmo nas maiores, se mantém o jeitim de interior. Há muitos livros, filmes e músicas que se passam em diferentes lugares e/ou que contam parte dessas histórias…

Grande sertão, veredas, Guimarães Rosa

Considerado uma das obras fundamentais da literatura brasileira, se passa no sertão brasileiro, em área que abrange parte de Minas e parte da Bahia.

O encontro marcado, Fernando Sabino

Na pacata Belo Horizonte dos anos 40 e 50, conta a história do jovem escritor Eduardo Marciano e seus amigos, na  procura de si mesmo e da verdadeira razão de sua vida.

Os sonhos não envelhecem: histórias do Clube da Esquina, Márcio Borges

Sobre os mineiros que romperam fronteiras com sua arte. O livro reconstrói a história do país nos últimos anos a partir das lembranças dos meninos que um dia se encantaram com a música.

Olhos d’água, Conceição Evaristo

A pobreza e a violência urbana que fizeram parte da vida da escritora, nascida em uma favela de Belo Horizonte, em um livro de contos ficcionais e poéticos que se entrelaçam.

Romanceiro da Inconfidência, Cecília Meirelles

Coletânea de poemas que conta a História de Minas desde o século XVII (início da colonização) até o fim do século XVIII (Inconfidência Mineira).

Cozinha mineira: 50 pratos típicos preparados por chefs

Melhores comidas do mundo, falo com tranquilidade. Para quem gosta de cozinhar, o livro tem receitas simples e fáceis escolhidas por grandes chefes.

Laços – Turma da Mônica

Poços de Caldas, no sul do estado, foi o cenário para o filme, representando o fictício bairro do Limoeiro. Na história, Cebolinha conta com os amigos Cascão, Mônica e Magali para encontrar seu cachorro, Floquinho, que está desaparecido.

Uma onda no ar

Baseado na história real da Rádio Favela. Os amigos Jorge, Brau, Roque e Zequiel vivem em uma favela de Belo Horizonte e sonham em criar uma rádio para ser a voz do local.

Batismo de sangue

Tem no elenco grandes nomes como Caio Blat, Daniel de Oliveira, Cássio Gabus Mendes. E conta a história de cinco frades que foram presos e torturados por lutarem contra a ditadura militar.

O Menino Maluquinho – Ziraldo

Clássico infantil do mineiro Ziraldo, o livro virou filme, com cenas gravadas em Belo Horizonte e em Tiradentes. Um garoto esperto e inteligente, mas nota zero em comportamento, aprontava muito com os amigos.

Skank – Ao vivo no Mineirão

Uma das principais bandas do cenário musical mineiro, o Skank lançou em 2010 o registro de um show realizado no estádio do Mineirão, disponível em DVD e Blu-Ray. Mais a cara do estado, impossível.

Vinil Clube da Esquina – Milton Nascimento e Lô Borges

Mas nunca que eu ia fechar esta lista sem citar dois dos meus mineiros preferidos, além deste disco que tem algumas das minhas músicas preferidas, como Um girassol da cor do seu cabelo, Clube da Esquina 2, Paisagem da Janela, trem azul e outras.

Perambulando pelas estradas e cidades mineiras a gente encontra muito mais produtos para quem ama Minas Gerais. Bão dimai, né! Estes são alguns que estão à venda pela internet e que podem ser uma forma de matar a saudade e mostrar o orgulho do estado. Ou, citando novamente Guimarães Rosa, “Aí está Minas: a mineiridade.”

Para ler ouvindo:

* Fotos reproduzidas dos respectivos sites das marcas.
* Informações históricas do site https://www.mg.gov.br/conheca-minas/historia

Conheça meu livro de crônicas "Eu não quero chegar a lugar algum".
E entre em contato para adquirir o seu no formato digital ou físico.
Gostou? Compartilhe!Share on Facebook
Facebook
0Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email