A volta ao mundo em 80 livros

livros-viajar-pelo-mundo

Se a pandemia ainda não deixa a gente sair de casa nem viajar no sentido real da palavra, nada melhor que buscar livros que fazem viajar!

Fazendo um trocadilho com o título do clássico “A volta ao mundo em 80 dias”, de Julio Verne, resolvi listar publicações que se passam nos cinco continentes. Não são exatamente livros de viagens – podem ser sobre história, cultura, romances, ficções, mais sérios ou mais leves. E tentei mesclar o máximo possível os estilos e destinos.

Em comum o fato de que todos proporcionam algo que eu adoro que é conhecer o mundo pela literatura. Ou seja, mesmo não falando diretamente de turismo, não deixam de ser livros para quem gosta de viajar. Ler é isso, né! É inspiração! Quantas e quantas vezes ler sobre um lugar já me despertou a vontade de um dia poder ver tudo de perto… Fazer essa lista então, foi um trabalho de pesquisa intenso, mas muito gratificante e um aprendizado também!

Leia também:
Sugestões de livros e filmes para inspirar viagens

Livros para dar uma volta ao mundo

Como critério, escolhi apenas livros já publicados em português e as histórias ambientadas nos países – não necessariamente de autores nascidos em cada lugar (mas tentei!) E, antes de começar lista, já aviso logo: não, eu não li todos. Alguns sim, outros sei porque são clássicos, outros descobri em pesquisas para colocar no texto.

As sinopses foram tiradas do site da Amazon – e em todos tem o link direto para quem quiser ver mais e/ou comprar.

E a lista não tem a menor pretensão de ser uma lista definitiva ou mesmo dos melhores – isso nem existe, acho. A ideia ao propor esta volta ao mundo pelos livros era só mesmo mostrar formas de viajar sem sair de casa. Então é muito possível que você se lembre de alguns que já leu e que se encaixariam, mas que não foram citados, ou de outros que gostou mais. Aí é só deixar a dica nos comentários!

Acompanhe o blog também no Facebook!

Livros que se passam na América do Norte

livros-viajar-pelo-mundo-america-do-norte

Nova York (EUA) – Imagem de Pexels por Pixabay

– Americanah, de Chimamanda Ngozi Adichie (Companhia das Letras)

Na década de 1990, a jovem nigeriana Ifemelu se muda para os Estados Unidos, onde se destaca no meio acadêmico, mas se depara pela primeira vez com a questão racial e as dificuldades da vida de imigrante, mulher e negra. Veja mais e compre aqui.

– Cidade Aberta, de Teju Cole (Companhia das Letras)

Nova York pós-11/09 percebida por Julius, um jovem psiquiatra que faz longas caminhadas após o trabalho relembrando sua história, sua condição de imigrante, e também a história da própria cidade em que vive e dos habitantes dela. Veja mais e compre aqui.

– Como água para chocolate, de Laura Esquivel (Martins Fontes)

Romance sobre Tita, desde seu nascimento em um rancho no norte do México, até a juventude e vida adulta. Cada história gira em torno de uma receita, celebrando o triunfo da alegria e da vida sobre a tristeza e a morte. Veja mais e compre aqui.

– Minha História, de Michelle Obama (Objetiva)

Da infância em Chicago à vida na Casa Branca, em Washignton, a ex-primeira dama conta suas  memórias e recorda as experiências que a moldaram, entre triunfos e decepções, até se tornar uma das mulheres mais icônicas da atualidade.  Veja mais e compre aqui.

Leia também:
O que conhecer em um dia em Washington

– As garotas, de Emma Cline (Intrínseca)

A adolescência de uma garota no fim dos anos de 1960 no norte da Califórnia, lidando com questões de autoaceitação, desejo de pertencimento, violência. Narrado pela protagonista, já adulta, é um retrato de garotas que se tornam mulheres. Veja mais e compre aqui.

– Los Angeles, de Marian Keyes (Bertrand Brasil)

Maggie sempre foi a certinha da família, até que se cansou de andar na linha e seguir regras. Então ela decidiu se mudar para Los Angeles, terra do glamour, da liberdade, da beleza, da luxúria, da diversão, em busca por um sentido na vida. Veja mais e compre aqui.

– O sol é para todos, de Harper Lee (José Olympio)

Um clássico da literatura mundial, fala de racismo e injustiça através da história de um advogado que enfrenta represálias por defender um homem negro acusado de estuprar uma mulher branca nos Estados Unidos dos anos 1930. Veja mais e compre aqui.

– O apanhador no campo de centeio, de J.D. Salinger (Todavia)

Depois de ser expulso de mais de uma escola, Holden toma um trem para Nova York e vaga três dias pela cidade, entre encontros e desencontros, insegurança e rebeldia, adiando a volta para casa até que os pais saibam da notícia da expulsão. Veja mais e compre aqui.

– Nova York do Oiapoque ao Chuí, de Tânia Menai (Casa da Palavra)

Escrito pela jornalista brasileira radicada há mais de 10 anos em Nova York, tem diversas histórias de vida, principalmente sobre migração. Como já diz o subtítulo, são relatos de brasileiros na cidade que nunca dorme. Veja mais e compre aqui.

– Sorte ou azar, de Meg Cabot (Galera)

Jinx  vai morar na casa dos tios, em Nova York, esperando escapar da má sorte que tinha em sua cidade natal. Mas ela começa a se questionar se sua má sorte seria um dom e se a profecia sob a qual viveu desde que nasceu é o que poderia salvá-la. Veja mais e compre aqui.

Leia também:
10 clichês de Nova York que ninguém resiste
Sozinha em NY: o que fazer em uma semana na cidade

– Os mexicanos, de Sergio Florêncio (Contexto)

Sombreros, mariachis, tequila, maias e astecas, novelas e Nossa Senhora de Guadalupe. Toda riqueza cultural do México reunida em um livro que leva os leitores a uma viagem por um país mais profundo, apresentando a um povo com identidade única. Veja mais e compre aqui.

– Um caminho para a liberdade, de Jojo Moyes (Intrínseca)

Em uma pequena cidade do interior dos Estados Unidos, no fim da década de 1930, quando não seguir os costumes e a religião era transgressão gravíssima, o caminho de um grupo de mulheres se cruza ao administrem uma biblioteca itinerante. Veja mais e compre aqui.

– Farenheit 9/11, de Michael Moore (Francis)

Roteiro completo do documentário de mesmo nome, que gira em torno da história política de George W. Bush nos Estados Unidos, dos atentados de 11/09 e da guerra no Iraque. O livro tem fontes e provas sobre os relatos apresentados no filme. Veja mais e compre aqui.

Livros que se passam na América Central

livros-viajar-pelo-mundo-america-central

Havana (Cuba) – Imagem de SweetMellowChill por Pixabay

– De Cuba, com carinho, de Yoani Sánchez (Contexto)

A autora do blog Generación Y, eleita pela revista Time uma das mulheres mais influentes do mundo, relata o cotidiano de quem vive em Cuba, sofre com a decadência econômica, mas ama seu país. Textos que misturam amargor, humor e esperança. Veja mais e compre aqui.

Leia também:
Sete dias de calor e descobertas em Cuba?
Como se hospedar em casas de famílias em Havana

– A festa do chibo, de Mario Vargas Llosa (Leya)

A partir da visita de um homem ao pai em Santo Domingo, o leitor é transportado para 1961, quando a capital Dominicana ainda se chamava Ciudad Trujillo. Entre conflitos e tensões, mostra as razões humanas por trás dos fatos históricos. Veja mais e compre aqui.

– O velho e o mar, de Ernest Hemingway (Bertrand Brasil)

Escrito em Cuba e com inspiração nos mares da ilha, conta a história de um pescador que, depois de anos de profissão, estava há mais de 80 dias sem pescar sequer um peixe, até que parte sozinho em alto mar com a certeza de que vai dar certo. Veja mais e compre aqui.

– País sem chapéu, de Dany Laferrière

O autor nasceu do Haiti, de onde saiu para fugir da ditadura, e resolveu voltar após vinte anos de um autoexílio no Canadá e nos Estados Unidos. Ele revisita seu passado e, pelas ruas de Porto Príncipe, vive encontros, reencontros e descobertas. Veja mais e compre aqui.

– Haiti, depois do inferno, Rodrigo Alvarez

O jornalista fez a cobertura jornalista do terremoto no Haiti, maior desastre humanitário do início deste século, e acompanhou de perto os dias de dor e caos em um país que já tinha infraestrutura mais pobre do continente americano. Veja mais e compre aqui.

Livros que se passam na América do Sul

livros-viajar-pelo-mundo-america-do-sul

Santiago (Chile) – Albaro Castillo / CC0

– De moto pela América do Sul, de Ernesto Che Guevara (Sá Editora)

Livro que inspirou o filme Diários de motocicleta, escrito com base nas anotações detalhadas do próprio Che, então um jovem de 23 anos, sobre a viagem com o amigo Alberto Granado, indo da Argentina até a Venezuela, em 1952. Veja mais e compre aqui.

– A hora da estrela, de Clarice Lispector (Rocco)

Macabéa, uma alagoana órfã, virgem e solitária, é levada para o Rio de Janeiro pela tia tirana que a criou. Sem entender muito bem o que se passa à sua volta, trabalha como datilógrafa é maltratada pelo namorado e pela amiga. Um clássico! Veja mais e compre aqui.

Leia também:
Dicas de passeios no Rio de Janeiro

– Não há silêncio que não termine, de Ingrid Betancourt (Companhia das Letras)

Sequestrada pelas Farc, na Colômbia, e levada para o interior da selva em inúmeras viagens de barco, caminhão e a pé, a autora passou mais de seis anos como prisioneira, em meio à fome, doença e condições humilhantes. Veja mais e compre aqui.

– Dois irmãos, de Milton Hatoum (Companhia de Bolso)

As relações de dois irmãos gêmeos (Yaqub e Omar) com a mãe, o pai e a irmã. A cidade de Manaus e o porto à margem do rio Negro são metáforas das ruínas e da passagem do tempo que acompanham o andamento do drama familiar. Veja mais e compre aqui.

– As veias abertas da América Latina, de Eduardo Galeano (L&PM)

Escrito na década de 1970, quando a maioria dos países da América Latina vivia sob ditaduras, fala sobre a submissão, a miséria e a espoliação que já duram desde a chegada dos europeus no século XV. Veja mais e compre aqui.

– O encontro marcado, de Fernando Sabino (Record)

História da adolescência e juventude de Eduardo Marciano em Minas Gerais, em torno de prazeres, desencanto, melancolia, boemia e tédio, que se acumulam enquanto ele busca por si mesmo e pela verdadeira razão de sua vida. Veja mais e compre aqui.

– O amor segundo Buenos Aires, de Fernando Scheller (Intrínseca)

Histórias de amor ambientadas nas avenidas, cafés e bairros das capital da Argentina, contadas na versão de cada um dos personagens, com suas personalidades diferentes, mas, em comum, a grande capacidade  de amar. Veja mais e compre aqui.

Leia também:
O que fazer em Buenos Aires: o melhor da cidade em 6 dias

– A cidade e os cachorros, de Mário Vargas Llosa (Alfaguara)

Clássico da literatura latino-americana, sobre a experiência do autor no Colégio Militar em Lima, no Peru, junto com jovens de todos os cantos do país, a maioria de origem humilde, vivendo sob um violento código de conduta. Veja mais e compre aqui.

– A uruguaia, de Pedro Mairal (Todavia)

Sucesso absoluto nos países de língua espanhola, é um romance sobre afetos, crise conjugal, e busca pela felicidade de um escritor de quarenta anos. Se passa no Uruguai e trata de forma leve temas como amor, culpa, responsabilidade e libertação. Veja mais e compre aqui.

– A capital da solidão, de Roberto Pompeu de Toledo (Objetiva)

Momentos cruciais da trajetória da cidade de São Paulo, que ao longo dos séculos foi se transformando em um aglomerado de gente vinda de diferentes partes do mundo e começou a virar a metrópole que é hoje. Veja mais e compre aqui.

– Capitães da Areia, de Jorge Amado (Companhia de Bolso)

A vida urbana dos meninos pobres e infratores que moram num trapiche abandonado no areal do cais de Salvador, vivendo à margem das convenções sociais. O texto aproxima o leitor de cada um dos garotos e do intenso desejo deles pela liberdade. Veja mais e compre aqui.

Leia também:
O que conhecer em um fim de semana em Salvador

– Confesso que vivi, de Pablo Neruda (Bertrand Brasil)

Autobiografia do poeta chileno, que conta memórias desde sua infância até o golpe que derrubou Salvador Allende do governo do Chile, passando pelo relato dos fatos mais interessantes de sua jornada. Veja mais e compre aqui.     https://amzn.to/3krNFmE

– Formas de voltar para casa, de Alejandro Zambra (Tusquets)

Narra as memórias de um homem que viveu a infância durante a ditadura de Augusto Pinochet, no Chile. Na busca por entender seu passado, ele tenta encontrar ferramentas para finalizar um romance que está escrevendo. Veja mais e compre aqui.

– A casa dos espíritos, de Isabel Allende (Bertrand Brasil)

É tanto uma saga familiar quanto um relato de um período turbulento na história de um país latino-americano, que possivelmente é o Chile, com personagens ricos em emoções em uma narrativa que costura passado, presente e futuro. Veja mais e compre aqui.

 Leia também:
Conhecendo as casas de Pablo Neruda no Chile
Mais dicas de passeios e hospedagens no Chile

Livros que se passam na África

livros-viajar-pelo-mundo-africa

Joanesburgo (África do Sul) – Anagoria / CC BY

– Meio sol amarelo, de Chimamanda Ngozi Adichie (Companhia das Letras)

Em meio a uma guerra na Nigéria, diferentes pessoas, de diferentes perfis, tentam provar a si mesmas e ao mundo que são capazes não só de sobreviverem, mas também de resguardarem seus sonhos e integridade moral. Veja mais e compre aqui.

– Terra sonâmbula, de Mia Couto (Companhia de Bolso)

Com uma linguagem que mistura realismo mágico e a narrativa tradicional africana, conta a história e um velho e um menino em uma viagem recheada de fantasias míticas na Moçambique pós-independência, em meio a uma guerra civil que durou 10 anos. Veja mais e compre aqui.

– Luuanda: Estórias, de Luandino Vieira (Caminho)

Contos sobre o cotidiano dos luandenses nos anos 1960 e 1970, as histórias das famílias, a relação entre pretos e brancos, velhos e jovens, comportamentos e ideias, escritos em uma linguagem fortemente marcada pelo português falado em Angola. Veja mais e compre aqui.

– O engate, de Nadine Gordimer (Companhia das Letras)

Uma jovem branca e rica da África do Sul pós-apartheid conhece um mecânico negro, se apaixona, e passa por choques culturais e afetivos ao se mudar para a terra natal dele, uma aldeia miserável às margens do deserto, com sociedade paternalista e regime ditatorial. Veja mais e compre aqui.

– Os caminhos de Mandela: lições de vida, amor e coragem, de Richard Stengel (Globo Livros)

O editor da Revista Time acompanhou Nelson Mandela durante o período de reconstrução democrática da África do Sul, e mostra as múltiplas facetas do líder político, para além da a figura mítica que libertou seu povo do preconceito racial e reinventou uma nação. Veja mais e compre aqui.

Leia também:
Lugares incríveis na África do Sul – no blog Tá indo pra onde?

– Morte no Nilo, de Agatha Christie (Harper Collins)

Uma jovem bela, rica e inteligente rouba o noivo da melhor amiga, se casa com ele e, durante a lua de mel, vários antagonistas tentam atrapalhar a vida do casal. Ela morre com um tiro e um detetive entra em ação para solucionar o caso. Tudo isso durante um cruzeiro pelo Rio Nilo, no Egito. Veja mais e compre aqui.

– O leão e a joia, de Wole Soyinka (Geração Editorial)

Uma fábula divertida sobre os conflitos entre valores africanos e costumes europeus, entre o desejo das mulheres de serem livres e o apego a tradições que as desvalorizam, entre o progresso e o conservadorismo no pequeno e fictício povoado na África do Sul. Veja mais e compre aqui.

– Desonra, de J. M. Coetzee (Companhia das Letras)

Um professor universitário é expulso depois de ter um caso com uma aluna e viaja para a propriedade rural da filha. Na África do Sul pós-apartheid, uma história sobre choques entre um passado de exploração e um presente de acerto de contas. Veja mais e compre aqui.

– Os da minha rua, de Ondjaki (Língua Geral)

As lembranças da infância do autor, que viveu nas décadas de 1980 e 1990 em Luanda, contada por meio de crônicas do cotidiano, com um estilo de escrita oralizado, num misto de biografia e ficção, sempre mescladas com a perspectiva histórica. Veja mais e compre aqui.

Veja também:
Mapa mundial com a obra literária mais representativa de cada país

(Nem todos estão aqui na lista, que fiz bem livre. Mas é muito legal ver!)

livros-mundo-viagens-paises

Crédito: Reprodução/Reddit

– A casa do céu, de Amanda Lindhout (Novo Conceito)

De uma infância com violência a uma viagem pelo mundo na juventude, ela chegou à Somália, “país mais perigoso do mundo”, onde foi sequestrada e mantida em cativeiro por 460 dias, até que se arriscou em uma fuga audaciosa. Veja mais e compre aqui.

– Sem gentileza, de Futhi Ntshingila (Dublinense)

Um romance sobre superação de adversidades, no qual mãe e filha, em meio ao apartheid, em um ambiente de pobreza nos guetos da África do Sul, precisam sobreviver a uma sociedade machista que tenta anular suas existências. Veja mais e compre aqui.

– O mundo se despedaça, de Chinua Achebe (Companhia das Letras)

Okonkwo, guerreiro da etnia ibo, no sudeste da Nigéria, vê seu clã se desintegrar com a chegada do colonizador branco, que colocam em cheque os costumes e valores locais. Romance fundador da moderna literatura nigeriana. Veja mais e compre aqui.

– O vendedor de passados, de José Eduardo Agualusa (Tusquets)

Depois da independência de Angola, o negro albino Félix lucra vendendo para os burgueses árvores genealógicas com ancestrais ilustres, até que passados e presentes se cruzam. Escrito por um dos principais nomes da literatura de língua portuguesa contemporânea. Veja mais e compre aqui.

Livros que se passam na Europa

livros-viajar-pelo-mundo-europa

Londres (Inglaterra) – Imagem de Piero Di Maria por Pixabay

– Série Napolitana, de Elena Ferrante (Biblioteca Azul)

Uma série de quatro romances que se passam na Itália e contam a história de duas amigas ao longo de suas vidas, mostrando a intensidade e complexa dinâmica da amizade feminina. Veja mais e compre aqui.

– O segredo da Dinamarca, de Helen Russell (Leya)

A Dinamarca é considerada um dos países mais felizes do mundo. Ao se mudar para lá, a autora descobre hábitos simples que os ajudam a aproveitar melhor os bons momentos e a viver em harmonia com os outros, a natureza, e com eles mesmos. Veja mais e compre aqui.

– Paris é uma festa, de Ernest Hemingway (Bertrand Brasil)

Clássico póstumo do autor, tem crônicas escritas no período em que ele viveu em Paris, na década de 1920, quando o mundo se abria diante dele e seus companheiros eram tanto pessoas anônimas das ruas, como pessoas famosas. Veja mais e compre aqui.

– A livraria mágica de Paris, de Nina George (Record)

Monsieur Perdu tem um barco-livraria ancorado no rio Sena e indica livros para todas as dificuldades da vida. Desiludido desde que a mulher da sua vida foi embora, ele começa a navegar pelo interior da França compartilhando sabedoria e literatura. Veja mais e compre aqui.

Leia também:
12 livros para ir a Paris sem sair de casa
O que conhecer em Paris e mais dicas da cidade

– A menina que roubava livros, de Markus Zusak (Intrínseca)

É narrado pela morte, que, na Alemanha, durante a 2ª Guerra, se afeiçoa à menina ao perceber que ela sempre escapa. Sucesso de crítica e público, é um confronto entre a infância perdida e a crueldade do mundo adulto, permeado pela literatura. Veja mais e compre aqui.

– A sociedade literária e a torta de casca de batatas, de Mary Ann Shaffer (Rocco)

Uma escritora recebe uma carta de um homem do interior da de uma ilha na Inglaterra com uma consulta bibliográfica e eles começam se corresponder. Ela viaja até o local, conhece o clube do livro criado pelos moradores na 2ª guerra como forma de proteção, faz amizades e vê sua vida se transformar. Veja mais e compre aqui.

– A insustentável leveza do ser, de Milan Kundera (Companhia de Bolso)

Na República Tcheca os quatro protagonistas (Tereza e Tomas, Sabina e Franz) vivem o peso insustentável de suas escolhas ou de acontecimentos do acaso, cada um à sua maneira, em um exercício de reconhecer a opressão e tentar amenizá-la. Veja mais e compre aqui.

– Lisboa o que o turista deve ver, de Fernando Pessoa (Companhia das Letras)

Um livro para levar o leitor pelos marcos arquitetônicos, artísticos, folclóricos ou de puro lazer em Lisboa , além de diversos lugares frequentados pelo poeta português que era um grande apaixonado por sua cidade natal. Veja mais e compre aqui.

Leia também:
A Lisboa de Fernando Pessoa
Lugares, comidas e mais dicas de Lisboa

– Inverno em Madri, de C. J. Sansom (Record)

Um romance que mescla thriller e história de amor, no conflito entre adeptos do fascismo e do socialismo, além de muitos segredos na capital da Espanha durante o período da ditadura de Francisco Franco, entre 1936 e 1975. Veja mais e compre aqui.

– A pequena livraria dos corações solitários, de Annie Darling (Verus)

A jovem Posy adora romances. Ela herda uma livraria quase falida em Londres e precisa encarar a vida real para fazer o negócio sobreviver, mas tem apenas seis meses para tentar transformá-la na livraria dos seus sonhos. A série tem ainda outros três livros. Veja mais e compre aqui.

– Quatro estações em Roma, de Anthony Doerr (Intrínseca)

Memórias de um escritor norte-americano que vai viver por um ano em Roma, na Itália com a esposa e os filhos. No livro ele fala das diferenças culturais e dos aprendizados ao lidar com uma vida diferente do que ele estava acostumado. Veja mais e compre aqui.

– Sob o sol da Toscana, de Mayes Frances (L&PM)

A autora comprou e reformou uma casa de campo abandonada no interior da Toscana e conta a história de sua chegada, os passeios realizados, as pessoas que conhece, o dia a dia descobrindo a beleza e a simplicidade da vida na Itália. Veja mais e compre aqui.

Leia também:
Filmes para inspirar uma viagem à Itália

– Um brasileiro em Berlim, de João Ubaldo Ribeiro (Objetiva)

Convidado por um programa de intercâmbio alemão para realizar um roteiro literário pelo país, o escritor chegou a Berlim em 1990, quando começou a escrever crônicas para os jornais falando sobre a vida na cidade. Mais tarde elas foram reunidas no livro. Veja mais e compre aqui.

– Europa Comunista, de Raiam Santos (Kobe)

O autor visitou 10 países do Leste Europeu em 10 fez um relato sobre suas primeiras impressões de cada um, envolvendo cultura, macroeconomia, história e sagacidade de uma das regiões mais instáveis do mundo. Veja mais e compre aqui.

Livros que se passam na Ásia

livros-viajar-pelo-mundo-asia

Pequim (China) – Imagem de MaoNo por Pixabay

– O segredo entre nós, de Thrity Umrigar (Globo Livros)

Na Índia, uma mulher pobre é demitida da casa da família onde trabalhou como doméstica por mais de 20 anos e precisa encontrar outra forma de sustento. Seu caminho se cruza com o de uma mulher mais velha e amarga. Uma história de força, amizade e renovação. Veja mais e compre aqui.

– Garotas da fábrica, de Leslie T. Chang (Intrínseca)

Uma investigação sobre a vida das operárias das fábricas que sustentam o crescimento econômico do país, mostra como o movimento da população rural para as cidades tem alterado o rumo de trajetórias individuais e famílias, e transformado a China. Veja mais e compre aqui.

– Vale do Encantamento – a saga de três gerações de mulheres, de Amy Tan (Planeta)

Uma influente cortesã na Xangai do início do século XX foi abandonada pela mãe, uma cafetina americana que migrou para a China, e separada da filha. Ela busca das origens de sua família, tendo como pano de fundo os acontecimentos históricos da época.  Veja mais e compre aqui.

– O caçador de pipas, de Khaled Hosseini (Globo Livros)

Best seller mundial, narra a amizade entre dois meninos no Afeganistão da década de 1970 e um acontecimento que marca a vida deles para sempre. Depois de 20 anos, um deles, morando nos Estados Unidos, retorna ao país e precisa acertar contas com o passado. Veja mais e compre aqui.

– Trem para o Paquistão, de Khushwant Singh (Grua Livros)

Se passa no verão de 1947, quando Índia e Paquistão se tornaram independentes, surgindo alguns conflitos.  À margem de tudo isso, em uma aldeia fictícia na fronteira o único sinal de que algo mudou são os horários inconstantes dos trens lotados levando e trazendo refugiados. Veja mais e compre aqui.

– O país das neves, de Yasunari Kawabata (Estação Liberdade)

A partir do encontro entre um culto senhor de posses, uma gueixa das montanhas, e uma bela jovem provinciana, mostra a densidade e as contradições das relações humanas. O cenário onde se passa a história foi inspirado em Yusawa, no Japão. Veja mais e compre aqui.

– Primeiro mataram meu pai, de Loung Ung  (Harper Collins)

Filha de um oficial de alto escalão do governo, a autora teve uma vida privilegiada no Camboja até os cinco anos de idade, quando um ditador assumiu o poder e liderou um dos regimes mais atrozes da história. O livro fala de força, esperança e amor em meio à tragédia. Veja mais e compre aqui.

Se for viajar para fora do Brasil não deixe de fazer o seguro viagem!
Seguro Viagem Geral

– As redes da ilusão, de Amy Tan (Rocco)

Fala da fragilidade das relações humanas a partir de uma relação tensa entre mãe e filha e da viagem da filha para Mianmar, antiga Birmânia, no sudeste asiático, com um grupo de amigos norte-americanos. Veja mais e compre aqui.

– Rádio Shangri-lá – o que aprendi no Butão, o lugar mais feliz do mundo, de Lisa Napoli (Rocco)

A jornalista deixou para trás seu trabalho e sua vida cosmopolita em Los Angeles e se mudou para o Butão, que tem no FIB (Felicidade Interna Bruta) seu principal índice de desempenho. Ela mostra a cultura diferente, a riqueza do país e sua luta interna pela tal felicidade. Veja mais e compre aqui.

– Matterhorn – um romance sobre a guerra do Vietnã, de Karl Marlantes (Rai)

Um romance épico, conta a história do soldado Waino Mellas e da Companhia Bravo formada por membros da marinha americana que construíram, abandonaram e reconquistaram uma base militar no interior do Vietnã. Veja mais e compre aqui.

– Kobane Calling: ou como fui parar no meio da guerra na Síria, de Zerocalcare (Nemo)

Uma história em quadrinhos, com um relato sincero, tocante e bem-humorado do autor, mostrando a complexidade e as contradições da guerra na Síria, muitas vezes simplificada pela mídia internacional e pelos discursos políticos. Veja mais e compre aqui.

– Minha terra prometida, de Ari Shavit (Três Estrelas)

O triunfo e a tragédia da história de Israel, contada a partir de 16 datas cruciais da construção do Estado judeu e centrada principalmente na dimensão humana dos fatos, com personagens reais e seus relatos. Veja mais e compre aqui.

 – O dom, de Vladimir Nabokov (Alfaguara)

Um livro sobre memória, amor e literatura, narra, por meio de personagens diversos, a difícil vida dos emigrados na Rússia, país que é hostil com eles. A história é permeada pela própria literatura russa. Veja mais e compre aqui.

Livros que se passam na Oceania

livros-viajar-pelo-mundo-oceania

Sidney (Austrália) – Imagem de LeutherCommerce por Pixabay

– Baía da Esperança, de Jojo Moyes (Intrínseca)

A melancólica e reservada Liza McCullen é responsável por um barco de observação de baleias e golfinhos em Silver Bay, na Austrália, onde também administra com a tia, Kathleen, o Hotel Baía da Esperança, que já viu dias melhores. Veja mais e compre aqui.

– A festa ao ar livre e outras histórias, por Katherine Mansfield (Martin Claret)

Coletânea de 15 contos sobre a condição humana, a relação da autora com a Nova Zelândia, seu país de origem e questões que envolvem desde a vida familiar até a perda de identidade pessoal. Veja mais e compre aqui.

– Pequenas Grandes Mentiras, de Liane Moriarty (Intrínseca)

Na Austrália, a história de três mulheres, cada uma diante de sua encruzilhada particular, em um romance cheio de meias verdades, que mistura ex-maridos e segundas esposas, mães e filhas, bullying e escândalos domésticos. Veja mais e compre aqui.

Livros de viagens pelo mundo

livros-viajar-pelo-mundo-2

Imagem de Pam Patterson por Pixabay

– Lugares distantes: Como viajar pode mudar o mundo, de Andrew Solomon (Cia. das Letras)

Um livro sobre transformação social, com textos sobre lugares que passaram por abalos sísmicos culturais, políticos ou espirituais. Foram 83 países em sete continentes, entre destinos diversos como África do Sul, Brasil, China, Romênia, Ilhas Salomão, Equador, Taiwan, Mongólia, Antártica e Líbia. Veja mais e compre aqui.

– Cem dias entre céu e mar, de Amyr Klink (Cia das Letras)

Relato do navegador sobre a travessia do oceano Atlântico a bordo de um pequeno barco a remo. As conversas com os objetos a bordo, a companhia dos peixes e tubarões, a visão de uma baleia no meio da noite, acontecimentos do dia a dia entre as agruras e alegrias da viagem. Veja mais e compre aqui.

– Comer, Rezar, Amar, de Elizabeth Gilbert (Objetiva)

Depois de enfrentar um divórcio, uma depressão e mais um relacionamento fracassado, a autora foi viajar sozinha por um ano, passando por Itália, Índia e Indonésia.  Um relato sobre a importância de assumir a responsabilidade pela própria felicidade e parar de viver conforme os ideais da sociedade. Veja mais e compre aqui.

– Não conta lá em casa, de André Fran (Record)

Relato pessoal de um dos apresentadores do programa homônimo (exibido pelo Multishow), narrando as aventuras por destinos inusitados, entre histórias emocionantes e divertidas, com curiosidades e muitas fotos. Veja mais e compre aqui.

– A volta ao mundo em 80 dias, de Júlio Verne (Martin Claret)

E não dava para terminar a lista sem falar do livro que a inspirou: lançado em 1873, conta a história de Phileas Fogg, um solitário cavaleiro inglês, junto com seu criado Jean Passepartout, tentam a façanha de conhecer o mundo todo em poucos dias para ganhar uma aposta. É considerada uma das maiores obras da literatura mundial e já foi transformada em filmes e peças de teatro. Veja mais e compre aqui.

Encontre e reserve sua hospedagem em qualquer destino!



Booking.com

E você, tem outras dicas de livros que nos fazem viajar pelo mundo? Me conta nos comentários!

PS: Sabia que eu também publiquei um livro?
Conheça aqui “Eu não quero chegar a lugar algum”

 

* Foto principal: Background vector created by freepik.com

Não se esqueça dos parceiros do "Mariana Viaja" ao organizar sua viagem!
- Encontre e reserve sua hospedagem em qualquer lugar do mundo pelo Booking sem pagar nada a mais por isso! - Em destinos internacionais o seguro é obrigatório, compare preços pela Real Seguros e escolha o que melhor te atende. - Para estar com internet no celular durante toda a viagem, mesmo fora do Brasil, adquira um chip da EasySim4u. - Vai viajar sozinha? Baixe o ebook com dicas que vão te ajudar no planejamento!
Gostou? Compartilhe!Share on Facebook
Facebook
0Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email