6 lugares incríveis para conhecer em Matilde (ES)

lugares-para-conhecer-em-matilde-espirito-santo

Existem muitos lugares para conhecer em Matilde, especialmente para quem gosta de estar em contato com a natureza – entre cachoeiras, rios, belas paisagens e também muita história.

Localizada no interior do Espírito Santo, a aproximadamente 85km de Vitória, Matilde é um distrito do município de Alfredo Chaves, e o grande número de atrativos faz com que seja considerada a capital do turismo de aventura no estado.

O que fazer em Matilde (ES)

Eu fiz um bate e volta de um dia, passando pelos principais pontos turísticos de Matilde, e compartilho aqui as dicas.

Mirante de Matilde

O Mirante de Matilde virou um point de fotos aqui no Espírito Santo. Ele fica na guarita de entrada para a Cachoeira de Matilde, onde estão duas grandes manilhas.

Não sei se a ideia inicial era mesmo fazer um mirante, mas, como vista é linda, as manilhas acabaram virando um local “instagramável”. É só entrar, fazer as suas poses e ter os seus registros.

mirante-matilde-fotos

Cachoeira de Matilde

A Cachoeira Engenheiro Reeve, mais conhecida como Cachoeira de Matilde, é um dos principais cartões-postais do distrito. A beleza e a potência da queda d’água impressionam.

Para chegar até lá, há um caminho de aproximadamente 300 metros, todo pavimentado, muito tranquilo.

São 70 metros de altura – uma das maiores do Espírito Santo. Lá não é permitido entrar na água, apenas contemplar o visual. E vale muito a pena, porque é mesmo lindo!

Pousada e Restaurante Prainha

Um espaço com chalés, área de camping e restaurante self-service, bem ao lado de uma cachoeira, que forma uma prainha. Não cheguei a entrar, eu nem tinha levado trajes de banho, fui mais para conhecer mesmo.

E dá para ir apenas para passar o dia, pagando uma taxa, ou ficar hospedado por lá, o que é uma boa opção para o fim de semana e feriados. Mais informações no instagram @restauranteprainha_matilde

cachoeira-restaurante-prainha-matilde

chales-prainha-cachoeira-matilde

Veja outras opções de hospedagens

Estação Ferroviária

Construída no início do século XX, próxima ao Rio Benevente, era o local de onde saía a produção de café que era levada até o porto de Vitória. Funcionava também para transporte de passageiros, mas foi desativada em meados da década de 1980.

Hoje abriga um espaço cultural, com biblioteca, uma pequena exposição que conta a história dos imigrantes da região e também um café. A construção é tombada pelo Conselho Estadual de Cultura.

Logo na entrada fica uma grande ponte sobre o rio, que é também um lugar muito bonito.

Trilha em Matilde

A entrada e a saída do distrito eram feitas pela estação. E os trilhos guaram muita história. Seguindo a pé sobre eles, em uma caminhada de aproximadamente 2 km, chega-se a uma cachoeira onde está o Túnel de Matilde.

Na estação tem um trenzinho pequeno que, segundo me disseram, fazia esse trajeto até a cachoeira, mas foi desativado (não sei por qual motivo ou se tem previsão de retomada). De toda forma, é uma caminhada bem tranquila e plana. Só no final, já para o acesso à cachoeira, é preciso descer um pequeno trecho de terra.

Túnel Encantado

Também chamado Túnel de Matilde ou Túnel dos Escravos, foi construído no passado por espanhóis, com mão de obra de pessoas escravizadas, para desviar o rio da estrada de ferro.

Quem quisesse podia descer. Mas é só mesmo para os mais aventureiros. São 65 degraus, com quase 1m de altura cada, mais a força da água. E não há local para segurar (só as paredes). Sem falar na escuridão e na presença de insetos e até de morcegos.

Eu não encarei e fiquei sentada aguardando o pessoal que foi. Teve gente que voltou dizendo que foi uma experiência bem legal e divertida, teve gente que detestou e disse que nunca mais. Então é realmente um programa que depende muito do estilo de cada um.

cachoeira-matilde-tunel-encantado

Para descer, é importante levar um tênis mais velho, que possa molhar bastante. Não é indicado ir descalço, já que os degraus são escorregadios. É bom levar roupa para trocar depois.

Viajando sozinha para Matilde

É claro que já incluí Matilde na minha lista de destinos no Viajando Sozinha no ES. Fui de excursão – uma alternativa ótima para poder conhecer destinos que ficam fora das áreas mais urbanas, principalmente para quem, como eu, não tem carro. Como os lugares ficam distantes uns dos outros, achei bem prático.

E é legal para quem quer viajar sozinha, mas ainda tem receio de fazer tudo por conta própria. Em um grupo certamente terão outras pessoas para se enturmar.

viajar-sozinha-para-matilde-espirito-santo

Fui com a Castro Tour (R$ 95,00 – preço de abril/2002, sujeito a alterações). A empresa também tem passeios e pacotes para diversos destinos, tanto no Espírito Santo como em outros estados. Veja mais no instagram @castroviagenseturismo

Estas são minhas dicas para conhecer em Matilde. Se a ideia for passar o fim de semana, há pousadas em Matilde, tanto na área rural como no centrinho do distrito, onde há ainda algumas opções de comércio, como mercados, bares e restaurantes.

Outros destinos que já visitei:
Serra | Guarapari
Anchieta | Aracruz
Domingos Martins | Santa Teresa
Marataízes | Iriri
Buda de Ibiraçu
Vila Velha e Vitória

Conheça meu livro de crônicas "Eu não quero chegar a lugar algum" e entre em contato para adquirir o seu no formato digital ou físico.
Gostou? Compartilhe!Share on Facebook
Facebook
0Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email