Panela de barro é um símbolo do Espírito Santo e essencial na moqueca capixaba

panelas-de-barro-espirito-santo-moqueca-capixaba

A moqueca capixaba é o prato típico do Espírito Santo. A receita mistura elementos das culturas indígena, portuguesa e africana, o que faz com que seja considerada uma das principais da culinária brasileira. Mas, além de peixe, coentro, azeite, urucum e outros ingredientes, tem um item essencial que faz toda a diferença no preparo: a panela. Sim! Para que uma moqueca capixaba seja legítima, ela precisa ser feita em uma panela de barro legítima.

A tradição das panelas de barro do Espírito Santo vem dos índios que viviam na região bem antes de Cabral e sua turma chegarem ao Brasil. E a atividade, predominantemente feminina, se mantém até hoje, passada de geração em geração há mais de 500 anos, o que fez com que as paneleiras se tornassem um dos principais símbolos da identidade capixaba.

A prática tem características únicas e o ofício das panelas de barro do Espírito Santo é reconhecido como o primeiro Bem Cultural de Natureza Imaterial do Brasil e tombado como Patrimônio Cultural Brasileiro pelo IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional).

Acompanhe o blog também no Facebook!

Como são feitas as panelas de barro no ES

Em Vitória a produção acontece no galpão das Paneleiras de Goiabeiras, cooperativa localizada à beira de um manguezal, onde dezenas de famílias trabalham fazendo artesanalmente as famosas panelas. É uma dica de passeio diferente e bem interessante (e gratuito!) para quem viaja ao estado.

Em uma visita ao galpão das Paneleiras de Goiabeiras é possível acompanhar cada etapa do processo, conversar com as artesãs, comprar por um preço bem mais em conta que em outros lugares e até mesmo fazer sua própria panela de barro – para isso é preciso agendar previamente pelo telefone (27) 3327-0519. Logo na entrada, uma panela gigante chama a atenção! Por dentro, vários estandes.

panelas-de-barro-espirito-santo-galpao-paneleiras-goiabeiras

A argila, extraída pelos homens, no Vale do Mulembá, no bairro Joana D’Arc, e vendida às paneleiras, fica toda em um canto do galpão. Lá, cada artesã vai pegando sua parte, levando para seu estante, onde então é feita a modelagem, amassando a argila com água e fazendo tomar forma de panela. Quando pronta, é a hora de colocar para secar.

Depois Já seca, é feita a raspagem com pedra ou faca, para deixar mais lisa e melhorar o formato. Então acontece a pintura, com tinta natural extraída da casca de uma árvore do manguezal.

Por fim, é feita a queima – há um espaço externo próprio para isso bem em frente ao galpão. E o último polimento, deixando as panelas prontas para serem utilizadas.

Aí é só separar os ingredientes e preparar sua moqueca. Vamos à receita!

Receita de Moqueca Capixaba

Ingredientes: 1kg e ½ de peixe (badejo, dentão, robalo, papa-terra, namorado ou xerne); 3 maços de coentro; 1 cebola média; 3 dentes de alho; 4 tomates; pimenta malagueta; 3 limões; azeite de oliva; urucum; óleo de soja ou algodão; sal fino.

Modo de preparo:

Limpe o peixe, corte em postas, lave com limão e deixe descansar. Separadamente, soque os dentes de alho com a cebola, a pimenta, um pouco de coentro e o sal.

Esfregue um pouco de óleo (duas colheres) e de azeite (uma colher) no fundo da panela de barro. Despeje a mistura socada (alho e etc), passando também no fundo. Coloque as postas de peixe e, em seguida, nesta ordem, o restante do coentro, tomate, cebola, pimentas amassadas, um pouco de azeite e suco de limão.

Deixe descansar por 20 minutos a 1 hora. Enquanto isso, misture separadamente um pouco de óleo e três colheres de urucum até derreter. Depois leve a moqueca ao fogo e despeje essa mistura por cima para dar cor. Não tampe a panela nem coloque água!

Mantenha em fogo baixo por cerca de 25 minutos, sempre provando o sal e balançando de vez em quando para que o peixe não agarre. (Fonte: Panfleto da Associação Das Paneleiras de Goiabeiras)

Onde comer moqueca capixaba

onde-comer-moqueca-capixaba-espirito-santo

Mais fácil que fazer é procurar um restaurante especializado no prato. Na grande Vitória há vários, afinal, é a receita mais tradicional da culinária do Espírito Santo, sempre servida com arroz, pirão, farofa e moquequinha de banana da terra (amo). Não dá para deixar de experimentar! Veja algumas opções:

Vila Velha:

  • Restaurante Atlântica: Av. Antônio Gil Veloso, 80, Praia da Costa
  • Coco Bambu: Rua Dr Olivio Lira, 353, Shopping Praia da Costa
  • Caranguejo do Assis: Av. da Praia, 290 – Praia de Itaparica

Vitória:

  • Ilha das Caieiras: vários restaurantes

Serra:

  • Praia de Manguinhos: vários restaurantes
Antes de viajar, reserve sua hosepedagem pelo Booking!

    
        Booking.com

Se estiver em Vitória ou Vila Velha e região, além de comer a moqueca, inclua no seu roteiro uma visita às Paneleiras de Goiabeiras para ver de perto a produção das panelas de barro do Espírito Santo, que é uma das principais manifestações da cultura popular do país!

Paneleiras de Goiabeiras
Rua Leopoldo Gomes Sales, 55, Goiabeira Velha, Vitória/ES
De segunda a sábado de 8h às 18h30, domingos de 9h às 15h
Entrada gratuita

Esse texto faz parte da blogagem coletiva “Culinária Regional”. Outros blogs também escreveram sobre pratos típicos de diferentes lugares pelo mundo. Confira!

Não se esqueça dos parceiros do "Mariana Viaja" ao organizar sua viagem!
- Encontre e reserve sua hospedagem em qualquer lugar do mundo pelo Booking sem pagar nada a mais por isso! - Em destinos internacionais o seguro é obrigatório, compare preços pela Real Seguros e escolha o que melhor te atende. - Para estar com internet no celular durante toda a viagem, mesmo fora do Brasil, adquira um chip da EasySim4u. - Vai viajar sozinha? Baixe o ebook com dicas que vão te ajudar no planejamento!
Gostou? Compartilhe!Share on Facebook
Facebook
0Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email